EXONERAR E REESTRUTURAR REESTRUTURAR E EXONERAR!

Folha 8 - - ECONOMIA -

OPre­si­den­te de An­go­la apro­vou no 26.09 o pro­gra­ma de re­es­tru­tu­ra­ção da pe­tro­lí­fe­ra es­ta­tal an­go­la­na So­nan­gol, ajus­tan­do-a à no­va or­ga­ni­za­ção do sec­tor dos pe­tró­le­os. Nu­ma no­ta de im­pren­sa, a Ca­sa Ci­vil do Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, João Lou­ren­ço ex­pli­ca que a me­di­da se des­ti­na tam­bém a en­con­trar so­lu­ções ca­pa­zes de con­tri­buí­rem pa­ra a sus­ten­ta­bi­li­da­de da in­dús­tria pe­tro­lí­fe­ra em An­go­la, cen­tran­do-a no seu fo­co prin­ci­pal. Se­gun­do o do­cu­men­to, o pro­gra­ma vi­sa tor­nar a So­nan­gol “mais com­pe­ti­ti­va e ren­tá­vel”, com fo­co na ca­deia pri­má­ria de va­lor, ob­ser­van­do os pa­drões in­ter­na­ci­o­nais de Qua­li­da­de, Saú­de, Se­gu­ran­ça e Meio Am­bi­en­te, con­tri­buir pa­ra me­lho­ria do de­sem­pe­nho do sec­tor pe­tro­lí­fe­ro em An­go­la e im­pul­si­o­nar e in­ten­si­fi­car a ac­ti­vi­da­de pa­ra subs­ti­tui­ção de re­ser­vas e au­men­to da pro­du­ção de hi­dro­car­bo­ne­tos, a mé­dio e lon­go pra­zos. O pro­gra­ma tem tam­bém por ob­jec­ti­vo pro­mo­ver a pros­pec­ção, pes­qui­sa, de­sen­vol­vi­men­to e pro­du­ção de gás na­tu­ral, com vis­ta a ga­ran­tir a dis­po­ni­bi­li­da­de pa­ra uti­li­za­ção in­ter­na e ex­por­ta­ção, bem co­mo au­men­tar a quo­ta de pro­du­ção in­ter­na de pe­tró­leo bru­to, re­for­çan­do o pa­pel da So­nan­gol Pes­qui­sa e Pro­du­ção, tor­nan­do-a mais efi­ci­en­te. Por ou­tro la­do, pre­ten­de-se ain­da fo­men­tar e in­cen­ti­var o de­sen­vol­vi­men­to de uma in­dús­tria na­ci­o­nal “ro­bus­ta de su­por­te ao sec­tor pe­tro­lí­fe­ro”, au­men­tar a ca­pa­ci­da­de in­ter­na de pro­du­ção de re­fi­na­dos, pa­ra re­du­zir a de­pen­dên- cia das im­por­ta­ções. Con­so­li­dar a in­te­gra­ção dos ne­gó­ci­os de re­fi­na­ção, trans­por­te, ar­ma­ze­na­gem e co­mer­ci­a­li­za­ção de pro­du­tos re­fi­na­dos, com fo­co na pro­mo­ção da efi­ci­ên­cia e na li­be­ra­li­za­ção do mer­ca­do de com­bus­tí­veis, e op­ti­mi­zar o de­sen­vol­vi- men­to or­ga­ni­za­ci­o­nal de ca­pi­tal hu­ma­no e tec­no­ló­gi­co pa­ra in­cre­men­to da pro­du­ti­vi­da­de da So­nan­gol são os res­tan­tes dois ou­tros ob­jec­ti­vos. A res­tru­tu­ra­ção da So­nan­gol sur­ge no âm­bi­to da cri­a­ção da Agên­cia Na­ci­o­nal de Pe­tró­le­os e Gás, que ain­da es­tá em fa­se de ins­ta­la­ção, de­cre­ta­da a 15 de Agos­to úl­ti­mo por João Lou­ren­ço, que pôs, des­ta for­ma, fim ao mo­no­pó­lio da pe­tro­lí­fe­ra es­ta­tal, cen­tran­do as ac­ti­vi­da­des uni­ca­men­te no sec­tor dos hi­dro­car­bo­ne­tos. A cri­a­ção da agên­cia sur­giu tam­bém na sequên­cia das con­clu­sões do Gru­po de Re­es­tru­tu­ra­ção do Sec­tor dos Pe­tró­le­os em An­go­la, cri­a­do a 21 de De­zem­bro de 2017, atra­vés de um de­cre­to pre­si­den­ci­al. A no­va agên­cia irá pro­ce­der à trans­fe­rên­cia de ac­ti­vos da So­nan­gol pa­ra a ANPG du­ran­te o pri­mei­ro dos três pe­río­dos de im­ple­men­ta­ção – pre­pa­ra­ção da tran­si­ção (até De­zem­bro des­te ano), tran­si­ção (de Ja­nei­ro a Ju­nho de 2019), e op­ti­mi­za­ção e tran­si­ção (de Ju­lho de 2019 a De­zem­bro de 2020). Na mes­ma al­tu­ra, em Agos­to, e num ou­tro de­cre­to, João Lou­ren­ço de­cre­tou tam­bém cri­a­ção de uma Co­mis­são In­ter­mi­nis­te­ri­al de Acom­pa­nha­men­to do Repatriamento da Or­ga­ni­za­ção do Sec­tor Pe- tro­lí­fe­ro, co­or­de­na­da pe­lo mi­nis­tro dos Re­cur­so Mi­ne­rais e Pe­tró­le­os angolano, Di­a­man­ti­no Aze­ve­do. No de­cre­to, João Lou­ren­ço in­di­ca que a co­mis­são vi­go­ra­rá até 31 de De­zem­bro de 2020 e que de­ve apre­sen­tar re­la­tó­ri­os tri­mes­trais das ac­ti­vi­da­des de­sen­vol­vi­das ao Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca. Ain­da na al­tu­ra do anún­cio da cri­a­ção da no­va agên­cia, o Governo ex­pli­cou que o ob­jec­ti­vo prin­ci­pal do mo­de­lo pro­pos­to é aca­bar com o con­fli­to de in­te­res­ses exis­ten­te na in­dús­tria an­go­la­na, de for­ma a tor­ná-la “mais trans­pa­ren­te e efi­ci­en­te”. “A re­es­tru­tu­ra­ção da So­nan­gol pas­sa pe­la re­du­ção da sua ex­po­si­ção aos ne­gó­ci­os não nu­cle­a­res no âm­bi­to da re­es­tru­tu­ra­ção tam­bém do sec­tor, que de­fi­ne cla­ra­men­te a se­pa­ra­ção das li­nhas de ne­gó­cio do gru­po, de­ven­do fo­car a ac­ção nas ac­ti­vi­da­des do sec­tor pe­tro­lí­fe­ro, pes­qui­sa, pro­du­ção, re­fi­na­ção e dis­tri­bui­ção”, sa­li­en­tou en­tão o mi­nis­tro das Fi­nan­ças, Ar­cher Man­guei­ra.

A So­nan­gol “mais com­pe­ti­ti­va e ren­tá­vel”, com fo­co na ca­deia pri­má­ria de va­lor, ob­ser­van­do os pa­drões in­ter­na­ci­o­nais de Qua­li­da­de, Saú­de, Se­gu­ran­ça e Meio Am­bi­en­te, con­tri­buir pa­ra me­lho­ria do de­sem­pe­nho do sec­tor pe­tro­lí­fe­ro

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.