A QUES­TÃO DO DE­SEN­VOL­VI­MEN­TO DO PO­VO ÁRA­BE

Jornal Cultura - - DIÁLOGO INTERCULTURAL -

em vis­ta o que ele al­can­çou em ter­mos do pro­gres­so em vá­ri­as do­mí­ni­os, as trans­for­ma­ções glo­bais que se ope­ram no nos­so mun­do, es­pe­ci­al­men­te com o sur­gi­men­to de for­ças no­vas do De­sen­vol­vi­men­to Eco­nó­mi­co e das po­tên­ci­as como a Chi­na, a Índia e o Bra­sil, for­ma­rão uma cons­ci­ên­cia crí­ti­ca ára­be- is­lâ­mi­ca de to­das es­sas ex­pe­ri­ên­ci­as, com vis­ta a ti­rar pro­vei­to de­las e a po­si­ci­o­nar- se di­an­te dos mo­de­los in­te­lec­tu­ais e cul­tu­rais, que ser­vem de tram­po­lim para o pen­sa­men­to es­tra­té­gi­co a lon­go pra­zo.

Nes­te con­tex­to de mui­ta re­fle­xão, es­ta lei­tu­ra en­vol­ve um dos prin­ci­pais mo­de­los de de­sen­vol­vi­men­to, fa­zen­do re­fe­rên­cia a um Es­ta­do si­tu­a­do na Amé­ri­ca La­ti­na ( Bra­sil), dis­tin­gui­do por sua ex­pe­ri­ên­cia e pa­ra­do­xa po­si­ção, com os seus pés no ca­mi­nho dos Estados po­de­ro­sos e no clu­be dos "for­tes", con­tu­do so­fren­do ain­da um atra­so nos níveis do de­sen­vol­vi­men­to hu­ma­no, bem como nas áre­as da educação e com al­tas ta­xas de po­bre­za.

Tal­vez es­ta ex­pe­ri­ên­cia do Bra­sil pa­re­ça um mo­de­lo di­fe­ren­te ex- pres­so na literatura do de­sen­vol­vi­men­to hu­ma­no, mas pa­re­ce di­fí­cil en­ten­der sob o pris­ma dos fa­mo­sos mo­de­los do de­sen­vol­vi­men­to in­ter­na­ci­o­nais, o porquê de uma sé­rie de ex­pe­ri­ên­ci­as de­sen­vol­vi­das a ní­vel mun­di­al.

Es­ta ex­pe­ri­ên­cia não apre­sen­ta por­tan­to uma fór­mu­la má­gi­ca para o pro­ble­ma do de­sen­vol­vi­men­to no mun­do ára­be, mas sim dá uma es­pe­ran­ça para que a mu­dan­ça es­te­ja pos­sí­vel, o sub­de­sen­vol­vi­men­to não é ine­vi­tá­vel, e o de­sen­vol­vi­men­to não po­de dar uma de­fi­ni­ção ge­ral e abran­gen­te em tor­no da ques­tão, por­que ca­da país tem o seu pró­prio pa­drão de de­sen­vol­vi­men­to.

A re­fle­xão que se pre­ten­de é a ex­pe­ri­ên­cia do de­sen­vol­vi­men­to bra­si­lei­ro que en­vol­ve uma sé­rie de ca­rac­te­rís­ti­cas de­mo­grá­fi­cas e na­tu­rais e ge­o­es­tra­té­gi­cas que mui­tos paí­ses ára­bes as­pi­ram. Uma abertura para es­ta ex­pe­ri­ên­cia cons­ti­tui uma das pri­o­ri­da­des dos pes­qui­sa­do­res e dos pen­sa­do­res que se po­si­ci­o­nam à luz das questões dos de­sen­vol­vi­men­tos re­gi­o­nais e glo­bais do mu­do de ho­je.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.