Par­ti­do MLSTP-PSD au­sen­te na in­ves­ti­du­ra do Pre­si­den­te

Jornal de Angola - - PARTADA -

Os de­pu­ta­dos do Mo­vi­men­to de Li­ber­ta­ção de São Tomé e Prín­ci­pePar­ti­do So­ci­al De­mo­cra­ta (MLSTPPSD) não par­ti­ci­pam na cerimónia de in­ves­ti­du­ra do Pre­si­den­te elei­to Evaristo de Carvalho, anun­ci­ou on­tem o par­ti­do em co­mu­ni­ca­do.

“A de­ci­são, que vin­cu­la a co­mis­são po­lí­ti­ca, pre­vê a não pre­sen­ça dos de­pu­ta­dos da ban­ca­da do MLSTP-PSD na to­ma­da de pos­se do no­vo Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, de­vi­do as acon­te­ci­men­tos que man­cham a de­mo­cra­cia”, diz o co­mu­ni­ca­do.

A in­ves­ti­du­ra de Evaristo de Carvalho acon­te­ce no pró­xi­mo dia 3 de Se­tem­bro e vai de­cor­rer pe­la pri­mei­ra vez nu­ma pra­ça pú­bli­ca.

De acor­do com o pro­gra­ma dis­po­ni­bi­li­za­do à im­pren­sa, o ac­to vai ser pre­ce­di­do de uma ses­são so­le­ne da As­sem­bleia Na­ci­o­nal na Pra­ça da In­de­pen­dên­cia, se­gui­do da lei­tu­ra da Ac­ta de Apu­ra­men­to da Elei­ção e lei­tu­ra do Au­to de Pos­se.

Se­gue-se o dis­cur­so do Pre­si­den­te da As­sem­bleia Na­ci­o­nal e uma men­sa­gem do Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca. A au­sên­cia dos de­pu­ta­dos do MLSTP-PSD, mai­or par­ti­do na opo­si­ção, é jus­ti­fi­ca­da no co­mu­ni­ca­do com as ale­ga­das ir­re­gu­la­ri­da­des nas eleições e agra­va­das com a reprodução de um tex­to do se­ma­ná­rio “O Par­vo”. No co­mu­ni­ca­do, as­si­na­do pe­lo seu se­cre­tá­ri­o­ge­ral do MLSTP-PSD, Ar­lin­do Bar­bo­sa, o par­ti­do pe­de igual­men­te as de­mis­sões ime­di­a­tas do mi­nis­tro da Pre­si­dên­cia do Con­se­lho de Mi­nis­tros, Afon­so Va­re­la e ti­tu­lar da co­mu­ni­ca­ção so­ci­al, bem co­mo do di­rec­tor da Te­le­vi­são São­to­men­se (TVS), João Ra­mos.

Pa­ra o MLSTP-PSD, es­se tex­to, cu­jo te­or con­tém pa­la­vras for­tes, “põe em cau­sa o dia da In­de­pen­dên­cia Na­ci­o­nal e ex­pres­sa a des­con­si­de­ra­ção e o des­pre­zo pe­los es­for­ços con­sen­ti­dos pe­los no­bres fi­lhos desta ter­ra que, com o su­or e san­gue, lu­ta­ram pe­la liberdade do po­vo são-to­men­se do ju­go co­lo­ni­al”.

“A nos­sa in­dig­na­ção é tan­to mai­or quan­do a reprodução da no­tí­cia é fei­ta pe­la nos­sa te­le­vi­são pú­bli­ca, cu­ja li­nha editorial se de­ve pau­tar pe­la isen­ção, trans­pa­rên­cia e ver­da­de, pe­la pro­mo­ção da co­e­são e or­gu­lho na­ci­o­nal e nun­ca pe­la divulgação de con­teú­dos que pro­mo­vam o ódio, a di­vi­são e a ex­clu­são en­tre os são-to­men­ses”, diz o co­mu­ni­ca­do.

Pa­ra o MLSTP-PSD, “es­te epi­só­dio não é um ac­to iso­la­do, mas faz par­te de um gran­de pla­no or­ques­tra­do pe­lo po­der do [par­ti­do] Ac­ção De­mo­crá­ti­ca In­de­pen­den­te (ADI), no sen­ti­do de re­du­zir gra­du­al­men­te as li­ber­da­des e ga­ran­ti­as in­di­vi­du­ais e pôr em cau­sa o re­gi­me de­mo­crá­ti­co vi­gen­te no país”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.