Can­di­da­to aguar­da apoio par­ti­dá­rio

Jornal de Angola - - MUNDO -

O can­di­da­to às elei­ções presidenciais de 2 de Ou­tu­bro em Cabo Verde Al­ber­ti­no Gra­ça disse sex­ta-fei­ra que es­pe­ra con­tar com apoio par­ti­dá­rio até ao iní­cio da cam­pa­nha elei­to­ral, que acon­te­ce em me­a­dos des­te mês.

“Nes­te mo­men­to não te­mos ne­nhum apoio par­ti­dá­rio ex­pres­so, mas acho que até ini­ci­ar­mos a cam­pa­nha elei­to­ral po­de­re­mos ter al­gum apoio par­ti­dá­rio”, disse o can­di­da­to.

Al­ber­ti­no Gra­ça, que fa­la­va à im­pren­sa an­tes de um en­con­tro com os as­so­ci­a­dos da Câ­ma­ra de Co­mér­cio, In­dús­tria e Ser­vi­ços de So­ta­ven­to (CCISS), não avan­çou, no en­tan­to, de que par­ti­do es­pe­ra ter apoio nes­ta que é a pri­mei­ra vez que en­tra nu­ma corrida pre­si­den­ci­al.

Mas a 3 de Agos­to, quan­do foi for­mu­la­da a can­di­da­tu­ra, o man­da­tá­rio Jo­sé Gra­ça, que é ir­mão de Al­ber­ti­no Gra­ça, disse que o Par­ti­do Afri­ca­no da In­de­pen­dên­cia de Cabo Verde (PAICV, mai­or par­ti­do da opo­si­ção) ma­ni­fes­tou “al­gu­ma sim­pa­tia” pe­la can­di­da­tu­ra de Al­ber­ti­no Gra­ça, rei­tor da Uni­ver­si­da­de do Min­de­lo.

Abor­da­do dois di­as de­pois, a pre­si­den­te do PAICV, Ja­ni­ra Hopf­fer Al­ma­da, disse que o par­ti­do iria fa­lar “opor­tu­na­men­te” so­bre as presidenciais, o que não acon­te­ceu até ago­ra.

As elei­ções presidenciais em Cabo Verde não vão con­tar com qual­quer can­di­da­to ofi­ci­al da área do PAICV 20 anos de­pois, nes­ta que é a se­gun­da vez na his­tó­ria do país que tal acon­te­ce, de­pois da pri­mei­ra em 1996. Al­ber­ti­no Gra­ça, li­cen­ci­a­do em en­ge­nha­ria mecânica pe­la Uni­ver­si­da­de de Coim­bra, disse que o ob­jec­ti­vo é ga­nhar as presidenciais, mas avan­çou que ou­tros ob­jec­ti­vos vão ser fi­xa­dos em fun­ção dos apoi­os – po­lí­ti­co, fi­nan­cei­ro e hu­ma­no – que con­se­guir mo­bi­li­zar.

Quan­to ao en­con­tro com a CCISS exac­ta­men­te a um mês da elei­ção, Al­ber­ti­no Gra­ça sa­li­en­tou que se tra­tan­do de uma can­di­da­tu­ra in­de­pen­den­te e de ci­da­da­nia é im­por­tan­te con­ver­sar com em­pre­sá­ri­os e or­ga­ni­za­ções que têm um pa­pel im­por­tan­te no de­sen­vol­vi­men­to do país.

Al­ber­ti­no su­bli­nhou que é o pri­mei­ro can­di­da­to pre­si­den­ci­al em Cabo Verde que co­nhe­ce, que co­la­bo­ra e con­vi­ve bem com o sec­tor em­pre­sa­ri­al, sen­do co­nhe­ci­do co­mo um “em­pre­en­de­dor na aca­de­mia”.

Nes­te pe­río­do de pré-cam­pa­nha, Gra­ça, 56 anos e na­tu­ral de São Vi­cen­te, disse que já vi­si­tou vá­ri­os con­ce­lhos do país e que nes­te mo­men­to es­tá a cri­ar as ba­ses da can­di­da­tu­ra e a mon­tar a es­tru­tu­ras que vão su­por­tar a cam­pa­nha elei­to­ral.

E so­bre a cam­pa­nha, que ar­ran­ca em me­a­dos do mês, disse que vai ser ani­ma­da e ba­se­a­da no de­ba­te de idei­as e de pro­jec­tos.

“Se­rá uma cam­pa­nha ani­ma­da, não ha­ve­rá ra­zões pa­ra ofen­sas, pa­ra nin­guém fu­gir às per­gun­tas. So­mos pes­so­as for­ma­das e com ca­pa­ci­da­de pa­ra o diá­lo­go e acre­di­to que se­rá uma cam­pa­nha de al­to ní­vel e que os cabo-ver­di­a­nos vão fi­car pro­fun­da­men­te es­cla­re­ci­dos e po­de­rão dar o seu vo­to em quem en­ten­de­rem ser o me­lhor can­di­da­to”, afir­mou.

Além de Al­ber­ti­no Gra­ça, con­cor­rem às presidenciais de 2 de Ou­tu­bro Jor­ge Carlos Fon­se­ca, que se can­di­da­ta a um se­gun­do man­da­to, e Joaquim Mon­tei­ro, que con­cor­re pe­la se­gun­da vez.

En­quan­to Jor­ge Carlos Fon­se­ca con­ta no­va­men­te com o apoio do Mo­vi­men­to pa­ra a De­mo­cra­cia (MpD, par­ti­do no po­der), Joaquim Mon­tei­ro pro­ta­go­ni­za can­di­da­tu­ra in­de­pen­den­te.

DR

Al­ber­ti­no Gra­ça mo­bi­li­za mei­os pa­ra a cam­pa­nha en­quan­to es­pe­ra por apoio par­ti­dá­rio

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.