Lu­an­da e Cu­an­za Nor­te têm no­va ro­ta fer­ro­viá­ria

Jornal de Angola - - PARTADA -

Uma ro­ta fer­ro­viá­ria pa­ra li­gar as es­ta­ções dos Mu­ce­ques, em Lu­an­da, à do Lui­nha, no Cu­an­za Nor­te, foi aber­ta on­tem, com du­as frequên­ci­as se­ma­nais, no­ti­ci­ou a An­gop ci­tan­do um co­mu­ni­ca­do de im­pren­sa do Ca­mi­nho de Fer­ro de Lu­an­da (CFL).

As no­vas frequên­ci­as vi­sam di­mi­nuir a pres­são que se tem ve­ri­fi­ca­do so­bre os ser­vi­ços nos úl­ti­mos tem­pos e são ofe­re­ci­das às se­gun­das e sex­tas-fei­ras, com pre­vi­são de par­ti­da de Lu­an­da às 6h05 e che­ga­da ao Lui­nha às 10h35, re­fe­re o do­cu­men­to. No re­gres­so, o com­boio par­te da Es­ta­ção do Lui­nha às 13h30 e che­ga à dos Mu­ce­ques às 18h30 mi­nu­tos. O pre­ço es­ti­pu­la­do pa­ra o bi­lhe­te de pas­sa­gem é de mil kwan­zas.

Uma se­gun­da frequên­cia li­ga­rá a Es­ta­ção dos Mu­ce­ques à do Don­do, que, do­ra­van­te, pas­sa­rá a ter dois ser­vi­ços aos sábados. O pri­mei­ro com­boio é o re­gu­lar (pá­ra em to­das as es­ta­ções) e par­ti­rá da Es­ta­ção dos Mu­ce­ques às 7h30 com uma ta­ri­fa de 500 kwan­zas.

O se­gun­do é o Ex­pres­so (só pá­ra em al­gu­mas es­ta­ções) e tem pre­vi­são de par­ti­da da Es­ta­ção dos Mu­ce­ques às 8h30 mi­nu­tos, com uma ta­ri­fa de 1.500 kwan­zas.

Aos ac­tu­ais 384 lu­ga­res pa­ra o Don­do, so­mam-se 240, sen­ta­dos, per­fa­zen­do uma lo­ta­ção de 624, en­quan­to pa­ra o Lui­nha são adi­ci­o­na­dos 208 lu­ga­res aos an­te­ri­o­res 312, to­ta­li­zan­do 520.

Os pas­sa­gei­ros e o pú­bli­co em ge­ral po­de­rão ad­qui­rir os bi­lhe­tes pa­ra es­tes des­ti­nos nas es­ta­ções dos Mu­ce­ques, Ga­mek, Vi­a­na e Baía, in­for­mou o CFL.Em Maio, O CFL co­me­çou a mon­ta­gem de dois es­ta­lei­ros no mu­ni­cí­pio de Vi­a­na, pa­ra dar iní­cio ao pro­ces­so de du­pli­ca­ção da li­nha fér­rea, co­mo par­te dos pro­gra­mas pa­ra melhorar a mo­bi­li­da­de, pri­mei­ro, en­tre a Es­ta­ção do Bun­go, no dis­tri­to ur­ba­no da In­gom­bo­ta, até à Baía, nu­ma ex­ten­são de mais de 20 qui­ló­me­tros

O por­ta-voz do CFL, Augusto Osó­rio, anun­ci­ou em Maio que a com­pa­nhia pre­ten­de, nos pró­xi­mos anos, a mo­der­ni­za­ção da via no tro­ço Zen­za-Ca­cu­so (en­tre o Cu­an­za Nor­te e Ma­lan­je), a aqui­si­ção de no­vo ma­te­ri­al de cir­cu­la­ção, cons­tru­ção de pas­sa­gens aé­re­as e im­plan­ta­ção de no­vas uni­da­des de ne­gó­ci­os.

Cons­tam ain­da do pro­gra­ma, a for­ma­ção e ca­pa­ci­ta­ção téc­ni­co­pro­fis­si­o­nal do pessoal nos di­ver­sos sec­to­res e a ma­xi­mi­za­ção dos mei­os cir­cu­lan­tes e hu­ma­nos dis­po­ní­veis, com vis­ta à ren­ta­bi­li­za­ção e sus­ten­ta­bi­li­da­de do CFL.

VIGAS DA PURIFICAÇÃO

No­va ro­ta fer­ro­viá­ria aber­ta on­tem vai li­gar as es­ta­ções dos Mu­ce­ques em Lu­an­da à do Lui­nha na pro­vín­cia do Cu­an­za Nor­te

ROGÉRIO TUTI

No­vas frequên­ci­as vi­sam di­mi­nuir a pres­são so­bre os ser­vi­ços dos trans­por­tes em Lu­an­da

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.