Cris­to al­me­ja su­ces­so com no­vo dis­co

Ál­bum “Pa­la­vras” lan­ça­do na Pra­ça da In­de­pen­dên­cia

Jornal de Angola - - CULTURA -

Cris­to es­pe­ra atin­gir o su­ces­so de há oi­to anos, quan­do lan­çou o CD de es­treia “As­tros da mi­nha vi­da”, com o no­vo dis­co, in­ti­tu­la­do “Pa­la­vras”, apre­sen­ta­do, do­min­go, na Pra­ça da In­de­pen­dên­cia, em Lu­an­da.

De acor­do com o can­tor, que, em en­tre­vis­ta ao Jor­nal de An­go­la, as­su­miu ser uma mis­são di­fí­cil, o re­cen­te tra­ba­lho dis­co­grá­fi­co atin­giu a qua­li­da­de de­se­ja­da, mo­ti­vo pe­lo qual quer re­pe­tir a pro­e­za de 2008.

O su­ces­so al­can­ça­do com o pri­mei­ro dis­co deu vi­si­bi­li­da­de à sua car­rei­ra, o que fez com que o can­tor se tor­nas­se num dos ar­tis­tas mais apre­ci­a­dos en­tre os da sua ge­ra­ção.

Os te­mas “Nga­xi”, “Lá na mi­nha ban­da”, “De bem com a vi­da”, “Es­tá a sair bem” e “As­tro da mi­nha vi­da” fi­ze­ram su­ces­so, sen­do o úl­ti­mo o res­pon­sá­vel pe­la pre­sen­ça do mú­si­co en­tre os fi­na­lis­tas do Top dos Mais Que­ri­dos 2008.

O ar­tis­ta dis­se que tra­ba­lhou com mui­ta de­di­ca­ção, mo­ti­vo pe­lo qual es­tá sa­tis­fei­to com o re­sul­ta­do.

Ape­sar do atra­so na con­clu­são do CD, fac­to que se de­ve so­bre­tu­do a ques­tões de or­dem fi­nan­cei­ra, a pro­cu­ra pe­la qua­li­da­de pre­ten­di­da tam­bém le­vou al­gum tem­po e te­ve al­gu­ma in­fluên­cia. “Pa­la­vras” de­ve­ria ter si­do apre­sen­ta­do em 2015.

“Vai ser di­fí­cil su­pe­rar o êxi­to do ál­bum de es­treia, mas me de­di­quei pa­ra gra­var um re­sul­ta­do que sa­tis­fa­ça os apre­ci­a­do­res da mú­si­ca an­go­la­na.”

Na óp­ti­ca do can­tor, a re­a­li­da­de tem de­mos­tra­do que o mer­ca­do da mú­si­ca, fe­liz­men­te con­ti­nua bem com­pe­ti­ti­vo, ape­sar das di­fi­cul­da­des fi­nan­cei­ras que os can­to­res en­fren­tam pa­ra gra­var.

O dis­co tem 13 te­mas de sua au­to­ria, can­ta­dos em por­tu­guês, pro­du­zi­dos em Lu­an­da e Por­tu­gal, de for­ma acús­ti­ca, nos gé­ne­ros sem­ba e ki­zom­ba, por Li­vongh, Kin­ti­no, Je­o­vany e pe­lo fran­cês Jer­ry Char­bo­ni­er. O te­ma “As­tro da mi­nha vi­da”, que dá tí­tu­lo ao pri­mei­ro dis­co do can­tor, cons­ta no re­per­tó­rio a pe­di­do dos fãs, além de “Não me cul­pes”, du­e­to com Yo­la Se­me­do, “Ma­mã Fe­fa”, “Mu­lher”, “In­gra­ta” e “Mi­nha di­va”.

O dis­co reú­ne tam­bém as mú­si­cas “Pa­la­vras”, “Da noi­te”, “Gin­ga­to”, “Meu bair­ro”, “O que é que ela tem”, “Pe­ço a Deus”, “No ter­re­no de­la” e “Ma­mã”, que nar­ram fac­tos do quo­ti­di­a­no lu­an­den­se, de for­ma crí­ti­ca.

A ven­da do CD “Pa­la­vras” te­ve uma ade­são sa­tis­fa­tó­ria dos aman­tes da mú­si­ca an­go­la­na.

Se­gun­do afir­ma­ções do can­tor, as pro­vín­ci­as da Huí­la, de Ma­lan­je e do Huambo cons­ta do pro­gra­ma pa­ra a pro­mo­ção do dis­co “Pa­la­vras”, or­ga­ni­zan­do ses­sões de ven­da e as­si­na­tu­ra de au­tó­gra­fo. A car­rei­ra de Cris­to Jo­sé Pombal co­me­çou na dé­ca­da de 90, co­mo can­tor de rap, no gru­po “Fi­lhos da Ala Es­te”. Tam­bém in­ter­pre­ta o es­ti­lo R&B, as le­tras abor­dam amor e con­fli­tos so­ci­ais, e in­te­grou pro­jec­tos mu­si­cais do DJ Di­as Ro­dri­gues, com Pu­to Por­tu­guês e Na­co­be­ta.

CONTREIRAS PIPA

A ven­da e ses­são de au­tó­gra­fos de­cor­reu num am­bi­en­te de mui­ta afluên­cia dos ad­mi­ra­do­res

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.