Vi­tó­ria do MpD nas au­tár­qui­cas

Pre­si­den­te do PAICV Ja­ni­ra Hopf­fer Almada põe lu­gar à dis­po­si­ção de­pois de no­va der­ro­ta

Jornal de Angola - - PARTADA - ELEAZAR VAN-DÚ­NEM |

Os úl­ti­mos re­sul­ta­dos pro­vi­só­ri­os das au­tár­qui­cas de do­min­go em Ca­bo Ver­de, di­vul­ga­dos pe­lo si­te ofi­ci­al das elei­ções au­tár­qui­cas, que in­di­cam que o Mo­vi­men­to pa­ra a De­mo­cra­cia (MpD) con­quis­tou 19 das 22 câ­ma­ras mu­ni­ci­pais apuradas mais de 98 por cen­to das me­sas de vo­to, de­mons­tram que o par­ti­do do Go­ver­no pul­ve­ri­zou a opo­si­ção e con­so­li­dou a po­si­ção de mai­or for­ça po­lí­ti­ca do ar­qui­pé­la­go.

Ao co­men­tar a vi­tó­ria nas elei­ções au­tár­qui­cas de do­min­go, o pre­si­den­te do MpD e pri­mei­ro-mi­nis­tro ca­bo-ver­di­a­no, Ulis­ses Cor­reia e Sil­va, des­ta­cou a per­for­man­ce do par­ti­do e ga­ran­tiu tra­ba­lhar, na qua­li­da­de de che­fe do Go­ver­no, com to­das as 22 câ­ma­ras “de for­ma igual e sem qual­quer dis­cri­mi­na­ção” po­lí­ti­co-par­ti­dá­ria.

Cer­ca de 320 mil elei­to­res ca­bo­ver­di­a­nos vo­ta­ram pa­ra as sé­ti­mas elei­ções au­tár­qui­cas re­a­li­za­das no país des­de 1991, nu­ma dis­pu­ta em que 57 can­di­da­tos dis­pu­ta­ram a pre­si­dên­cia das 22 câ­ma­ras e as­sem­blei­as mu­ni­ci­pais.

Se­gun­do os da­dos pro­vi­só­ri­os do si­te ofi­ci­al das elei­ções au­tár­qui­cas, o Par­ti­do Afri­ca­no pa­ra a In­de­pen­dên­cia de Ca­bo Ver­de (PAICV) ven­ceu em du­as das 22 câ­ma­ras mu­ni­ci­pais do país, me­nos seis do que ti­nha con­se­gui­do há qua­tro anos.

Na ilha da Bo­a­vis­ta, o gru­po in­de­pen­den­te BAS­TA, li­de­ra­do pe­lo de­pu­ta­do do MpD, Jo­sé Luís San­tos, foi o ven­ce­dor, com 53,5 por cen­to dos vo­tos. Os da­dos pro­vi­só­ri­os do si­te das elei­ções au­tár­qui­cas re­fe­rem que o MpD tam­bém ven­ceu em 19 das 22 as­sem­blei­as mu­ni­ci­pais, con­tra du­as do PAICV e uma do BAS­TA. A abs­ten­ção foi de 41,7 por cen­to. Com es­tes re­sul­ta­dos, de­pois de ven­cer com mai­o­ria ab­so­lu­ta as elei­ções le­gis­la­ti­vas de Mar­ço, 2016 po­de ser um ano elei­to­ral per­fei­to pa­ra o MPD, se Jor­ge Car­los Fon­se­ca, ac­tu­al Che­fe de Es­ta­do e qua­dro do par­ti­do que nos úl­ti­mos quin­ze anos li­de­rou a opo­si­ção, for re­e­lei­to pa­ra um no­vo man­da­to nas pre­si­den­ci­ais mar­ca­das pa­ra Ou­tu­bro.

PAICV em que­da

Ja­ni­ra Almada, a pre­si­den­te do PAICV, pôs o car­go à dis­po­si­ção de­pois de re­co­nhe­cer a der­ro­ta nas elei­ções au­tár­qui­cas. Ao fa­lar na se­de do par­ti­do, na Praia, Ja­ni­ra Hopf­fer Almada dis­se ti­rar da mes­ma as de­vi­das ila­ções po­lí­ti­cas. “É inequí­vo­co que os re­sul­ta­dos es­tão aquém da­qui­lo que nos pro­pu­se­mos fa­zer”, dis­se, acom­pa­nha­da por par­te da sua di­rec­ção.

A lí­der do mai­or par­ti­do da opo­si­ção não re­sis­tiu a du­as der­ro­tas elei­to­rais se­gui­das, nas le­gis­la­ti­vas de Mar­ço e ago­ra nas au­tár­qui­cas de do­min­go, em que o PAICV per­deu seis das oi­to câ­ma­ras mu­ni­ci­pais que de­ti­nha, fi­can­do ape­nas com a li­de­ran­ça dos mu­ni­cí­pi­os de San­ta Cruz e Mos­tei­ros, em San­tia­go e no Fo­go, res­pec­ti­va­men­te. O par­ti­do, que ti­nha tra­ça­do co­mo ob­jec­ti­vo pa­ra as au­tár­qui­cas a ma­nu­ten­ção das oi­to câ­ma­ras e a con­quis­ta de “mais ou­tras”, per­deu mes­mo du­as das câ­ma­ras do Fo­go – San­ta Ca­ta­ri­na e São Fi­li­pe – um bas­tião. O “des­gas­te do Go­ver­no de Jo­sé Ma­ria Ne­ves” e o fac­to de, pa­ra a po­pu­la­ção, a li­de­ran­ça de Ja­ni­ra Hopf­fer Almada “não per­mi­tir a cons­tru­ção de uma al­ter­na­ti­va” fo­ram apon­ta­das no “Ou­tlo­ok” pa­ra 2015-16 do “Eco­no­mist Int­te­li­gen­ce Unit” co­mo fac­to­res de­ter­mi­nan­tes pa­ra a as­cen­são do MpD.

As elei­ções pre­si­den­ci­ais em Ca­bo Ver­de, mar­ca­das pa­ra 2 de Ou­tu­bro, não vão ter um can­di­da­to ofi­ci­al do PAICV, que en­tre­tan­to já ma­ni­fes­tou “al­gu­ma sim­pa­tia” pe­la can­di­da­tu­ra de Al­ber­ti­no Gra­ça, rei­tor da Uni­ver­si­da­de do Min­de­lo.

Jor­ge Fon­se­ca fa­vo­ri­to

O an­ti­go pri­mei­ro-mi­nis­tro ca­bo­ver­di­a­no, Jo­sé Ma­ria Ne­ves, foi dos no­mes mais fa­la­dos pa­ra uma can­di­da­tu­ra às pre­si­den­ci­ais pe­lo PAICV e o pró­prio che­gou a ad­mi­tir co­mo “pro­vá­vel” a hi­pó­te­se, que aca­bou por não acon­te­cer.

É a se­gun­da vez na his­tó­ria do ago­ra mai­or par­ti­do da opo­si­ção de Ca­bo Ver­de, de­pois de em 1996 o PAICV não ter apre­sen­ta­do can­di­da­to do par­ti­do às elei­ções pre­si­den­ci­ais, que is­to acon­te­ce.

Na al­tu­ra, o en­tão can­di­da­to apoi­a­do pe­lo MpD, An­tó­nio Mas­ca­re­nhas Mon­tei­ro, con­cor­reu so­zi­nho a um se­gun­do man­da­to.

As elei­ções pre­si­den­ci­ais pre­vis­tas pa­ra 2 de Ou­tu­bro vão ter­mi­nar o ci­clo elei­to­ral em Ca­bo Ver­de, num ano com três elei­ções em me­nos de se­te me­ses, de­pois das le­gis­la­ti­vas de 20 de Mar­ço e das au­tár­qui­cas de 4 de Se­tem­bro.

O bom de­sem­pe­nho do Pre­si­den­te ces­san­te e cla­ro fa­vo­ri­to à vi­tó­ria, Jor­ge Car­los Fon­se­ca, qua­dro do MPD que sou­be le­var a bom por­to o re­gi­me de co­a­bi­ta­ção po­lí­ti­ca com o an­te­ri­or Go­ver­no do PAICV, li­de­ra­do por Jo­sé Ma­ria Ne­ves, pa­re­ce ter con­tri­buí­do pa­ra o par­ti­do não apre­sen­tar um can­di­da­to à cor­ri­da.

Tam­bém pa­re­ce ser en­ten­di­men­to do PAICV e de mui­tos ana­lis­tas, que os ca­bo-ver­di­a­nos es­ta­rão mais in­cli­na­dos a dar um vo­to de con­fi­an­ça ao pre­si­den­te ces­san­te, Jor­ge Car­los Fon­se­ca, ago­ra, pa­ra tra­ba­lhar com um exe­cu­ti­vo oriun­do da for­ça po­lí­ti­ca de que é qua­dro.

Uma son­da­gem fei­ta em Ja­nei­ro pe­la agên­cia “2020” in­di­cou que na al­tu­ra 50,7 por cen­to dos elei­to­res ca­bo-ver­di­a­nos vo­ta­vam no ac­tu­al Che­fe de Es­ta­do. O mes­mo es­tu­do su­bli­nha que Jor­ge Fon­se­ca é con­si­de­ra­do por 80 por cen­to dos in­qui­ri­dos co­mo o Pre­si­den­te “ide­al” de­vi­do ao “bom tra­ba­lho” re­a­li­za­do e à “com­pe­tên­cia” de­mons­tra­da nos seus cin­co anos de man­da­to.

AFP

Ca­bo-ver­di­a­nos vol­ta­ram a dar vo­to de con­fi­an­ça ao MpD nas elei­ções au­tár­qui­cas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.