Re­al apre­sen­ta qu­ei­xa con­tra as águi­as

Jornal de Angola - - DESPORTO -

O Re­al Ma­drid fez uma qu­ei­xa no Tri­bu­nal Ar­bi­tral do Des­por­to (TAS) con­tra o Ben­fi­ca, por cau­sa da trans­fe­rên­cia de Eze­qui­el Ga­ray pa­ra o Ze­nit, em 2014. O ca­so foi jul­ga­do em Maio úl­ti­mo e co­nhe­ce­rá uma de­ci­são nes­te mês.

Em cau­sa es­tá o mon­tan­te da ven­da: o Re­al Ma­drid con­si­de­rou os seis mi­lhões de eu­ros da trans­fe­rên­cia aquém do va­lor de Eze­qui­el Ga­ray. O em­ble­ma es­pa­nhol de­ti­nha 50 por cen­to do pas­se do in­ter­na­ci­o­nal ar­gen­ti­no, pe­lo que te­ve di­rei­to a re­ce­ber me­ta­de da­qui­lo que o Ze­nit pa­gou, en­quan­to o Ben­fi­ca en­cai­xou 2,4 mi­lhões.

Os me­ren­gues des­con­fi­a­ram, por­que no Ber­na­béu acre­di­ta­va-se que en­tre in­te­res­sa­dos ha­via quem pa­gas­se mais pe­lo cen­tral. De­ci­di­ram-se, por fim, avan­çar pa­ra a ar­bi­tra­gem: o Re­al Ma­drid apre­sen­tou no TAS es­pe­ci­a­lis­tas que co­lo­ca­ram o va­lor do in­ter­na­ci­o­nal ar­gen­ti­no aci­ma da de­ze­na de mi­lhões de eu­ros. O Ben­fi­ca con­trapôs e o pró­prio Eze­qui­el Ga­ray en­vi­ou uma car­ta pa­ra o Tri­bu­nal em re­la­ção ao te­ma.

A de­ci­são fi­nal se­rá co­nhe­ci­da es­te mês, mas o as­sun­to Ga­ray sem­pre foi fo­co de ten­são en­tre Ben­fi­ca e Re­al Ma­drid.

Em Ju­lho de 2011, o Mais­fu­te­bol anun­ci­a­va que o de­fe­sa cen­tral ti­nha as­si­na­do pe­los en­car­na­dos, já de­pois de Fábio Co­en­trão ter re­for­ça­do o Re­al Ma­drid. Ora, as tro­cas en­tre a Luz e o Ber­na­béu fo­ram en­ten­di­das co­mo um só ne­gó­cio.

No en­tan­to, de­pois de uma de­cla­ra­ção de Flo­ren­ti­no Pé­rez, na qual re­fe­riu que o pre­ço do ar­gen­ti­no era de 12,5 mi­lhões, o Ben­fi­ca veio a pú­bli­co re­fu­tar du­as idei­as: a de que ha­via ape­nas um ne­gó­cio, ou se­ja, afir­mou que Ga­ray e Co­en­trão eram si­tu­a­ções au­tó­no­mas, e de que o va­lor de mer­ca­do do ar­gen­ti­no não era aque­le.

Nes­se mo­men­to, da Luz sur­giu ain­da a ame­a­ça de di­vul­gar, sem a is­so se es­tar obri­ga­do su­bli­nhe-se, o mon­tan­te que foi pa­go por Eze­qui­el Ga­ray. Ame­a­ça es­sa con­cre­ti­za­da pou­co de­pois.

Na se­ma­na pas­sa­da, o ar­gen­ti­no dei­xou o Ze­nit e vol­tou a Es­pa­nha: no úl­ti­mo dia do mer­ca­do de trans­fe­rên­ci­as foi con­fir­ma­do no Va­lên­cia. “O in­te­res­se do Va­lên­cia vem de há mui­to tem­po, não se con­cre­ti­zou an­tes por mo­ti­vos que não vou re­ve­lar, mas sem­pre quis vir pa­ra cá”, dis­se Ga­ray, que te­ve uma pa­la­vra de apre­ço pa­ra um em­pre­sá­rio por­tu­guês.

“No­ta-se a fe­li­ci­da­de na mi­nha ca­ra e da mi­nha mu­lher, agra­de­ço a Jor­ge Men­des ter-me aju­da­do a vir”, de­cla­rou o cen­tral, que de­pois brin­cou um pou­co: “Na ver­da­de, sin­to mui­to a di­fe­ren­ça de tem­pe­ra­tu­ra.”

NU­NO FLASH

Trans­fe­rên­cia do de­fe­sa ar­gen­ti­no le­va co­los­sos ao Tri­bu­nal Ar­bi­tral do Des­por­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.