John Bel­la des­ta­ca fei­tos do Po­e­ta Mai­or

Jornal de Angola - - CULTURA -

O es­cri­tor John Bel­la des­ta­cou, em Nda­la­tan­do, Cu­an­za Nor­te, o pa­pel da po­e­sia de An­tó­nio Agos­ti­nho Neto na lu­ta pe­la In­de­pen­dên­cia de An­go­la, pro­cla­ma­da em 11 de No­vem­bro de 1975.

Se­gun­do o es­cri­tor, que fa­la­va nu­ma pa­les­tra pro­mo­vi­da pe­lo se­cre­ta­ri­a­do pro­vin­ci­al do Cu­an­za Nor­te da Bri­ga­da Jo­vem de Li­te­ra­tu­ra de An­go­la (BJLA), em alu­são ao 17 de Se­tem­bro, Dia do He­rói Na­ci­o­nal, Agos­ti­nho Neto é co­nhe­ci­do e res­pei­ta­do, não ape­nas pe­lo seu imen­so ca­ris­ma, mas tam­bém pe­la sua di­men­são co­mo re­vo­lu­ci­o­ná­rio, pe­la sua vi­são pan-afri­ca­nis­ta e co­mo ho­mem de le­tras.

Pa­ra John Bel­la, em 1947, ano em que se ma­tri­cu­lou na Uni­ver­si­da­de de Coim­bra pa­ra es­tu­dar Me­di­ci­na, já se per­ce­bia nos seus pen­sa­men­tos e ac­ções, bem co­mo se lia nos seus es­cri­tos, a sua von­ta­de de tra­ba­lhar ar­du­a­men­te pe­la in­de­pen­dên­cia do po­vo an­go­la­no, daí que con­ti­nu­ou a es­cre­ver po­e­mas que de­mons­tra­vam es­te an­seio. O pa­les­tran­te acres­cen­tou que, em fun­ção da sua ca­pa­ci­da­de de mos­trar ao mun­do a ne­ces­si­da­de de os an­go­la­nos se ve­rem li­vres da do­mi­na­ção e da opres­são co­lo­ni­ais, os fas­cis­tas por­tu­gue­ses pren­de­ram­no mes­mo em Por­tu­gal, em 1952.

John Bel­la su­bli­nhou ain­da que Agos­ti­nho Neto, com as su­as com­po­si­ções li­te­rá­ri­as, im­pe­liu os an­go­la­nos pa­ra o iní­cio da lu­ta ar­ma­da de li­ber­ta­ção na­ci­o­nal, ci­tan­do co­mo exem­plo o seu poema in­ti­tu­la­do “De­pres­sa”, no qual o po­e­ta mos­tra­va a ne­ces­si­da­de de os an­go­la­nos apres­sa­rem-se pa­ra a lu­ta.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.