Chi­le con­de­co­ra em­pre­sá­rio an­go­la­no

Jornal de Angola - - DESPORTO - NILZA MASSANGO |

O em­pre­sá­rio e côn­sul ho­no­rá­rio do Chi­le em An­go­la, Fran­cis­co Si­mão Jú­ni­or, foi on­tem con­de­co­ra­do com o grau de comendador pe­lo Go­ver­no chi­le­no, em ce­ri­mó­nia que con­tou com a pre­sen­ça do go­ver­na­dor pro­vin­ci­al de Lu­an­da, Hi­gi­no Car­nei­ro, e da mi­nis­tra da Cul­tu­ra, Carolina Cer­quei­ra.

Se­gun­do o em­bai­xa­dor do Chi­le, Car­los Par­ker, Fran­cis­co Si­mão Jú­ni­or re­ce­beu a con­de­co­ra­ção de comendador em re­co­nhe­ci­men­to do tra­ba­lho fei­to até ago­ra jun­to do Go­ver­no chi­le­no em prol das bo­as re­la­ções de co­o­pe­ra­ção com An­go­la.

“Com An­go­la te­mos um de­sa­fio: di­ver­si­fi­car a eco­no­mia. O Chi­le é tam­bém uma po­tên­cia mi­nei­ra e, por is­so, es­ta­mos a es­tu­dar em que seg­men­to co­o­pe­rar nes­ta ma­té­ria”, su­bli­nhou Car­los Par­ker, acres­cen­tan­do que a con­de­co­ra­ção com a or­dem de mé­ri­to de Comendador “foi bem me­re­ci­da”, pois o côn­sul ho­no­rá­rio Fran­cis­co Si­mão Jú­ni­or jo­gou um pa­pel fun­da­men­tal na­qui­lo que é a co­o­pe­ra­ção en­tre An­go­la e o Chi­le.

O em­bai­xa­dor do Chi­le re­co­nhe­ceu ha­ver ain­da mui­to por fa­zer en­tre os dois paí­ses em ma­té­ria de co­o­pe­ra­ção. Anun­ci­ou que es­tá em ela­bo­ra­ção um pla­no de tra­ba­lho que con­tem­pla in­ves­ti­men­to chi­le­no em An­go­la e o re­for­ço da co­o­pe­ra­ção nu­ma ló­gi­ca sul-sul, nu­ma al­tu­ra em que exis­te um pro­gra­ma a ní­vel do en­si­no que per­mi­tiu que 20 jo­vens an­go­la­nos es­te­jam a es­tu­dar no Chi­le. O pro­gra­ma abran­ge tam­bém a Áfri­ca do Sul e Mo­çam­bi­que.

A par­ce­ria no do­mí­nio do en­si­no de­ve es­ten­der-se tam­bém à So­nan­gol. No pla­no da co­o­pe­ra­ção, o di­plo­ma­ta re­fe­riu que o ob­jec­ti­vo é alar­gar a co­o­pe­ra­ção a ní­vel da pro­du­ção de ma­te­ri­ais pa­ra a in­dús­tria, um do­mí­nio em que aque­le país da Amé­ri­ca do Sul é po­tên­cia de pe­so.

O côn­sul ho­no­rá­rio Fran­cis­co Si­mão lem­brou que o re­co­nhe­ci­men­to a si atri­buí­do au­men­ta a sua res­pon­sa­bi­li­da­de, num mo­men­to cru­ci­al em que o país pre­ci­sa de ri­gor, di­na­mis­mo e so­lu­ções pa­ra os pro­gra­mas gi­za­dos pe­lo Exe­cu­ti­vo pa­ra sa­tis­fa­zer as ne­ces­si­da­des da po­pu­la­ção.

O ago­ra Comendador dis­se que tem pri­vi­le­gi­a­do, en­quan­to em­pre­sá­rio, as áre­as da for­ma­ção, com bol­sas de es­tu­do pa­ra sec­to­res nu­cle­a­res co­mo agri­cul­tu­ra, pes­cas, mi­nas e agro-in­dús­tria, nos quais se pre­ten­de bus­car van­ta­gens com­pa­ra­ti­vas com o Chi­le. Comendador é o no­me da­do ao in­di­ví­duo que re­ce­be uma con­de­co­ra­ção ho­no­rí­fi­ca de or­dem mi­li­tar, po­lí­ti­ca ou ecle­siás­ti­ca Al­guém que é agra­ci­a­do com uma co­men­da, ou se­ja, um be­ne­fí­cio.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.