Cré­di­to é aber­to aos pro­fes­so­res

Cré­di­to pa­ra con­su­mo e com­pra de au­to­mó­vel e de ha­bi­ta­ções

Jornal de Angola - - PARTADA - MA­DA­LE­NA JO­SÉ |

O Ban­co Sol e o Co­fre de Pre­vi­dên­cia dos Pro­fes­so­res as­si­na­ram um pro­to­co­lo pa­ra con­ces­são de cré­di­to a do­cen­tes.

O Ban­co Sol e o Co­fre de Pre­vi­dên­cia dos Pro­fes­so­res (CPP) as­si­na­ram, ter­ça-fei­ra, em Lu­an­da, um pro­to­co­lo pa­ra con­ces­são de cré­di­to a pro­fes­so­res em mon­tan­tes de até 2,5 mil mi­lhões de kwan­zas, o equi­va­len­te a 15 mi­lhões de dó­la­res.

O pro­to­co­lo, se­gun­do o pre­si­den­te da di­rec­ção do CPP, Mi­guel Flá­vio Bon­do, vi­sa dig­ni­fi­car o pro­fes­sor an­go­la­no que, em 2014, se or­ga­ni­zou nu­ma as­so­ci­a­ção mu­tu­a­lis­ta, unin­do-se aos es­for­ços do Exe­cu­ti­vo pa­ra mi­no­rar as in­qui­e­ta­ções so­ci­ais à clas­se.

Mi­guel Flá­vio Bon­do re­fe­riu que o acor­do vai ser­vir tam­bém pa­ra man­ter diá­lo­gos cons­tan­tes, ao mes­mo tem­po que vai ter uma in­ci­dên­cia re­al e efec­ti­va na trans­for­ma­ção da vi­da dos pro­fes­so­res e das su­as fa­mí­li­as.

O pro­to­co­lo en­trou já em vi­gor, na ter­ça-fei­ra, e es­tá di­rec­ci­o­na­do pa­ra o cré­di­to de ha­bi­ta­ção, au­to­mó­vel e de con­su­mo. O cré­di­to apre­sen­ta li­mi­tes de con­ces­são, es­ta­be­le­ci­dos em se­te mi­lhões de kwan­zas pa­ra o de con­su­mo, 15 mi­lhões de kwan­zas pa­ra o au­to­mó­vel e 50 mi­lhões pa­ra o de ha­bi­ta­ção.

O pe­río­do de re­em­bol­so dos cré­di­tos obe­de­ce os pra­zos de qua­tro anos, pa­ra o de con­su­mo, cin­co pa­ra o au­to­mó­vel e 30 anos pa­ra o de ha­bi­ta­ção. O pre­si­den­te do Con­se­lho de Ad­mi­nis­tra­ção do Ban­co Sol, Cou­ti­nho No­bre Mi­guel, re­co­nhe­ce o sec­tor da Edu­ca­ção por de­sem­pe­nhar um pa­pel im­por­tan­te na qua­li­fi­ca­ção, for­ma­ção e di­fe­ren­ci­a­ção téc­ni­co-ci­en­tí­fi­ca dos re­cur­sos hu­ma­nos, que são os agen­tes de mu­dan­ça.

Cou­ti­nho No­bre Mi­guel dis­se que o acor­do vai con­tri­buir pa­ra a me­lho­ria de vi­da da­que­les que têm a res­pon­sa­bi­li­da­de de for­mar o ho­mem. “A cons­tru­ção de uma so­ci­e­da­de equi­ta­ti­va e in­clu­si­va re­quer o de­sen­vol­vi­men­to do ca­pi­tal hu­ma­no co­mo ele­men­to fun­da­men­tal pa­ra to­das as mu­dan­ças”, dis­se.

O con­tra­to é um ins­tru­men­to de in­ci­dên­cia eco­nó­mi­ca, so­ci­al e fi­nan­cei­ra, re­no­vá­vel au­to­ma­ti­ca­men­te des­de que ne­nhu­ma das par­tes ma­ni­fes­te o con­trá­rio. Os pro­fes­so­res vão ter aces­so aos re­cur­sos do cré­di­to ban­cá­rio que já ti­ve­ram an­tes, mas, a par­tir da as­si­na­tu­ra, não vão pre­ci­sar de ava­lis­ta.A CPP vai as­su­mir o pa­pel de ga­ran­tia aos as­so­ci­a­dos, pa­ra de­sen­vol­ver ini­ci­a­ti­vas em­pre­en­de­do­ras e con­tri­buir pa­ra o de­sen­vol­vi­men­to das fa­mí­li­as e da so­ci­e­da­de.

As­si­na­ram o con­tra­to pe­lo Ban­co Sol, o pre­si­den­te do Con­se­lho de Ad­mi­nis­tra­ção e a ad­mi­nis­tra­do­ra exe­cu­ti­va, Car­la Van-Dúnem, e o pre­si­den­te da di­rec­ção do CPP.

MEQUIAS MACHAGONGO

Mi­guel Flá­vio Bon­do e Cou­ti­nho No­bre Mi­guel as­si­na­ram o pro­to­co­lo pa­ra a con­ces­são a pro­fes­so­res de cré­di­to au­to­mó­vel e de ha­bi­ta­ção

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.