Mais de meio mi­lhão ac­tu­a­li­za­ram o re­gis­to

Car­de­al D. Ale­xan­dre do Nas­ci­men­to fez pro­va de vi­da no pa­vi­lhão da Ci­da­de­la Des­por­ti­va

Jornal de Angola - - PARTADA -

Mais de 500 mil ci­da­dãos já ac­tu­a­li­za­ram o re­gis­to elei­to­ral em to­do o país, anun­ci­ou on­tem o se­cre­tá­rio de Es­ta­do pa­ra os As­sun­tos Ins­ti­tu­ci­o­nais e Elei­to­rais. Adão de Al­mei­da, que fa­la­va à mar­gem do ac­to de ac­tu­a­li­za­ção dos da­dos elei­to­rais do Car­de­al D. Ale­xan­dre do Nas­ci­men­to, no pa­vi­lhão prin­ci­pal da Ci­da­de­la Des­por­ti­va, em Lu­an­da, fez um ba­lan­ço po­si­ti­vo do tra­ba­lho re­a­li­za­do em 15 di­as. “O pro­ces­so de re­gis­to elei­to­ral con­ti­nua nu­ma es­pi­ral po­si­ti­va em ter­mos de mo­bi­li­za­ção, con­di­ções e ca­pa­ci­da­de de tra­ba­lho”, as­se­gu­rou o se­cre­tá­rio de Es­ta­do, re­fe­rin­do que es­tão a ser pre­pa­ra­das ac­ções es­pe­cí­fi­cas pa­ra per­mi­tir a ac­tu­a­li­za­ção dos da­dos de ci­da­dãos com de­fi­ci­ên­cia vi­su­al e au­di­ti­va. As bri­ga­das de re­gis­to vão igual­men­te des­lo­car-se às uni­da­des hos­pi­ta­la­res pa­ra ac­tu­a­li­zar os da­dos das pes­so­as aca­ma­das. O Car­de­al Nas­ci­men­to afir­mou que fa­zer o re­gis­to elei­to­ral é um de­ver de to­do o ci­da­dão, pois é pre­ci­so “amar a pá­tria, co­mo ama­mos os nos­sos pais e, no fun­do, é uma ma­ni­fes­ta­ção de que so­mos uma gran­de fa­mí­lia”.

O se­cre­tá­rio de Es­ta­do pa­ra os As­sun­tos Ins­ti­tu­ci­o­nais e Elei­to­rais, Adão de Al­mei­da, re­ve­lou que, até on­tem, os pos­tos de re­gis­to elei­to­ral, ins­ta­la­dos em to­das as ar­té­ri­as do país, ha­vi­am ac­tu­a­li­za­do os da­dos de 500 mil ci­da­dãos.

Adão de Al­mei­da, que pre­sen­ci­ou o ac­to de ac­tu­a­li­za­ção dos da­dos elei­to­rais do Car­de­al D. Ale­xan­dre do Nas­ci­men­to, de mú­si­cos e ou­tros ar­tis­tas, no pa­vi­lhão prin­ci­pal da Ci­da­de­la Des­por­ti­va, em Lu­an­da, fez um ba­lan­ço po­si­ti­vo dos 15 di­as de tra­ba­lho efec­ti­vo.

“O pro­ces­so do re­gis­to elei­to­ral con­ti­nua nu­ma es­pi­ral po­si­ti­va em ter­mos de mo­bi­li­za­ção, con­di­ções e ca­pa­ci­da­de de tra­ba­lho”, as­se­gu­rou o se­cre­tá­rio de Es­ta­do, re­fe­rin­do que es­tão a ser pre­pa­ra­das ac­ções es­pe­cí­fi­cas pa­ra os ci­da­dãos com de­fi­ci­ên­cia vi­su­al e au­di­ti­va. Os agen­tes vão, igual­men­te, des­lo­car-se às prin­ci­pais uni­da­des hos­pi­ta­la­res pa­ra ac­tu­a­li­zar os da­dos das pes­so­as aca­ma­das.

“Ac­ções des­ta na­tu­re­za vão ocor­rer em to­do o país, pa­ra que to­dos con­si­gam en­con­trar es­pa­ço no re­gis­to elei­to­ral”, acres­cen­tou, na pre­sen­ça de mú­si­cos, ar­tis­tas plás­ti­cos, dan­ça­ri­nos e ou­tros ar­tis­tas que de­ram on­tem o seu exem­plo de ci­da­da­nia ao par­ti­ci­pa­rem no pro­ces­so de ac­tu­a­li­za­ção pre­sen­ci­al.

As au­to­ri­da­des es­tão a cri­ar con­di­ções pa­ra, no pró­xi­mo mês, au­men­tar a ca­pa­ci­da­de téc­ni­ca e hu­ma­na. Já na pró­xi­ma se­ma­na, ini­cia-se em al­gu­mas pro­vín­ci­as no­vo ci­clo de for­ma­ção pa­ra os no­vos ope­ra­do­res do re­gis­to elei­to­ral. A ideia é de que em Ou­tu­bro as bri­ga­das es­te­jam a fun­ci­o­nar na to­ta­li­da­de, já com a emis­são do car­tão de elei­to­res e com to­dos os ope­ra­do­res pre­vis­tos.

O Car­de­al D. Ale­xan­dre de Nas­ci­men­to afir­mou que fa­zer o re­gis­to elei­to­ral é um cum­pri­men­to do de­ver de ci­da­dão, pois é pre­ci­so “amar a pá­tria, co­mo ama­mos os nos­sos pais e, no fun­do, é uma ma­ni­fes­ta­ção de que so­mos uma gran­de fa­mí­lia”. A mi­nis­tra da Cul­tu­ra, Ca­ro­li­na Cer­quei­ra, dis­se que a ac­tu­a­li­za­ção dos da­dos é um de­ver cí­vi­co e um exer­cí­cio de ci­da­da­nia e ma­ni­fes­tou a sua sa­tis­fa­ção pe­la pre­sen­ça de ar­tis­tas e ac­ti­vis­tas cul­tu­rais no pos­to de re­gis­to elei­to­ral.

Ca­ro­li­na Cer­quei­ra ape­lou a to­dos os an­go­la­nos, com dis­ci­pli­na e gran­de sen­ti­do de res­pon­sa­bi­li­da­de, a le­va­rem as su­as fa­mí­li­as pa­ra fa­ze­rem a pro­va de vi­da, por se tra­tar de um di­rei­to de ci­da­da­nia.

Al­gu­mas re­cla­ma­ções

O se­cre­tá­rio de Es­ta­do pa­ra os As­sun­tos Ins­ti­tu­ci­o­nais e Elei­to­rais fa­lou igual­men­te so­bre al­gu­mas re­cla­ma­ções, co­mo a fal­ta de ener­gia eléc­tri­ca e as con­di­ções cri­a­das pa­ra os bri­ga­dis­tas.Os equi­pa­men­tos são mó­veis e fun­ci­o­nam com ba­te­ria in­ter­na, que acu­mu­lam car­ga. “A ba­te­ria po­de even­tu­al­men­te es­go­tar a car­ga, mas é uma ques­tão re­sol­vi­da no pla­no téc­ni­co, por­que es­tão a ser dis­tri­buí­dos equi­pa­men­tos de acu­mu­la­ção de ba­te­ria ex­ter­na al­ter­na­ti­va”, dis­se, pa­ra ga­ran­tir que não exis­tem pro­ble­mas de mai­or.

Adão de Al­mei­da ga­ran­tiu es­ta­rem cri­a­das as con­di­ções pa­ra a re­a­li­za­ção do re­gis­to sem so­bres­sal­tos e to­dos os an­go­la­nos po­dem des­lo­car-se aos pos­tos es­pa­lha­dos em to­das as lo­ca­li­da­des. O se­cre­tá­rio de Es­ta­do re­for­çou o ape­lo ao re­gis­to obri­ga­tó­rio.

De­pois de fa­zer o re­gis­to, o mú­si­co D. Ca­e­ta­no in­cen­ti­vou ou­tros ar­tis­tas an­go­la­nos que ain­da não fi­ze­ram a ac­tu­a­li­za­ção do re­gis­to elei­to­ral pre­sen­ci­al que o fa­çam, por ser um ac­to de ci­da­da­nia e pa­tri­o­tis­mo. Já Kya­ku Kya­daf, que tam­bém ac­tu­a­li­zou o seu re­gis­to, dis­se que a prin­ci­pal mo­ti­va­ção é a von­ta­de de vo­tar pa­ra o bem do país, por­que “é um de­ver de to­dos os ci­da­dãos”.

Jo­vens no re­gis­to

O Se­cre­ta­ri­a­do Na­ci­o­nal da or­ga­ni­za­ção da JMPLA in­ten­si­fi­cou a par­tir de on­tem a sua cam­pa­nha de sen­si­bi­li­za­ção so­bre o re­gis­to elei­to­ral, des­ti­na­da a per­mi­tir que os ci­da­dãos em ida­de elei­to­ral ac­tu­a­li­zem os seus da­dos elei­to­rais ou efec­tu­em o ca­das­tra­men­to.

O ac­to que mar­cou o re­for­ço da cam­pa­nha, re­a­li­za­do no dis­tri­to ur­ba­no do Sam­bi­zan­ga, foi ori­en­ta­do pe­lo pri­mei­ro se­cre­tá­rio na­ci­o­nal da JMPLA, Sér­gio Luther Res­co­va, e in­cluiu uma pa­les­tra so­bre a im­por­tân­cia do re­gis­to elei­to­ral. “Ape­la­mos aos mi­li­tan­tes da JMPLA pa­ra en­ca­ra­rem es­te re­gis­to co­mo um de­ver de ci­da­da­nia e, mo­vi­dos por es­te sen­ti­men­to, va­mos me­lho­rar, dar mai­or di­nâ­mi­ca e in­ten­si­fi­car a nos­sa ac­ção de mo­bi­li­za­ção pa­ra o re­gis­to elei­to­ral”, ex­pli­cou Sér­gio Luther Res­co­va. A mo­bi­li­za­ção não se li­mi­ta aos mi­li­tan­tes do MPLA, pe­lo con­trá­rio, há o de­ver de aler­tar to­da a so­ci­e­da­de an­go­la­na, in­de­pen­den­te­men­te da fi­li­a­ção po­lí­ti­ca e par­ti­dá­ria, que re­gis­tar-se é cum­prir um de­ver de ci­da­da­nia.

O po­lí­ti­co dis­se que es­ta é uma pos­tu­ra que a JMPLA tem, com ba­se nos seus prin­cí­pi­os es­ta­tu­tá­ri­os ori­en­ta­do­res e pla­no pro­gra­má­ti­co, re­la­ti­vo à pro­mo­ção da ci­da­da­nia e do pa­tri­o­tis­mo.

A ac­ção dos mem­bros da JMPLA, re­la­ti­va­men­te ao re­gis­to elei­to­ral, in­ci­de ou é con­du­zi­da so­men­te nos ter­mos da Lei vi­gen­te em Angola. “Pa­ra is­so, pre­ci­sa­mos de es­tar es­cla­re­ci­dos so­bre co­mo e qual o for­ma­to a uti­li­zar na abor­da­gem dos jo­vens. Se o Exe­cu­ti­vo a ní­vel dos seus ór­gãos com­pe­ten­tes es­tá a le­var a ca­bo ac­ções ma­te­ri­ais do re­gis­to elei­to­ral, a nós ca­be a ta­re­fa fun­da­men­tal de mo­bi­li­zar os jo­vens pa­ra o en­vol­vi­men­to de to­da a so­ci­e­da­de”, afir­mou. Os mem­bros do Se­cre­ta­ri­a­do Na­ci­o­nal da JMPLA, a co­me­çar por Sér­gio Luther Res­co­va, ac­tu­a­li­za­ram os seus da­dos elei­to­rais.

Mi­li­ta­res da Re­gião Sul

Os efec­ti­vos das For­ças Ar­ma­das An­go­la­nas (FAA) des­ta­ca­dos na Re­gião Mi­li­tar Sul co­me­ça­ram on­tem a ac­tu­a­li­zar os seus da­dos de re­gis­to elei­to­ral. Após ac­tu­a­li­zar os seus da­dos elei­to­rais, o co­man­dan­te da re­gião, te­nen­te ge­ne­ral Fa­bi­a­no Hihi­e­pa, exor­tou to­dos os efec­ti­vos da Re­gião Mi­li­tar Sul a afluí­rem aos pos­tos e a pau­ta­rem por uma con­du­ta cí­vi­ca, pa­trió­ti­ca e exem­plar.

O co­man­dan­te re­fe­riu ser ne­ces­sá­rio que as uni­da­des es­te­jam or­ga­ni­za­das, vi­gi­lan­tes, dis­ci­pli­na­das e pron­tas pa­ra de­nun­ci­ar aque­les que com a in­dis­ci­pli­na po­dem pre­ju­di­car es­te im­por­tan­te pro­ces­so pa­ra a vi­da do país e de to­dos os an­go­la­nos.

GAS­PAR DOS SAN­TOS | ANGOP

Car­de­al D. Ale­xan­dre do Nas­ci­men­to dá exem­plo de ci­da­da­nia e pa­tri­o­tis­mo e exor­ta a ju­ven­tu­de a fa­zer o re­gis­to elei­to­ral

GAS­PAR SAN­TOS

Se­cre­tá­rio de Es­ta­do Adão de Al­mei­da es­te­ve no Pa­vi­lhão da Ci­da­de­la a as­sis­tir a mais uma jor­na­da do pro­ces­so de ac­tu­a­li­za­ção do re­gis­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.