Fa­ri­nha de tri­go fi­ca mais ba­ra­ta

Im­por­ta­ções quin­ze­nais au­men­tam a ofer­ta e com­ba­tem a es­pe­cu­la­ção

Jornal de Angola - - PARTADA -

O Entreposto Adu­a­nei­ro de Angola co­me­çou on­tem a ven­da de mil to­ne­la­das de fa­ri­nha de tri­go ao pre­ço de se­te mil kwan­zas por sa­co de 50 qui­los, co­mo par­te de uma me­di­da pa­ra bai­xar os pre­ços do pão. As ven­das ini­ci­ais be­ne­fi­ci­am os mem­bros da As­so­ci­a­ção das In­dús­tri­as de Pa­ni­fi­ca­ção e Pas­te­la­ria de Angola (AIPPA), uma or­ga­ni­za­ção com 59 fi­li­a­dos em Lu­an­da e com re­pre­sen­ta­ções nas 18 pro­vín­ci­as do país.

O Entreposto Adu­a­nei­ro de Angola co­me­çou on­tem a ven­da de mil to­ne­la­das de fa­ri­nha de tri­go ao pre­ço de se­te mil kwan­zas por sa­co de 50 qui­los, co­mo par­te de uma me­di­da pa­ra bai­xar os pre­ços do pão, no­ti­ci­ou a An­gop.

As ven­das ini­ci­ais be­ne­fi­ci­am os mem­bros da As­so­ci­a­ção das In­dús­tri­as de Pa­ni­fi­ca­ção e Pas­te­la­ria de Angola (AIPPA), uma or­ga­ni­za­ção com 59 fi­li­a­dos em Lu­an­da e com re­pre­sen­ta­ções nas 18 pro­vín­ci­as do país, es­cre­veu a agên­cia ci­tan­do o di­rec­tor co­mer­ci­al do Entreposto Adu­a­nei­ro de Angola, Jo­sé Cos­ta.

O pa­ga­men­to é fei­to a pron­to ou a cré­di­to. Nes­te sis­te­ma, os fi­li­a­dos na AIPPA po­dem pa­gar o sa­co de 50 qui­los a oi­to mil kwan­zas, com o re­em­bol­so de 30 por cen­to do va­lor to­tal da aqui­si­ção num pra­zo de 15 di­as, ou a no­ve mil kwan­zas, com a de­vo­lu­ção da mes­ma per­cen­ta­gem em 30 di­as.

Jo­sé Cos­ta de­cla­rou que o cré­di­to per­mi­te que to­dos os as­so­ci­a­dos ad­qui­ram a fa­ri­nha de tri­go, uma ofer­ta dis­po­ní­vel de 40 con­ten­to­res com 20 mil sa­cos de 50 qui­los des­car­re­ga­da es­ta se­ma­na em Lu­an­da, nu­ma im­por­ta­ção de­cor­ren­te de um “pla­fond” de­ci­di­do pe­lo Exe­cu­ti­vo, o qual in­clui ver­bas pa­ra a com­pra no es­tran­gei­ro de pro­du­tos da ces­ta bá­si­ca.

Nas se­ma­nas se­guin­tes, quan­do en­tra­rem car­re­ga­men­tos quin­ze­nais de 40 con­ten­to­res nos por­tos an­go­la­nos, a ven­da es­ten­de-se a to­dos os cli­en­tes do país, anun­ci­ou o pre­si­den­te do con­se­lho de ad­mi­nis­tra­ção do Entreposto Adu­a­nei­ro de Angola. Jof­fre Van-Dú­nem dis­se que es­tas ope­ra­ções vi­sam com­ba­ter a es­pe­cu­la­ção nos pre­ços da fa­ri­nha de tri­go no país, que pro­vo­ca a su­bi­da cons­tan­te do cus­to do pão.

O Entreposto Adu­a­nei­ro de Angola é um me­ca­nis­mo es­ta­tal de es­ta­bi­li­za­ção dos pre­ços e a re­gu­la­ção do mer­ca­do. Nu­ma reu­nião re­a­li­za­da em Ju­nho úl­ti­mo, a AIPPA su­ge­riu a fi­xa­ção do pre­ço do pão de 50 gra­mas em 19 kwan­zas no mer­ca­do na­ci­o­nal, mas nos úl­ti­mos dois me­ses o pão é ven­di­do aci­ma dos 50 kwan­zas.

Em fins de Agos­to, o pre­si­den­te da AIPPA, Gil­ber­to Si­mão, con­si­de­rou não ha­ver ne­ces­si­da­de de o pre­ço do sa­co de 50 qui­los da fa­ri­nha de tri­go ser su­pe­ri­or a no­ve mil kwan­zas, nu­ma reu­nião pro­mo­vi­da pe­lo Mi­nis­té­rio do Co­mér­cio pa­ra de­li­ne­ar es­tra­té­gi­as de com­ba­te à es­pe­cu­la­ção.Nes­se en­con­tro fi­cou de­ci­di­da a cri­a­ção de uma cen­tral de com­pras pa­ra as aqui­si­ções do sec­tor in­dus­tri­al.

AN­TÓ­NIO SO­A­RES

Fi­li­a­dos da As­so­ci­a­ção das In­dús­tri­as de Pa­ni­fi­ca­ção e Pas­te­la­ria de Angola pas­sam a com­prar a fa­ri­nha de tri­go em me­lho­res con­di­ções

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.