Ne­cu­to com mais água po­tá­vel

SIS­TE­MA DE DIS­TRI­BUI­ÇÃO EM BUCO ZAU Ca­bin­da dá pas­sos lar­gos na ex­pan­são de ser­vi­ços so­ci­ais

Jornal de Angola - - PROVÍNCIAS - BER­NAR­DO CA­PI­TA|Ca­bin­da

Uma es­ta­ção de cap­ta­ção, tra­ta­men­to e abas­te­ci­men­to de água, com ca­pa­ci­da­de de bom­be­ar oi­to me­tros cú­bi­cos por ho­ra, foi co­lo­ca­da à dis­po­si­ção das po­pu­la­ções do Ne­cu­to, mu­ni­cí­pio de Buco-Zau, pe­lo Go­ver­no Pro­vin­ci­al de Ca­bin­da.

O em­pre­en­di­men­to so­ci­al, inau­gu­ra­do no qua­dro dos pro­gra­mas de me­lho­ria dos ser­vi­ços so­ci­ais bá­si­cos à po­pu­la­ção, cus­tou aos co­fres do Es­ta­do 26.917 mi­lhões de Kwan­zas e ga­ran­te o abas­te­ci­men­to de água aos 780 ha­bi­tan­tes das al­dei­as de Caio, Po­ba e Tchi­on­zo, que, des­de, a In­de­pen­dên­cia Na­ci­o­nal, re­cor­ri­am aos ri­os e ca­cim­bas pa­ra ter água pa­ra con­su­mo diá­rio.

A es­ta­ção pos­sui um tan­que com ca­pa­ci­da­de de 50 me­tros cú­bi­cos, que, por via de sis­te­ma de gra­vi­da­de, bom­beia água na re­de de 4.980 me­tros de ex­ten­são. A es­ta­ção pos­sui ain­da dois fon­te­ná­ri­os, um sim­ples e ou­tro com­bi­na­do, ins­ta­la­dos em ca­da uma das al­dei­as.

A go­ver­na­do­ra pro­vin­ci­al de Ca­bin­da, Al­di­na da Lom­ba Ca­tem­bo, e o em­bai­xa­dor de Portugal em An­go­la, João Ca­e­ta­no da Sil­va, tes­te­mu­nha­ram a inau­gu­ra­ção do sis­te­ma.

Al­di­na da Lom­ba re­fe­riu que a me­lho­ria das vi­as de cir­cu­la­ção, ener­gia eléc­tri­ca e a cons­tru­ção de es­co­las e de pos­tos mé­di­cos são os pas­sos a se­guir, na pers­pec­ti­va de se ir re­sol­ven­do pau­la­ti­na­men­te os pro­ble­mas que mais di­fi­cul­tam a vi­da da­que­las po­pu­la­ções do Al­to Mai­om­be. A go­ver­na­do­ra pro­vin­ci­al pe­diu à po­pu­la­ção pa­ra cui­dar bem da es­ta­ção de tra­ta­men­to de água e con­tri­buir pa­ra a pre­ser­va­ção da paz, por­que sem paz, aler­tou, não é pos­sí­vel ao Exe­cu­ti­vo de­sen­vol­ver pro­jec­tos so­ci­ais no in­te­ri­or da pro­vín­cia.

“Te­mos de pre­ser­var a paz, a uni­da­de na­ci­o­nal e con­ti­nu­ar­mos a ter con­fi­an­ça no Pre­si­den­te Jo­sé Edu­ar­do dos San­tos”, afir­mou a go­ver­nan­te.

Ain­da no âm­bi­to do pro­gra­ma de me­lho­ria dos ser­vi­ços so­ci­ais fo­ram inau­gu­ra­das no mu­ni­cí­pio de Be­li­ze, no bair­ro Hom­be de Bai­xo, 96 ca­sas das 200 em cons­tru­ção, pre­vis­tas no pro­gra­ma na­ci­o­nal de cons­tru­ção de 200 ca­sas em ca­da mu­ni­cí­pio do país. Be­li­ze ga­nhou ain­da uma es­co­la pri­má­ria, cons­truí­da na lo­ca­li­da­de de Za­la de Ci­ma, com a ca­pa­ci­da­de de al­ber­gar 600 cri­an­ças.

A es­co­la é de ca­rác­ter de­fi­ni­ti­vo, com uma área de cer­ca de 395,25 me­tros qua­dra­dos de ocu­pa­ção, dis­tri­buí­dos por qua­tro salas de au­la, um ga­bi­ne­te pa­ra o di­rec­tor, uma se­cre­ta­ria e par­que re­cre­a­ti­vo.

O re­ge­dor An­dré Ba­za Lu­bo­ta, agra­de­ceu o ges­to do Go­ver­no Pro­vin­ci­al de Ca­bin­da em ter cons­truí­do a es­co­la, e re­al­çou que a obra vai au­men­tar o nú­me­ro de cri­an­ças no en­si­no e me­lho­rar as con­di­ções de tra­ba­lho dos pro­fes­so­res.

PAU­LO MULAZA

Água po­tá­vel mais pró­xi­ma dos ci­da­dãos com a ins­ta­la­ção de mais sis­te­mas de dis­tri­bui­ção

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.