De­fen­di­da mais ace­le­ra­ção nas obras das vi­as de aces­so

Jornal de Angola - - PROVÍNCIAS - JO­SÉ RUFINO

A pro­vín­cia do Mo­xi­co pre­ci­sa de ace­le­rar a cons­tru­ção e re­a­bi­li­ta­ção das vi­as de cir­cu­la­ção, pa­ra sair da ca­te­go­ria de re­gião do país com me­nos li­ga­ções ro­do­viá­ri­as en­tre a se­de ca­pi­tal e os mu­ni­cí­pi­os, dis­se, na quar­ta-fei­ra, no Lu­e­na, o vi­ce-go­ver­na­dor pa­ra o sec­tor Téc­ni­co e In­fra-es­tru­tu­ras.

Ma­nu­el Li­tu­ai avan­çou, co­mo so­lu­ção pa­ra ul­tra­pas­sar o pro­ble­ma, a apli­ca­ção de in­ves­ti­men­tos em no­vas in­fra-es­tru­tu­ras ro­do­viá­ri­as, que ga­ran­tam uma cir­cu­la­ção mais flui­da en­tre a ca­pi­tal da pro­vín­cia e o in­te­ri­or, com vis­ta a fo­men­tar o rá­pi­do pro­gres­so nos mu­ni­cí­pi­os.

“Com bo­as vi­as de aces­so, o Go­ver­no vai ter mai­or fa­ci­li­da­de de cons­truir mais es­co­las, uni­da­des sa­ni­tá­ri­as e ou­tros ser­vi­ços que fa­zem fal­ta à po­pu­la­ção ”, dis­se Ma­nu­el Li­tu­ai, acres­cen­tan­do que “o go­ver­no tem uma di­rec­ção com von­ta­de de fa­zer mui­to pa­ra o bem dos seus ha­bi­tan­tes”. So­li­ci­tou apoio às es­tru­tu­ras cen­trais, pa­ra se pôr em prá­ti­ca os pro­jec­tos em car­tei­ra.

A re­du­ção de for­ma ri­go­ro­sa e pro­fis­si­o­nal do tem­po de aten­di­men­to e de res­pos­ta ao ci­da­dão, as­sim co­mo cri­ar pro­ce­di­men­tos fá­ceis que trans­mi­tam qua­li­da­de, efi­ci­ên­cia e trans­pa­rên­cia dos ser­vi­ços, foi on­tem pe­di­da aos fun­ci­o­ná­ri­os pú­bli­cos pe­lo vi­ce-go­ver­na­dor do Cu­ne­ne pa­ra o sec­tor téc­ni­co e in­fra-es­tru­tu­ras.

Ao dis­cur­sar na aber­tu­ra do se­mi­ná­rio so­bre “O pro­gra­ma de va­lo­ri­za­ção dos ser­vi­ços pú­bli­cos”, re­a­li­za­do pe­lo Mi­nis­té­rio da Ad­mi­nis­tra­ção Pú­bli­ca, Tra­ba­lho e Se­gu­ran­ça So­ci­al, em par­ce­ria com a Es­co­la Na­ci­o­nal de Ad­mi­nis­tra­ção e Go­ver­no lo­cal, Cris­ti­no Má­rio Ndei­tun­ga afir­mou que a va­lo­ri­za­ção do ser­vi­ço pú­bli­co pas­sa pe­la for­ma­ção e ac­ções com­ple­men­ta­res que vi­sam pro­fis­si­o­na­li­zar, qua­li­fi­car e pro­mo­ver a ad­mi­nis­tra­ção pú­bli­ca e a qua­li­da­de de vi­da do fun­ci­o­ná­rio, com o ob­jec­ti­vo de mo­ti­vá-lo a me­lho­rar a sua pres­ta­ção de ser­vi­ço.

O Go­ver­no, acres­cen­tou, pre­ten­de adop­tar me­di­das que per­mi­tam trans­for­mar a ad­mi­nis­tra­ção pú­bli­ca num am­bi­en­te atrac­ti­vo e de con­fi­an­ça pa­ra os ser­vi­do­res pú­bli­cos e os ci­da­dãos.

O vi­ce-go­ver­na­dor pro­vin­ci­al re­fe­riu que a acção vi­sa me­lho­rar a pres­ta­ção de ser­vi­ços ao pú­bli­co. “A me­lho­ria da qua­li­da­de de vi­da das po­pu­la­ções de­pen­de da qua­li­da­de e da quan­ti­da­de dos ser­vi­ços pres­ta­dos, por is­so o Exe­cu­ti­vo apro­vou o pro­gra­ma de va­lo­ri­za­ção dos ser­vi­ços pú­bli­cos”, sa­li­en­tou.

O ad­mi­nis­tra­dor da Es­co­la Na­ci­o­nal de Ad­mi­nis­tra­ção (ENAD), Da­vid Kin­ji­ca, ex­pli­cou que o pro­gra­ma de va­lo­ri­za­ção dos ser­vi­ços pú­bli­cos vi­sa a me­lho­ria da qua­li­da­de de aten­di­men­to ao pú­bli­co.

Se­gun­do Da­vid Kin­ji­ca, os me­ca­nis­mos reú­nem um con­jun­to de ac­ções que vi­sam a va­lo­ri­za­ção e mo­ti­va­ção do ser­vi­dor pú­bli­co, a me­lho­ria dos ser­vi­ços pú­bli­cos e ava­li­a­ção dos ser­vi­ços pú­bli­cos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.