Ca­lu­e­que be­ne­fi­cia de pro­jec­tos de im­pac­to so­ci­al

Sec­to­res da Saú­de e da Edu­ca­ção en­tre as pri­o­ri­da­des da par­ce­ria pú­bli­co-pri­va­da no Cunene

Jornal de Angola - - PROVÍNCIAS - ARÃO MAR­TINS |

As po­pu­la­ções das al­dei­as de Mayo­va, Tchi­tauwa, Ka­nha­mis­si­fa, Maypya, Tchi­tehe­ke Noya e Ha­no be­ne­fi­ci­am de qua­tro es­co­las de seis sa­las ca­da, a par­tir do pró­xi­mo ano lec­ti­vo, anun­ci­ou on­tem o co­or­de­na­dor ge­ral do pro­jec­to Agro-in­dus­tri­al Ezo­park, Ho­ri­zon­te 2020.

Mi­guel Cris­tó­vão ex­pli­cou ao Jor­nal de An­go­la que, a par da cons­tru­ção das es­co­las, o pro­jec­to pre­vê igual­men­te a edi­fi­ca­ção de qua­tro pos­tos de saú­de.

O co­or­de­na­dor do pro­jec­to re­fe­riu que as obras co­me­çam em bre­ve, ten­do acres­cen­ta­do que nes­ta al­tu­ra as au­to­ri­da­des ad­mi­nis­tra­ti­vas es­tão a re­a­li­zar um es­tu­do de vi­a­bi­li­da­de, pa­ra de­ter­mi­nar os lo­cais cer­tos, ten­do em con­ta o nú­me­ro de pes­so­as que a im­ple­men­ta­ção do pro­jec­to exi­ge.

Ou­tra ben­fei­to­ria, dis­se Mi­guel Cris­tó­vão, tem a ver com a aber­tu­ra de fu­ros de água pa­ra abas­te­cer de água po­tá­vel a po­pu­la­ção e a cri­a­ção de be­be­dou­ros pa­ra o ga­do, prin­ci­pal ri­que­za da re­gião.

O re­ge­dor da po­vo­a­ção do Ru­aCa­na, mu­ni­cí­pio do Cu­ro­ca, Fer­nan­do Hi­fi­le­nha Nai­ke­te, mos­trou­se sa­tis­fei­to com a in­te­gra­ção da po­pu­la­ção lo­cal no pro­jec­to, ape­sar de se en­con­trar ain­da em fa­se ini­ci­al.

Fer­nan­do Hi­fi­le­nha Nai­ke­te dis­se exis­tir um diá­lo­go sa­lu­tar en­tre as au­to­ri­da­des tra­di­ci­o­nais, po­pu­la­ção e o gru­po em­pre­sa­ri­al, que, em con­jun­to com o go­ver­no, es­tão a cri­ar bo­as con­di­ções pa­ra as po­pu­la­ções lo­cais. “Per­ce­be­mos que o pro­jec­to é in­clu­si­vo e tem por ob­jec­ti­vo prin­ci­pal aju­dar as fa­mí­li­as que vi­vem nos ar­re­do­res da área”, re­co­nhe­ceu a au­to­ri­da­de tra­di­ci­o­nal, que acres­cen­tou que em fun­ção da per­ti­nên­cia do pro­jec­to, al­gu­mas fa­mí­li­as con­cor­da­ram mu­dar pa­ra ou­tras áre­as não dis­tan­tes, on­de o pro­pri­e­tá­rio do pro­jec­to fez aber­tu­ra de no­vas la­vras, fu­ros de água e en­tre­gou tam­bém char­ru­as, ga­do de trac­ção e re­pro­du­tor.

“Con­ver­sá­mos bem. Não te­mos mo­ti­vos de quei­xa, por­que o pro­jec­to be­ne­fi­cia tam­bém os nos­sos fi­lhos, que an­tes eram obri­ga­dos a ir tra­ba­lhar ao lon­go da fron­tei­ra com a Na­mí­bia e mui­tos de­les têm si­do ex­pul­sos por fal­ta de vis­tos”, ex­pli­cou Fer­nan­do Nai­ke­te.

O ad­mi­nis­tra­dor co­mu­nal de Chi­ta­do, Mbam­bi Ke­a­ne dos San­tos, as­se­gu­rou que a im­ple­men­ta­ção do pro­jec­to Agro-In­dus­tri­al Ezo­park, Ho­ri­zon­te 2020 con­tem­pla vá­ri­os pro­gra­mas so­ci­ais na sua área de ju­ris­di­ção.

Mbam­bi Ke­a­ne dos San­tos re­fe­riu que a cons­tru­ção de qua­tro es­co­las e igual nú­me­ro de pos­tos mé­di­cos vai con­tri­buir po­si­ti­va­men­te no com­ba­te ao anal­fa­be­tis­mo e mi­ni­mi­zar as do­en­ças re­gis­ta­das com frequên­cia na re­gião.

O res­pon­sá­vel mu­ni­ci­pal dis­se que as es­co­las são cri­a­das em fun­ção do nú­me­ro de pes­so­as que fo­ram re­a­lo­ja­das. “Es­ta­mos a pre­ver qua­tro es­co­las e igual nú­me­ro de pos­tos mé­di­cos. A im­ple­men­ta­ção do pro­jec­to de­pen­de da quan­ti­da­de da po­pu­la­ção no mo­men­to do re­a­lo­ja­men­to”, dis­se o ad­mi­nis­tra­dor Mbam­bi Ke­a­ne dos San­tos

So­bre o nú­me­ro de pro­fes­so­res, o ad­mi­nis­tra­dor co­mu­nal de Chi­ta­do es­cla­re­ceu que foi re­a­li­za­do um con­cur­so pú­bli­co de ad­mis­são de do­cen­tes pa­ra as no­vas es­co­las.

Mbam­bi Ke­a­ne dos San­tos adi­an­tou que vão ser cri­a­dos cen­tros de cap­ta­ção, dis­tri­bui­ção e abas­te­ci­men­to de água po­tá­vel, ten­do ci­ta­do co­mo exem­plo a po­vo­a­ção de Ca­lu­e­que, on­de a cons­tru­ção da bar­ra­gem so­bre o rio, des­ti­na­da à re­gu­la­ri­za­ção flu­vi­al e à cap­ta­ção de água pa­ra o re­ga­dio e abas­te­ci­men­to à po­pu­la­ção e o ga­do. es­tá em fa­se avan­ça­da. O ad­mi­nis­tra­dor co­mu­nal re­co­nhe­ceu que o pro­jec­to traz mui­tos ga­nhos pa­ra a sua re­gião, que viu en­qua­drar mais de 500 jo­vens lo­cais, que já tra­ba­lham no pro­jec­to, uma for­ma cla­ra de ga­ran­tir tra­ba­lho e ri­que­za às fa­mí­li­as da co­mu­na de Chi­ta­do.

EDU­AR­DO PE­DRO

Au­to­ri­da­des lo­cais e par­cei­ros en­vi­dam es­for­ços pa­ra in­se­rir to­das as cri­an­ças da re­gião no sis­te­ma nor­mal de en­si­no e apren­di­za­gem

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.