Equi­pas de so­cor­ris­tas man­têm as bus­cas

Jornal de Angola - - MUNDO -

As au­to­ri­da­des egíp­ci­as anun­ci­a­ram on­tem que o nú­me­ro de mor­tos do naufrágio de uma em­bar­ca­ção de pes­ca que trans­por­ta­va cen­te­nas de migrantes na sua costa su­biu pa­ra 133, de­pois da des­co­ber­ta de no­vos cor­pos on­tem no Mar Me­di­ter­râ­neo pe­las equi­pas de so­cor­ris­tas.

Os so­bre­vi­ven­tes in­di­ca­ram que 450 migrantes se en­con­tra­vam a bor­do do bar­co de pes­ca que os trans­por­ta­va pa­ra a Itá­lia, quan­do a em­bar­ca­ção vi­rou e co­me­çou a afun­dar di­an­te do por­to egíp­cio de Ro­set­ta, na quar­ta-fei­ra. “O ba­lan­ço de mor­tos do naufrágio no li­to­ral de Ro­set­ta já está em 133”, in­di­cou o Mi­nis­té­rio da Saú­de do Egip­to num co­mu­ni­ca­do.

As au­to­ri­da­des mi­li­ta­res in­di­ca­ram que fo­ram res­ga­ta­das 163 pes­so­as, e as ope­ra­ções de bus­ca pros­se­guem. Os so­cor­ris­tas in­di­ca­ram que as ope­ra­ções de res­ga­te se con­cen­tram no po­rão do bar­co, on­de, se­gun­do tes­te­mu­nhas, ha­via 100 pes­so­as quan­do a em­bar­ca­ção vi­rou, e ain­da não fo­ram re­ti­ra­das.

As au­to­ri­da­des pren­de­ram qua­tro sus­pei­tos de se­rem tra­fi­can­tes de se­res hu­ma­nos, res­pon­sá­veis pe­la tra­gé­dia. Es­te naufrágio acon­te­ce me­ses de­pois que a agên­cia eu­ro­peia de con­tro­lo de fron­tei­ras, Fron­tex, ex­pres­sou a sua pre­o­cu­pa­ção pe­lo nú­me­ro ca­da vez mai­or de migrantes que ten­tam che­gar à Eu­ro­pa a par­tir da fron­tei­ra do Egip­to.

“Nes­te ano o nú­me­ro é de mil tra­ves­si­as de bar­co do Egip­to à Itá­lia”, dis­se o director da Fron­tex, Fa­bri­ce Leg­ge­ri, ten­do con­fir­ma­do que des­de o en­cer­ra­men­to da ro­ta dos Bal­cãs as par­ti­das são fei­tas a par­tir da costa da Áfri­ca do Nor­te, em par­ti­cu­lar da Lí­bia. Na ter­ça-fei­ra, o Exér­ci­to egíp­cio anun­ci­ou a in­ter­cep­ção de um na­vio que trans­por­ta­va 68 migrantes. Na quar­ta-fei­ra in­ter­cep­tou ou­tro com 294 pes­so­as a bor­do.

Mais de 300 mil migrantes e re­fu­gi­a­dos cru­za­ram em 2016 o Me­di­ter­râ­neo pa­ra che­gar à Eu­ro­pa, prin­ci­pal­men­te Itá­lia, se­gun­do o HCR. Es­te nú­me­ro é in­fe­ri­or ao re­gis­ta­do nos no­ve pri­mei­ros me­ses de 2015 (520.000 pes­so­as), mas é su­pe­ri­or ao do con­jun­to de 2014 (216.054 pes­so­as).

Os tra­fi­can­tes usam bar­cos em es­ta­do ca­la­mi­to­so, que são so­bre­car­re­ga­dos de migrantes que pa­gam uma for­tu­na pe­la vi­a­gem.

Se­gun­do a Or­ga­ni­za­ção In­ter­na­ci­o­nal de Mi­gra­ções (OIM), a mai­o­ria dos so­bre­vi­ven­tes des­se naufrágio são egíp­ci­os. Mais de dez mil migrantes mor­re­ram no Me­di­ter­râ­neo des­de 2014, dos quais três mil e 200 des­de o iní­cio de 2016, se­gun­do da­dos da agên­cia das Nações Unidas pa­ra os re­fu­gi­a­dos (HCR), que con­si­de­ra que es­te po­de ser o ano mais mor­tí­fe­ro.

AFP

Em­bar­ca­ção de pes­ca com cen­te­nas de migrantes nau­fra­gou no Mar Me­di­ter­râ­neo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.