Pyongyang exi­ge di­rei­to à sua de­fe­sa

Jornal de Angola - - PARTADA -

A Co­reia do Nor­te pro­me­teu re­for­çar ain­da mais a sua ca­pa­ci­da­de em ar­mas nu­cle­a­res, ape­sar da con­de­na­ção e das san­ções da Or­ga­ni­za­ção das Nações Unidas, e ga­ran­tiu que não está dis­pos­ta a aban­do­nar a sua for­ça de dis­su­a­são en­quan­to per­sis­tir a ame­a­ça de paí­ses com ar­mas ató­mi­cas, co­mo os EUA. Ao dis­cur­sar da As­sem­bleia Ge­ral da ONU, o mi­nis­tro do Ex­te­ri­or da Co­reia do Nor­te, Ri Yong Ho, des­cre­veu as ar­mas nu­cle­a­res do seu país co­mo “uma me­di­da jus­ti­fi­ca­da de au­to­de­fe­sa” con­tra “ame­a­ças nu­cle­a­res cons­tan­tes dos Es­ta­dos Uni­dos”.

A Co­reia do Nor­te pro­me­teu re­for­çar ain­da mais a sua ca­pa­ci­da­de em ar­mas nu­cle­a­res, ape­sar da con­de­na­ção e das san­ções da Or­ga­ni­za­ção das Nações Unidas e ga­ran­tiu que não está dis­pos­ta a aban­do­nar a sua for­ça de dis­su­a­são en­quan­to per­sis­tir a ame­a­ça de paí­ses com ar­mas ató­mi­cas, co­mo os EUA.

Ao dis­cur­sar da As­sem­bleia Ge­ral da ONU, o mi­nis­tro do Ex­te­ri­or da Co­reia do Nor­te, Ri Yong Ho, des­cre­veu as ar­mas nu­cle­a­res do seu país co­mo “uma me­di­da jus­ti­fi­ca­da de au­to­de­fe­sa” con­tra “ame­a­ças nu­cle­a­res cons­tan­tes dos Es­ta­dos Uni­dos”. “Tor­nar-se ar­ma­do com dis­po­si­ti­vos nu­cle­a­res é a po­lí­ti­ca do nos­so Es­ta­do, en­quan­to hou­ver um Es­ta­do com ar­mas nu­cle­a­res em re­la­ção hos­til con­nos­co”, de­cla­rou Ri Yong Ho.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.