Ân­ge­la Bra­gan­ça in­cen­ti­va alu­nos a te­rem qua­li­da­de

Jornal de Angola - - SOCIEDADE -

A se­cre­tá­ria de Es­ta­do da Co­o­pe­ra­ção, Ân­ge­la Bra­gan­ça, an­ti­ga es­tu­dan­te da Es­co­la In­dus­tri­al e Co­mer­ci­al Ve­nân­cio Des­lan­des, ac­tu­al­men­te Ins­ti­tu­to Mé­dio In­dus­tri­al de Ben­gue­la (IMIB), in­cen­ti­vou os es­tu­dan­tes da­que­la ins­ti­tui­ção de ensino a va­lo­ri­za­rem o ensino, pa­ra te­rem aces­so ao mer­ca­do de tra­ba­lho.

Ân­ge­la Bra­gan­ça, que fa­la­va nu­ma pa­les­tra so­bre “O ensino téc­ni­co pro­fis­si­o­nal co­mo fac­tor de em­pre­ga­bi­li­da­de”, pro­mo­vi­da no âm­bi­to dos 50 anos do IMIB, sa­li­en­tou que os es­tu­dan­tes de­vem pre­o­cu­par-se com a for­ma­ção e de­sem­pe­nho aca­dé­mi­co.

“O es­tu­dan­te de­ve ter a pre­o­cu­pa­ção de ir ao por­me­nor e fa­zer aqui­lo que sa­be fa­zer, se­ja uma me­sa, ca­dei­ra ou uma má­qui­na, pa­ra que te­nha um va­lor acres­cen­ta­do e que se­ja apre­ci­a­do no mer­ca­do”, dis­se.

Ân­ge­la Bra­gan­ça en­co­ra­jou os jo­vens que es­tão na área téc­ni­ca a adop­ta­rem o em­pre­en­de­do­ris­mo.

A an­ti­ga es­tu­dan­te fa­lou de­ta­lha­da­men­te da ex­pe­ri­ên­cia da sua for­ma­ção, fez uma comparação do sis­te­ma de ensino ac­tu­al com o do seu tem­po e ex­pli­cou que as ne­ces­si­da­des e as exi­gên­ci­as de ho­je são mai­o­res. An­ti­ga­men­te, se­gun­do ela, as exi­gên­ci­as eram es­tri­ta­men­te téc­ni­cas. “Quem fa­zia o cur­so co­mer­ci­al sa­bia fa­zer con­ta­bi­li­da­de, pre­en­cher os li­vros do co­mér­cio e téc­ni­cas de ven­das e quem saía do in­dus­tri­al sa­bia mon­tar um qua­dro eléc­tri­co, en­tre ou­tras ap­ti­dões”, re­fe­riu a se­cre­tá­ria de Es­ta­do da Co­o­pe­ra­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.