No­va ae­ro­na­ve Bo­eing 777 che­ga hoje

Apa­re­lho é o úl­ti­mo de três aviões ad­qui­ri­dos pe­la TAAG à com­pa­nhia nor­te-ame­ri­ca­na

Jornal de Angola - - ECONOMIA -

O úl­ti­mo avião de uma en­co­men­da de três apa­re­lhos efec­tu­a­da pe­la com­pa­nhia aé­rea an­go­la­na TAAG jun­to da Bo­eing che­ga hoje a Lu­an­da, pro­ve­ni­en­te de Se­at­tle, Es­ta­dos Uni­dos da Amé­ri­ca, no­ti­ci­ou a An­gop.

Bap­ti­za­do com o no­me Mor­ro do Mo­co, si­tu­a­do na pro­vín­cia do Hu­am­bo, o avião tem ca­pa­ci­da­de pa­ra trans­por­tar 225 pas­sa­gei­ros em clas­se eco­nó­mi­ca, 56 em exe­cu­ti­va e 12 em pri­mei­ra clas­se, com au­to­no­mia até 17.000 qui­ló­me­tros, pos­si­bi­li­tan­do o aces­so a te­le­mó­vel e In­ter­net. O con­tra­to pa­ra a aqui­si­ção das três ae­ro­na­ves foi as­si­na­do en­tre a TAAG e a Bo­eing a 27 de Mar­ço de 2012, ten­do a pri­mei­ra des­tas en­tra­do ao ser­vi­ço em 2014. Com a che­ga­da da ter­cei­ra ae­ro­na­ve, a com­pa­nhia an­go­la­na de ban­dei­ra pas­sa a ope­rar com oi­to Bo­eing 777.

A com­pa­nhia as­se­gu­ra vo­os in­ter­na­ci­o­nais e ro­tas na­ci­o­nais com re­cur­so a cin­co aviões Bo­eing 737 e seis 777 (200 e 300). Os úl­ti­mos ope­ram nas ro­tas pa­ra Lis­boa e Por­to, além do Bra­sil, Cu­ba e ou­tros des­ti­nos. Re­cen­te­men­te, o re­pre­sen­tan­te per­ma­nen­te da com­pa­nhia nor­te-ame­ri­ca­na em An­go­la, Da­vid Be­ber­fall, dis­se que a aqui­si­ção pro­mo­ve a TAAG no mun­do da avi­a­ção, ope­ran­do com ae­ro­na­ves com mai­or ca­pa­ci­da­de de trans­por­ta­ção de pas­sa­gei­ros e car­ga.

“Is­to é um sal­to ex­tre­ma­men­te gran­de no en­gran­de­ci­men­to da com­pa­nhia que con­ti­nua a ope­rar com aviões de no­vas tec­no­lo­gi­as, com me­nor con­su­mo de com­bus­tí­vel e pou­co es­for­ço na ca­pa­ci­da­de de voo”, su­bli­nhou. Da­vid Be­ber­fall con­si­de­rou o vi­sí­vel o cres­ci­men­to da trans­por­ta­do­ra an­go­la­na, des­de o mo­men­to em que co­me­çou a ope­rar com os 737, 747, os 777-200 clás­si­co e ago­ra os 777-300ER, uma ae­ro­na­ve mo­der­na e da mais al­ta tec­no­lo­gia no mun­do ac­tu­al da avi­a­ção em ter­mos de aviões bi-mo­to­res.

O téc­ni­co nor­te-ame­ri­ca­no acre­di­ta que a ope­ra­ção co­mer­ci­al de aqui­si­ção de no­vos aviões per­mi­te a TAAG “me­lho­rar os seus lu­cros e ter, ca­da vez mais, mai­or ca­pa­ci­da­de nos seus ne­gó­ci­os e fa­zer au­men­tar a sua cai­xa eco­nó­mi­ca”.

A res­pei­to, o en­ge­nhei­ro apon­tou a ro­ta Lu­an­da (An­go­la) - Lis­boa (Por­tu­gal) co­mo a que po­de­rá ser a mai­or be­ne­fi­ci­a­da, na me­di­da em que nas épo­cas de fim de ano a trans­por­ta­do­ra na­ci­o­nal tem ti­do gran­de nú­me­ro de pas­sa­gei­ros pa­ra trans­por­tar. As ae­ro­na­ves 777-300 têm uma ca­pa­ci­da­de pa­ra trans­por­tar 293 pas­sa­gei­ros nas três clas­ses, sen­do 12 lu­ga­res na pri­mei­ra clas­se, 56 na exe­cu­ti­va e 225 na eco­nó­mi­ca, bem co­mo uma au­to­no­mia de voo de 14 mil 685 qui­ló­me­tros, o que cor­res­pon­de 25 a 26 ho­ras.

o mo­de­lo mais ba­ra­to da fa­mí­lia Bo­eing 777 cus­ta 277 mi­lhões de dó­la­res (252 mi­lhões de eu­ros), en­quan­to o mais ca­ro tem um pre­ço de 400 mi­lhões de dó­la­res (365 mi­lhões de eu­ros), se­gun­do os va­lo­res apre­sen­ta­dos pe­la cons­tru­to­ra ae­ro­náu­ti­ca nor­te-ame­ri­ca­na.

Nes­te mo­men­to, a em­pre­sa con­ta com aviões Bo­eing 737 que as­se­gu­ram as ro­tas do­més­ti­cas. Já os vo­os in­ter­na­ci­o­nais pa­ra Cu­ba, Bra­sil e Lis­boa são as­se­gu­ra­dos por Bo­eings 777. Ape­sar de a TAAG con­ti­nu­ar a ser uma em­pre­sa pú­bli­ca an­go­la­na, com se­de em Lu­an­da, a ges­tão pas­sou a ser fei­ta pe­la trans­por­ta­do­ra aé­rea dos Emi­ra­dos Ára­bes Uni­dos, na sequên­cia de um con­tra­to com o Go­ver­no an­go­la­no as­si­na­do em 2014.

A com­pa­nhia aé­rea de ban­dei­ra ope­ra com o 777-200ER nas li­nhas de Lis­boa, Pe­quim, Du­bai, Rio de Ja­nei­ro, São Pau­lo, Pre­tó­ria e Jo­a­nes­bur­go e com 737-700 em ro­tas do­més­ti­cas e re­gi­o­nais. A en­tra­da em ce­na do 777-300ER im­pli­cou uma re­pro­gra­ma­ção na uti­li­za­ção dos tam­bém co­nhe­ci­dos “tri­ple se­ven”. A TAAG voa ac­tu­al­men­te pa­ra o Rio de Ja­nei­ro aos do­min­gos, ter­ças e quin­tas.

KINDALA MA­NU­EL

Com­pa­nhia de ban­dei­ra as­se­gu­ra vo­os em ro­tas na­ci­o­nais e in­ter­na­ci­o­nais com re­cur­so a ae­ro­na­ves do ti­po Bo­eing 737 e 777 (200 e 300)

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.