Ane­do­tas

Jornal de Angola - - LAZER -

An­tes de sair do ho­tel, um in­di­ví­duo vai à re­cep­ção pa­gar a con­ta.

- O quê?! - diz o ho­mem - 150 mil kwan­zas pe­la noi­te, 70 mil pe­lo jan­tar e 15 mil pe­lo pe­que­no-al­mo­ço? Is­to até me dá von­ta­de de rir! Diz o recepcionista: - Pois, olhe, o se­nhor é o pri­mei­ro a achar gra­ça.

********** O fi­lho es­tu­da­va nu­ma ci­da­de do ex­te­ri­or e pre­ci­sa­va de di­nhei­ro, en­tão re­sol­veu es­cre­ver ao pai.

- Pai, pre­ci­so de di­nhei­ro e mui­to, agra­de­cia-lhe que me en­vi­as­se 500 mil kwan­zas. Do seu fi­lho que o es­ti­ma, Jú­lio - es­cre­veu

Pas­sa­dos pou­cos di­as, re­ce­be a res­pos­ta:

- Meu fi­lho, em se­gui­men­to ao teu pe­di­do, jun­to en­vio os 50 mil que me pe­des. Do teu pai ami­go, Bo­ni­fá­cio. E acres­cen­tou:

- Aliás, 50 es­cre­ve-se só com um ze­ro e não com dois!

********** O ami­go cru­za-se com ou­tro na rua e apro­vei­ta a opor­tu­ni­da­de pa­ra fa­zer um pe­di­do.

- Oh, meu ami­go Armando! Ain­da bem que te en­con­tro. Em­pres­ta­me aí 100 mil kwan­zas, que pa­go­te num des­tes di­as. Diz o ou­tro: - Não sei o que di­zes, pá! Es­tou ca­da vez mais sur­do. O ou­tro apro­xi­ma-se ain­da mais: - Di­zia eu, que fi­zes­ses o fa­vor de em­pres­ta­res-me 150 mil kwan­zas. O ami­go res­pon­de: - 150 mil? Epá! Há pou­co eram só 100 mil!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.