UNTA con­vi­da­da pa­ra des­fi­lar em Cu­ba

Jornal de Angola - - DESPORTO - WAL­TER AN­TÓ­NIO |

A UNTA-Con­fe­de­ra­ção Sin­di­cal, mai­or as­so­ci­a­ção só­cio-pro­fis­si­o­nal em An­go­la, foi sex­ta-fei­ra con­vi­da­da pe­la sua con­gé­ne­re cu­ba­na pa­ra par­ti­ci­par no pró­xi­mo ano, em Ha­va­na, no des­fi­le cen­tral alu­si­vo ao 1º de Maio, Dia In­ter­na­ci­o­nal do Tra­ba­lha­dor.

O con­vi­te foi fei­to pe­lo se­cre­tá­rio-ge­ral da Cen­tral dos Tra­ba­lha­do­res de Cu­ba (CTC), Ulis­ses Gui­lar­te de Na­ci­mi­en­to, num en­con­tro que man­te­ve com o se­cre­tá­rio-ge­ral da UNTA-Con­fe­de­ra­ção Sin­di­cal, Ma­nu­el Vi­a­ge, com quem abor­dou ques­tões li­ga­das à co­o­pe­ra­ção en­tre as du­as cen­trais sin­di­cais.

A de­le­ga­ção da CTC es­tá no país des­de sex­ta-fei­ra e te­ve on­tem um en­con­tro com o pre­si­den­te da For­ça Sin­di­cal An­go­la­na-Cen­tral Sin­di­cal, Jo­a­quim Fres­tas Co­e­lho.

Ulis­ses de Na­ci­mi­en­to afir­mou que An­go­la foi sem­pre um gran­de ami­go do po­vo cu­ba­no e a Cen­tral dos Tra­ba­lha­do­res de Cu­ba tem bo­as re­la­ções de co­o­pe­ra­ção há dé­ca­das com a UNTA-CS.

“Os bons ami­gos apa­re­cem sem­pre nos mo­men­tos di­fí­ceis, por­que nas fes­tas to­dos apa­re­cem”, de­cla­rou o sin­di­ca­lis­ta cu­ba­no. Em Cu­ba, acres­cen­tou, 48 por cen­to dos di­ri­gen­tes sin­di­cais são mu­lhe­res. O sin­di­ca­lis­ta cu­ba­no con­si­de­rou a UNTA-CS uma re­fe­rên­cia sin­di­cal em Áfri­ca, por ser uma or­ga­ni­za­ção com uma gran­de ca­pa­ci­da­de mo­bi­li­za­do­ra, bem es­tru­tu­ra­da e um gran­de par­cei­ro do Exe­cu­ti­vo nas po­lí­ti­cas pa­ra o de­sen­vol­vi­men­to de An­go­la.

Ma­nu­el Vi­a­ge, além de agra­de­cer ao seu ho­mó­lo­go pe­la vi­si­ta que faz a An­go­la, lem­brou que três ge­ra­ções de sin­di­ca­lis­tas an­go­la­nos re­ce­be­ram ins­tru­ção de sin­di­ca­lis­mo, de 1974 a 1994, em Cu­ba. O se­cre­tá­rio-ge­ral da UNTA-CS de­cla­rou que os sin­di­ca­lis­tas têm pro­cu­ra­do adap­tar-se aos no­vos con­tex­tos e su­bli­nhou que ac­tu­al­men­te o po­vo an­go­la­no en­fren­ta uma cri­se eco­nó­mi­ca e so­ci­al, de­vi­do à bai­xa do pre­ço do pe­tró­leo no mer­ca­do in­ter­na­ci­o­nal, en­quan­to Cu­ba tem pro­ble­mas de na­tu­re­za eco­nó­mi­ca, de­vi­do ao blo­queio nor­te-ame­ri­ca­no.

“Pos­so ga­ran­tir que, ape­sar da cri­se e di­fi­cul­da­des, con­ti­nu­a­mos a ter es­ta­bi­li­da­de so­ci­al e paz so­ci­al, por­que os tra­ba­lha­do­res per­ce­bem que, ga­ran­tin­do a paz e a es­ta­bi­li­da­de, ra­pi­da­men­te as au­to­ri­da­des po­dem adop­tar po­lí­ti­cas pa­ra con­tor­nar as di­fi­cul­da­des que se re­gis­tam ago­ra”, acen­tu­ou Ma­nu­el Vi­a­ge.

OSVALDO SAMON

Cen­tral dos Tra­ba­lha­do­res de Cu­ba en­tre­ga fo­to de Fi­del ao se­cre­tá­rio-ge­ral da UNTA

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.