Go­ver­no re­lan­ça pro­gra­mas nas zo­nas ru­rais

Jornal de Angola - - PROVÍNCIAS - JOÃO CONS­TAN­TI­NO |

O Go­ver­no Pro­vin­ci­al do Bié vai re­lan­çar, nos pró­xi­mos di­as, o pro­gra­ma de rein­ser­ção so­ci­al da po­pu­la­ção das co­mu­ni­da­des ru­rais, com a im­ple­men­ta­ção de um pro­jec­to pi­lo­to mul­ti-sec­to­ri­al de com­ba­te à po­bre­za.

O vi­ce-go­ver­na­dor do Bié pa­ra a Es­fe­ra Po­lí­ti­ca e So­ci­al, Car­los da Sil­va, afir­mou que o Exe­cu­ti­vo es­tá a le­var a ca­bo vá­ri­as ac­ções que vi­sam re­de­fi­nir as es­tra­té­gi­as pa­ra a re­du­ção dos ní­veis de po­bre­za nas co­mu­ni­da­des.

Car­los da Sil­va sa­li­en­tou que o pro­jec­to pi­lo­to e mul­ti-sec­to­ri­al es­tá a ser exe­cu­ta­do em três pro­vín­ci­as do país e, no Bié, os mu­ni­cí­pi­os do Chin­guar e de Ca­ta­bo­la são os be­ne­fi­ciá­ri­os.

O vi­ce-go­ver­na­dor sa­li­en­tou que a im­ple­men­ta­ção do pro­jec­to vai fa­ci­li­tar a com­pre­en­são dos pro­ble­mas da po­pu­la­ção vul­ne­rá­vel, o que per­mi­te a re­de­fi­ni­ção da in­ter­ven­ção do Es­ta­do, pa­ra aten­der e rein­se­rir so­ci­al­men­te o re­fe­ri­do seg­men­to.

Exe­cu­ção do pro­gra­ma

Pa­ra uma me­lhor exe­cu­ção do pro­gra­ma, a equi­pa na­ci­o­nal do pro­jec­to de apoio à pro­gres­são so­ci­al es­tá a for­mar qua­dros das ad­mi­nis­tra­ções lo­cais so­bre as téc­ni­cas de iden­ti­fi­ca­ção de ris­cos e a vul­ne­ra­bi­li­da­de da po­pu­la­ção ru­ral. No mu­ni­cí­pio de Ca­ta­bo­la, uma das re­giões es­co­lhi­das pa­ra a im­ple­men­ta­ção do

Go­ver­no do Bié tra­ba­lha na im­ple­men­ta­ção de um pro­jec­to que vi­sa re­de­fi­nir as es­tra­té­gi­as pa­ra a re­du­ção dos ní­veis de po­bre­za nas co­mu­ni­da­des

pro­jec­to pi­lo­to, 25 téc­ni­cos, en­tre ad­mi­nis­tra­do­res co­mu­nais e fun­ci­o­ná­ri­os das ad­mi­nis­tra­ções lo­cais, co­me­ça­ram na se­ma­na fin­da a re­ce­ber for­ma­ção so­bre a tri­an­gu­la­ção e di­ag­nós­ti­cos de vul­ne­rá­veis. A for­ma­ção, uma ac­ção in­se­ri­da no pro­jec­to de apoio à pro­gres­são so­ci­al, de que fa­zem par­te os mi­nis­té­ri­os da As­sis­tên­cia e Rein­ser­ção So­ci­al, Fa­mí­lia e Pro­mo­ção da Mu­lher, Jus­ti­ça e Di­rei­tos Hu­ma­nos e da Ju­ven­tu­de e Des­por­tos, con­ta com o apoio da União Eu­ro­peia, atra­vés do Uni­cef. Car­los da Sil­va re­co­nhe­ceu que a ac­ção for­ma­ti­va vai po­ten­ci­ar os téc­ni­cos com fer­ra­men­tas es­sen­ci­ais pa­ra re­a­li­za­rem com êxi­to as vá­ri­as eta­pas do pro­jec­to, com vis­ta a se ter a di­men­são re­al da po­pu­la­ção vul­ne­rá­vel.

Além dis­so, o vi­ce-go­ver­na­dor do Bié pa­ra Es­fe­ra Po­lí­ti­ca e So­ci­al sa­li­en­tou que o pro­jec­to vai abor­dar ques­tões li­ga­das às vá­ri­as in­ter­ven­ções já re­a­li­za­das, seus ac­to­res di­rec­tos e in­di­rec­tos, bem co­mo os re­sul­ta­dos ob­ti­dos, pa­ra fa­ci­li­tar a re­de­fi­ni­ção de no­vas ope­ra­ções nos di­ver­sos con­tex­tos so­ci­ais que o país vi­ve, até à ela­bo­ra­ção do pla­no de de­sen­vol­vi­men­to da ac­ção so­ci­al.

Pla­no de de­sen­vol­vi­men­to

O ad­mi­nis­tra­dor mu­ni­ci­pal de Ca­ta­bo­la, Do­min­gos Óscar Pas­co­al, dis­se que o Pla­no Na­ci­o­nal de De­sen­vol­vi­men­to 2013-2017 tem si­do ma­te­ri­a­li­za­do em di­fe­ren­tes pro­jec­tos so­ci­ais, o que es­tá a ga­ran­tir um pro­gres­so con­si­de­rá­vel do bem-es­tar da po­pu­la­ção.

O res­pon­sá­vel mu­ni­ci­pal de Ca­ta­bo­la re­co­nhe­ceu as li­mi­ta­ções or­ça­men­tais que as ins­ti­tui­ções ges­to­ras do Es­ta­do en­fren­tam ac­tu­al­men­te, por cau­sa da cri­se fi­nan­cei­ra, mas as­se­gu­ra que “as ad­mi­nis­tra­ções co­mu­nais têm es­ta­do a con­cre­ti­zar os pla­nos de de­sen­vol­vi­men­to.”

O co­or­de­na­dor na­ci­o­nal do re­fe­ri­do pro­gra­ma pa­ra a pro­vín­cia do Bié, Hi­lá­rio Gui­lher­me, es­cla­re­ceu que o pro­jec­to de apoio à pro­gres­são so­ci­al in­se­re-se nos ob­jec­ti­vos do Exe­cu­ti­vo, no qua­dro do es­ta­be­le­ci­men­to de um qua­dro ge­ral do seg­men­to dos mais vul­ne­rá­veis.

O mu­ni­cí­pio de Ca­ta­bo­la, na pro­vín­cia do Bié, com cer­ca de 127 mil ha­bi­tan­tes, que se de­di­cam mai­o­ri­ta­ri­a­men­te à agri­cul­tu­ra, dis­ta 55 qui­ló­me­tros a Les­te da ci­da­de.

ED­SON FABRÍZIO|CUI­TO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.