Re­du­zi­ram cri­mes pra­ti­ca­dos por me­no­res

Jornal de Angola - - POLÍTICA - CAR­LOS PAU­LI­NO | Me­non­gue

O Tri­bu­nal Pro­vin­ci­al do Cuando Cubango re­gis­tou uma re­du­ção de pro­ces­sos cri­mes que en­vol­vem me­no­res de ida­de, in­for­mou on­tem o juiz pre­si­den­te in­te­ri­no, Jo­nes Pau­lo.

Ao in­ter­vir na aber­tu­ra da 3ª ses­são or­di­ná­ria da Co­mis­são Pro­vin­ci­al de co­or­de­na­ção ju­di­ci­al, Jo­nes Pau­lo re­fe­riu con­tu­do que a ques­tão cons­ti­tui ain­da uma pre­o­cu­pa­ção.

Por es­te fac­to, ape­lou aos pais e en­car­re­ga­dos de edu­ca­ção no sen­ti­do de con­ti­nu­a­rem a trans­mi­tir va­lo­res mo­rais, cí­vi­cos e cul­tu­rais aos fi­lhos pa­ra que no fu­tu­ro pos­sa­mos ter uma so­ci­e­da­de sa­dia.

O ma­gis­tra­do no­tou que o Tri­bu­nal Pro­vin­ci­al con­ti­nua a vi­ver di­fi­cul­da­des com o re­du­zi­do nú­me­ro de juí­zes e fun­ci­o­ná­ri­os da jus­ti­ça fa­ce à de­man­da pro­ces­su­al que a pro­vín­cia vi­ve. Há mui­to tem­po que não se pro­mo­ve con­cur­so pú­bli­co na pro­vín­cia pa­ra o in­gres­so de no­vos téc­ni­cos e os cin­co ma­gis­tra­dos ju­di­ci­ais não têm cor­res­pon­di­do ao nú­me­ro de pro­ces­sos cri­me. “Ur­ge re­for­çar ou com­pa­ti­bi­li­zar o nú­me­ro de ope­ra­do­res de jus­ti­ça na pro­vín­cia em fun­ção da de­man­da pro­ces­su­al, ten­do em con­ta o au­men­to do ín­di­ce de cri­mi­na­li­da­de que se re­gis­ta nos úl­ti­mos tem­pos, fa­ce o de­sen­vol­vi­men­to so­ci­o­e­co­nó­mi­co da re­gião”, de­fen­deu.

Os mem­bros da Co­mis­são Pro­vin­ci­al de co­or­de­na­ção ju­di­ci­al so­li­ci­ta­ram ao Go­ver­no Pro­vin­ci­al a cons­tru­ção ur­gen­te de um cen­tro de in­ter­na­men­to pa­ra do­en­tes men­tais, fa­ce ao cres­cen­te nú­me­ro de pes­so­as com es­te pro­ble­ma que de­am­bu­lam pe­las ar­té­ri­as da ci­da­de de Me­non­gue, al­guns dos qu­ais com ca­rac­te­rís­ti­cas de se­rem vi­o­len­tos.

A Co­mis­são re­co­men­dou que se fa­ça um re­gis­to de to­dos os do­en­tes men­tais que cir­cu­lam na ci­da­de de Me­non­gue e em to­da a pro­vín­cia pa­ra que pos­sam ser tra­ta­dos ou bem acom­pa­nha­dos. En­quan­to não hou­ver um cen­tro pa­ra o in­ter­na­men­to des­tes do­en­tes, os mem­bros que com­põem o ór­gão re­co­men­da­ram à Di­rec­ção Pro­vin­ci­al da Saú­de a fa­zer di­li­gên­ci­as pa­ra a cri­a­ção de um es­pa­ço de tra­ba­lho pa­ra dois téc­ni­cos que re­cen­te­men­te be­ne­fi­ci­a­ram de for­ma­ção pa­ra o tra­ta­men­to de pes­so­as com per­tur­ba­ções. Ou­tra re­co­men­da­ção foi di­ri­gi­da ao Ca­mi­nho-de-Fer­ro de Mo­çâ­me­des, no sen­ti­do de adop­tar me­di­das de se­gu­ran­ça efi­ca­zes no em­bar­que e de­sem­bar­que de pas­sa­gei­ros, por­que mui­tos des­ses do­en­tes são oriun­dos de ou­tras pro­vín­ci­as.

CAR­LOS PAU­LI­NO

Juiz pre­si­den­te in­te­ri­no do Tri­bu­nal Pro­vin­ci­al (à di­rei­ta) ori­en­tou en­con­tro de co­or­de­na­ção

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.