Gu­ar­di­o­la exal­ta Cruijff

Jornal de Angola - - DESPORTO -

Pep Gu­ar­di­o­la não con­si­de­ra jus­to o com­pa­ra­rem a Johan Cruijff, por­que pa­ra o ac­tu­al trei­na­dor do Man­ches­ter City o ho­lan­dês foi o me­lhor téc­ni­co da his­tó­ria do fu­te­bol. Cruijff fez o jo­go evo­luir e en­si­nou vá­ri­os trei­na­do­res, um de­les Gu­ar­di­o­la.“Es­que­çam. O me­lhor trei­na­dor foi o Cruijff, de lon­ge. O que ele fez é as­som­bro­so”, co­me­çou por di­zer, jus­ti­fi­can­do: “A in­fluên­cia de Cruijff foi enor­me e in­crí­vel. Ten­ta­mos fa­zer ape­nas o que ele nos en­si­nou. Não é com­pa­rá­vel a ne­nhum ou­tro, in­de­pen­den­te de tí­tu­los e con­quis­tas. O Johan era es­pe­ci­al. Não há ou­tro co­mo ele.”

“Ele foi úni­co, to­tal­men­te úni­co”, dis­se Gu­ar­di­o­la, na quin­ta-fei­ra, em Lon­dres e em ex­clu­si­vo ao The Gu­ar­di­an, no lan­ça­men­to da bi­o­gra­fia do téc­ni­co fa­le­ci­do em Mar­ço após uma lon­ga ba­ta­lha com um can­cro.As­sim, o trei­na­dor es­pa­nhol, que tra­ba­lhou du­ran­te vá­ri­os anos com Cruiff, não tem tam­bém dú­vi­das que não te­ria con­se­gui­do trei­nar o Bar­ce­lo­na, Bayern Mu­ni­que e Man­ches­ter City se não se ti­ves­se cru­za­do com o ho­lan­dês.“É gra­ças a ele. Eu não sa­bia na­da so­bre fu­te­bol, quan­do o co­nhe­ci abriu-se um no­vo mun­do. Ele en­si­nou du­as ge­ra­ções no mun­do do fu­te­bol a com­pre­en­der o jo­go”, jus­ti­fi­cou, re­ve­lan­do por­me­no­res so­bre os trei­nos: “Não fi­ca­va sen­ta­do, jo­ga­va con­nos­co e me­lhor do que nós. Não ex­pli­ca­va co­mo fa­zer as coi­sas, mos­tra­va. Ca­da trei­no era uma au­la.”

AFP

Téc­ni­co ho­lan­dês re­vo­lu­ci­o­nou a mo­da­li­da­de

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.