Fe­de­ra­ção pro­põe re­du­ção

Jornal de Angola - - DESPORTO - ANAXIMANDRO MA­GA­LHÃES |

A re­du­ção de 40 mi­nu­tos de jogo pa­ra 32 e a al­te­ra­ção de 12 pa­ra 10 jo­ga­do­res sen­ta­dos no ban­co de su­plen­tes, são al­gu­mas das vá­ri­as pro­pos­tas apre­sen­ta­das pe­la Fe­de­ra­ção In­ter­na­ci­o­nal de Bas­que­te­bol As­so­ci­a­do (FIBA), aos seus fi­li­a­dos, no qua­dro das mu­dan­ças a se­rem in­tro­du­zi­das a par­tir do pró­xi­mo ano.

Jo­ga­do de mo­do ofi­ci­al em 10 mi­nu­tos por ca­da um dos qua­tro pe­río­dos de jogo, a FIBA pro­põe que es­tes pas­sem a ser dis­pu­ta­dos em 8 mi­nu­tos ape­nas. Em An­go­la, o Cam­pe­o­na­to Na­ci­o­nal é jo­ga­do em 12 mi­nu­to por quar­to.

Pa­ra a li­mi­ta­ção do nú­me­ro de jo­ga­do­res, o or­ga­nis­mo que su­pe­rin­ten­de a mo­da­li­da­de da bo­la ao ces­to a ní­vel mun­di­al apon­ta a pro­mo­ção da com­pe­ti­ti­vi­da­de co­mo ra­zão fun­da­men­tal da pro­pos­ta pa­ra im­ple­men­ta­ção dos no­vos mol­des de dis­pu­ta.

Den­tre as vá­ri­as al­te­ra­ções pre­vis­tas, re­al­ce pa­ra a ex­ten­são da li­nha dos qua­tro pon­tos, a ajun­tar às já exis­ten­tes, a dos lan­ces li­vres, dois e três pon­tos.

Man­ter as par­ti­das sem­pre em rit­mo ace­le­ra­do, sem per­mi­tir aos adep­tos, pú­bli­co no ge­ral e te­les­pec­ta­do­res a per­da de in­te­res­se pe­lo jogo, é o ar­gu­men­to apre­sen­ta­do pa­ra a res­tri­ção de pe­di­dos de des­con­to de tempo, cu­ja du­ra­ção é de 1 mi­nu­to. Ao in­vés dos cin­co pe­di­dos, a Fe­de­ra­ção In­ter­na­ci­o­nal su­ge­re que se­jam fei­tos ape­nas qua­tro de 30 se­gun­dos ca­da um. O in­ter­va­lo mai­or de 15 mi­nu­tos po­de pas­sar pa­ra 10, e o des­can­so de dois mi­nu­tos re­gis­ta­do en­tre o fi­nal de um quar­to e o iní­cio do ou­tro es­tá su­ge­ri­do pa­ra um.

Nos Jo­gos Olímpicos, pa­ra aca­bar com o efei­to de der­ro­ta psi­co­ló­gi­ca na even­tu­a­li­da­de do quar­to clas­si­fi­ca­do ter de de­fron­tar na ron­da se­guin­te o pri­mei­ro, a ideia é sor­te­ar as 12 se­lec­ções apu­ra­das em três gru­pos, A, B e C, cons­ti­tuí­do ca­da um de­les por qua­tro equi­pas. Pa­ra a eta­pa pos­te­ri­or qua­li­fi­cam-se as oi­to me­lhor se­lec­ções e a se­guir é fei­to um no­vo sor­teio.

Con­tra­ri­a­men­te aos mas­cu­li­nos, as al­te­ra­ções não abran­gem nu­ma pri­mei­ra fa­se as se­lec­ções fe­mi­ni­nas. A FIBA ten­ci­o­na tor­nar o jogo fe­mi­ni­no mas atrac­ti­vo, ali­ci­an­te e de­sen­vol­vi­do pa­ra a mu­lher. Se­gun­do o se­cre­tá­rio-ge­ral da Fe­de­ra­ção An­go­la­na de Bas­que­te­bol (FAB), Tony So­fri­men­to, “as me­ni­nas, por exem­plo, jo­gam com a bo­la seis e os ra­pa­zes com a se­te. Por­tan­to, es­ta, tal co­mo a au­sên­cia de con­tac­to fí­si­co en­tre as jo­ga­do­ras, é uma das pro­pos­tas de me­lho­ria”.

No pró­xi­mo mês, os paí­ses ins­cri­tos de­vem re­gis­tar-se e anun­ci­ar o nú­me­ro de ins­ta­la­ções des­por­ti­vas, co­mo cam­pos, den­tre ou­tros re­qui­si­tos, ten­do em vis­ta os no­vos mol­des de dis­pu­ta e de apu­ra­men­to pa­ra o Cam­pe­o­na­to do Mun­do sé­ni­or mas­cu­li­no, a re­a­li­zar-se em 2019, na Re­pú­blia Po­pu­lar da Chi­na.

MIQUEIAS MACHANGONGO

Al­te­ra­ção vi­sa tor­nar o es­pec­tá­cu­lo mais atra­en­te pa­ra o pú­bli­co nos pa­vi­lhões e na te­le­vi­são

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.