Li­o­nel Mes­si e Ro­nal­do têm pa­res na ve­lo­ci­da­de

Jornal de Angola - - DESPORTO -

A alu­são já ti­nha si­do fei­ta pe­lo “pa­trão” do MotoGP, Car­me­lo Ez­pe­le­ta, mas Car­los ‘Ti­ri­ti’ Car­dús, vi­ce-cam­peão do mun­do de 250cc em 1990, com­pa­ra Marc Már­quez a Li­o­nel Mes­si e Va­len­ti­no Rossi a Cristiano Ro­nal­do.

O em­pre­sá­rio, co­nhe­ci­do por ser olhei­ro de pi­lo­tos, lem­bra qu­an­do Mar­quez des­per­tou a sua aten­ção pe­la pri­mei­ra vez: “Vi Már­quez no cir­cui­to de Can Pa­dró. Es­ta­va com o pai de­le e ti­nha se­te anos. Vi-o a ven­cer uma corrida e fi­quei im­pres­si­o­na­do pe­la sua for­ma de pi­lo­tar e va­ti­ci­nei que Marc se­ria cam­peão do mun­do”, re­cor­dou o olhei­ro, em de­cla­ra­ções à Mar­ca.

So­bre a per­so­na­li­da­de, “Ti­ri­ti” re­ve­la que “é um ra­paz sim­pá­ti­co mas um pou­co ca­ni­bal em pis­ta”. “Fo­ra é uma pes­soa nor­mal, mas na pis­ta que nin­guém se me­ta com ele. O ta­len­to de­le é ina­to”, re­al­çou.

O an­ti­go pi­lo­to fez de­pois uma com­pa­ra­ção com o mun­do do fu­te­bol. “Pa­ra mim, Marc Már­quez é o me­lhor. É o Mes­si das mo­tos. Jor­ge Lo­ren­zo é o Ney­mar e Va­len­ti­no Rossi é um pou­co co­mo Cristiano Ro­nal­do, há coi­sas que ele diz que não gos­to”, fi­na­li­zou.

E o pe­lo­tão pa­ra o Mun­di­al 2017 do MotoGP es­tá pra­ti­ca­men­te fe­cha­do com as mar­cas de fá­bri­ca já com os seus pi­lo­tos de­fi­ni­dos.

Já se sa­be que a mu­dan­ça do ano é a pas­sa­gem de Jor­ge Lo­ren­zo, o cam­peão do mun­do ces­san­te, da Ya­maha pa­ra a Du­ca­ti – com a en­tra­da de Ma­ve­rick Vi­nã­les na equi­pa ja­po­ne­sa ao la­do de Va­len­ti­no Rossi.

A gran­de no­vi­da­de é a es­treia da KTM na clas­se rai­nha do mo­to­ci­clis­mo. Com as en­tra­das de Johan Zar­co, ou Alex Rins, ou Jonas Fol­ger vindos do Mo­to2, es­tá tu­do pra­ti­ca­men­te de­fi­ni­do de uma pon­ta a ou­tra do pe­lo­tão.

Cal Crut­ch­low é que ain­da não sa­be com qu­em fa­rá du­pla na LCR Hon­da, equi­pa sa­té­li­te do fa­bri­can­te ja­po­nês. Pa­ra 2017 a Hon­da apos­ta em Marc Már­quez e Da­ni Pedrosa e Ya­maha em Va­len­ti­no Rossi e Ma­ve­rick Viña­les.

Lewis Ha­mil­ton es­tá 33 pon­tos atrás de Ni­co Ros­berg na lu­ta pe­lo tí­tu­lo mun­di­al de pi­lo­tos da For­mu­la 1, mas o pi­lo­to da Mer­ce­des ga­ran­te que irá “com tu­do” em ca­da uma das cor­ri­das que fal­tam pa­ra ter­mi­nar o cam­pe­o­na­to.

“Fal­tam qua­tro cor­ri­das pa­ra dar o má­xi­mo e é exac­ta­men­te is­so que ten­ci­o­no fa­zer. Tra­ta-se de apon­tar a to­dos os fins de se­ma­na de corrida com a má­xi­ma for­ça, ir com tu­do pa­ra ven­cer ca­da uma e ver o que acon­te­ce a par­tir daí. Não vou pou­par na­da”, ga­ran­tiu Ha­mil­ton nes­ta se­ma­na que já an­te­ce­de o GP do EUA de do­min­go.

E o pi­lo­to da Mer­ce­des con­fes­sa-se a cor­rer em ca­sa no Cir­cui­to das Amé­ri­cas: “Te­nho gran­de lem­bran­ças de Aus­tin, com três vi­tó­ri­as em qua­tro cor­ri­das e, cla­ro, o triun­fo do tí­tu­lo no ano pas­sa­do. É co­mo se os adep­tos ame­ri­ca­nos me ti­ves­sem adop­ta­do.”

Ni­co Ros­berg foi o mais con­ser­va­dor dos pi­lo­tos do to­po da gre­lha da Fór­mu­la 1 na es­co­lha dos pneus pa­ra o GP do Mé­xi­co, no fim-de-se­ma­na de 28 a 30 des­te mês.

O ale­mão da Mer­ce­des foi o úni­co dos mais rá­pi­dos a es­co­lher qua­tro jo­gos de pneus mé­di­os sen­do nes­te ca­so – e, ago­ra, con­tan­do com o to­tal dos 22 pi­lo­tos – ape­nas igua­la­do pe­los dois ho­mens da Re­nault: Jolyon Pal­mer e Ke­vin Mag­nus­sen.

Ha­mil­ton op­tou por me­nos um con­jun­to de mé­di­os e mais um de pneus ma­ci­os do que Ros­berg, mas am­bos os pi­lo­tos da Mer­ce­des têm cin­co su­per­ma­ci­os.

Os dois Red Bull e Se­bas­ti­an Vet­tel fi­ze­ram uma es­co­lha 3-4-6 (en­tre mé­di­os, ma­ci­os e su­per­ma­ci­os, res­pec­ti­va­men­te) com o ou­tro Fer­ra­ri, de Ki­mi Raik­ko­nen, a ar­ris­car mais com ape­nas dois jo­gos de pneus mé­di­os e cin­co ma­ci­os e seis su­per­ma­ci­os.

M MACHANGONGO

Pi­lo­to bri­tâ­ni­co da Mer­ce­des es­tá de­ci­di­do

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.