Áfri­ca do Sul aban­do­na TPI

Jornal de Angola - - PARTADA -

A Áfri­ca do Sul vai aban­do­nar o Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal (TPI), re­fe­re o Go­ver­no de Pre­tó­ria nu­ma car­ta en­vi­a­da à Or­ga­ni­za­ção das Na­ções Uni­das (ONU) di­vul­ga­da on­tem pe­la te­le­vi­são pú­bli­ca SABC. “A Re­pú­bli­ca da Áfri­ca do Sul re­ti­ra-se do TPI, uma de­ci­são que te­rá efei­to den­tro de um ano, a con­tar da da­ta da re­cep­ção des­ta car­ta pe­lo se­cre­tá­rio-ge­ral da ONU”, afir­ma a che­fe da di­plo­ma­cia sul-afri­ca­na.

A Áfri­ca do Sul vai aban­do­nar o Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal (TPI), re­fe­re o Go­ver­no de Pre­tó­ria nu­ma car­ta en­vi­a­da à Or­ga­ni­za­ção das Na­ções Uni­das (ONU) di­vul­ga­da on­tem pe­la te­le­vi­são pú­bli­ca SABC.

“A Re­pú­bli­ca da Áfri­ca do Sul re­ti­ra-se do TPI, uma de­ci­são que te­rá efei­to den­tro de um ano, a con­tar da da­ta da re­cep­ção des­ta car­ta pe­lo se­cre­tá­rio-ge­ral da ONU”, afir­ma a mi­nis­tra dos Ne­gó­ci­os Es­tran­gei­ros sul-afri­ca­na, Mai­te NKo­a­ma-Masha­ba­ne, na mis­si­va da­ta­da de quar­ta-fei­ra.

A Áfri­ca do Sul con­si­de­ra que as su­as obri­ga­ções re­la­ti­va­men­te à re­so­lu­ção pa­cí­fi­ca de con­fli­tos são por ve­zes in­com­pa­tí­veis com a in­ter­pre­ta­ção da­da pe­lo Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal”, es­cre­veu ain­da a go­ver­nan­te.

A de­ci­são se­gue-se a uma dis­pu­ta, no ano pas­sa­do, quan­do a Áfri­ca do Sul au­to­ri­zou o Pre­si­den­te do Su­dão, Omar al-Bashir, a vi­si­tar o país pa­ra uma Ci­mei­ra da União Afri­ca­na, ape­sar de o Che­fe de Es­ta­do en­fren­tar um man­da­do de cap­tu­ra do TPI.

A Áfri­ca do Sul dis­se que Bashir ti­nha imu­ni­da­de co­mo Pre­si­den­te de um Es­ta­do-mem­bro.

O TPI quer de­ter Bashir por ale­ga­dos cri­mes de gu­er­ra re­la­ci­o­na­dos com o con­fli­to na re­gião su­da­ne­sa de Dar­fur.

Já no iní­cio des­te mês, o Bu­run­di dis­se que se re­ti­ra­va do TPI, en­quan­to a Na­mí­bia e o Qué­nia tam­bém le­van­ta­ram es­sa pos­si­bi­li­da­de.

Al­guns go­ver­nos afri­ca­nos di­zem que o TPI tem um pre­con­cei­to pós-co­lo­ni­al con­tra os lí­de­res do con­ti­nen­te.

A con­cre­ti­zar-se a saí­da anun­ci­a­da, a Áfri­ca do Sul se­rá o pri­mei­ro país a aban­do­nar o Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal. Os Es­ta­dos Uni­dos as­si­na­ram o tra­ta­do de fun­da­ção do tri­bu­nal, mas nun­ca o ra­ti­fi­ca­ram. No prin­cí­pio des­te mês, o Par­la­men­to do Bu­run­di apro­vou por es­ma­ga­do­ra mai­o­ria - 94 vo­tos a fa­vor, 14 abs­ten­ções e dois con­tra - uma pro­pos­ta pa­ra re­ti­rar o país da al­ça­da do TPI.

Des­de o iní­cio dos seus tra­ba­lhos, em 2002, o TPI acu­sou for­mal­men­te de­ze­nas de pes­so­as por cri­mes co­me­ti­dos em oi­to paí­ses afri­ca­nos - Re­pú­bli­ca De­mo­crá­ti­ca do Con­go (RDC), Re­pú­bli­ca Cen­tro Afri­ca­na (RCA), Ugan­da, Su­dão (província de Dar­fur), Qué­nia, Lí­bia, Cos­ta do Mar­fim e Ma­li.

Lí­de­res de paí­ses afri­ca­nos não sig­na­tá­ri­os do Es­ta­tu­to de Ro­ma, co­mo Mu­am­mar Kadha­fi, da Lí­bia, e Omar al Bashir, do Su­dão, fo­ram jul­ga­dos por cri­mes con­tra a hu­ma­ni­da­de pe­lo TPI, que não con­se­guiu jul­gar lí­de­res de paí­ses oci­den­tais nas mes­mas cir­cuns­tân­ci­as, co­mo Ge­or­ge W. Bush, an­ti­go pre­si­den­te dos EUA, ou To­ni Blair, ex-pri­mei­ro-mi­nis­tro do Rei­no Uni­do, que for­ja­ram ar­gu­men­tos pa­ra in­va­dir o Ira­que e uma gu­er­ra sem aval da ONU que pro­vo­cou mi­lhões de mor­tes e afun­dou a an­ti­ga Ba­bi­ló­nia.

RO­GÉ­RIO TUTI

Mi­nis­tra dos Ne­gó­ci­os Es­tran­gei­ros da Áfri­ca do Sul Mai­te Nko­a­ma-Masha­ba­ne

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.