Me­nos ca­sos de abu­so se­xu­al nas es­co­las

Jornal de Angola - - SOCIEDADE - ANA PAU­LO |

Os ca­sos de abu­so se­xu­al nas es­co­las de Lu­an­da têm co­nhe­ci­do uma sig­ni­fi­ca­ti­va di­mi­nui­ção, dis­se on­tem o di­rec­tor do Ga­bi­ne­te da Edu­ca­ção da Pro­vin­ci­al.

An­dré Sou­sa re­fe­riu, na aber­tu­ra da pri­mei­ra Con­fe­rên­cia das Áre­as Ju­rí­di­cas do Sec­tor da Edu­ca­ção, que de­cor­re até sex­ta-fei­ra, em Lu­an­da, que es­te ano fo­ram re­gis­ta­dos ape­nas dois ca­sos que já me­re­ce­ram o de­vi­do tra­ta­men­to.

An­dré So­ma con­gra­tu­lou-se com a par­ti­ci­pa­ção mas­si­va de pro­fes­so­res e alu­nos na mar­cha con­tra a violência se­xu­al, re­a­li­za­da no úl­ti­mo sá­ba­do. e in­for­mou que a área Ju­rí­di­ca do Ga­bi­ne­te Pro­vin­ci­al de Edu­ca­ção tem si­do im­pla­cá­vel no tra­ta­men­to dos ca­sos de abu­so.

So­bre o Dia do Edu­ca­dor, que se as­si­na­la a 22 de No­vem­bro, An­dré So­ma dis­se que es­te ano não es­tão pro­gra­ma­das ac­ti­vi­da­des de mas­sas, de­vi­do à cri­se eco­nó­mi­ca que o país atra­ves­sa.

“O Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção não vai re­a­li­zar ac­ti­vi­da­des de mas­sas, mas sim lo­cais e mu­ni­ci­pais, de­ven­do as es­co­las re­a­li­zar pa­les­tras e con­fe­rên­ci­as so­bre a im­por­tân­cia do Dia do Edu­ca­dor.”

As ac­ti­vi­da­des alu­si­vas à da­ta de­cor­rem es­te ano sob o le­ma "Pe­la qua­li­fi­ca­ção pro­fis­si­o­nal do pro­fes­sor, ru­mo ao de­sen­vol­vi­men­to sus­ten­tá­vel de An­go­la”.A con­fe­rên­cia tem o ob­jec­ti­vo de im­ple­men­tar mai­or di­na­mis­mo e efi­ci­ên­cia na or­ga­ni­za­ção e fun­ci­o­na­men­tos das áre­as ju­rí­di­cas do sec­tor, es­ta­be­le­cer me­to­do­lo­gia de tra­ba­lho.

Em de­cla­ra­ções à im­pren­sa, no Hu­am­bo, on­de ava­li­ou o grau de exe­cu­ção das obras em cur­so na pro­vín­cia, Mpin­da Si­mão es­cla­re­ceu que o ma­te­ri­al co­mer­ci­a­li­za­do no mer­ca­do in­for­mal foi fur­ta­do nos ar­ma­zéns do mi­nis­té­rio e é cons­ti­tuí­do fun­da­men­tal­men­te por ma­nu­ais de Ci­ên­ci­as da Na­tu­re­za da 5.ª e 6.ª clas­ses e ou­tros equi­pa­men­tos que se des­ti­na­vam às bi­bli­o­te­cas es­co­la­res.

“O ma­te­ri­al di­dác­ti­co re­ti­ra­do do cir­cui­to le­gal en­con­tra­va-se em ar­ma­zéns e pre­su­me-se que a ac­ção con­tou com a co­ni­vên­cia de fun­ci­o­ná­ri­os do Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção”, es­cla­re­ceu.

Mpin­da Si­mão ga­ran­tiu que al­gum des­te ma­te­ri­al es­tá a ser re­cu­pe­ra­do pe­la Po­lí­cia Eco­nó­mi­ca pa­ra ser de­vol­vi­do ao Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção.

“Foi um acon­te­ci­men­to in­fe­liz, mas con­ta­mos com a co­la­bo­ra­ção da po­pu­la­ção e da Po­lí­cia Na­ci­o­nal na re­cu­pe­ra­ção des­te ma­te­ri­al”, dis­se o mi­nis­tro.

No­vas in­fra-es­tru­tu­ras

Du­ran­te a sua per­ma­nên­cia no Hu­am­bo, o mi­nis­tro da Edu­ca­ção vi­si­tou as obras das es­co­las Rei Li­von­gue, com 38 sa­las, de For­ma­ção Téc­ni­ca de Saú­de e do Ma­gis­té­rio Pri­má­rio, com 24 sa­las ca­da.

O mi­nis­tro exi­giu ri­gor e ce­le­ri­da­de na exe­cu­ção das obras e o cum­pri­men­to dos ter­mos con­tra­tu­ais. Mpin­da Si­mão anun­ci­ou pa­ra o pró­xi­mo ano lec­ti­vo a en­tre­ga de mais 68 sa­las pa­ra re­ce­ber mais de qua­tro mil alu­nos do I e II ci­clos.

O mi­nis­tro da Edu­ca­ção dis­se que a exe­cu­ção das obras da Es­co­la de For­ma­ção de Téc­ni­cos de Saú­de es­tá a 65 por cen­to e as do Ma­gis­té­rio Pri­má­rio a 58 por cen­to.

Lem­brou que as obras de­vi­am ser con­cluí­das no pri­mei­ro se­mes­tre des­te ano.

“Os em­prei­tei­ros têm to­do o ma­te­ri­al no país, mas dis­se­ram­nos que ape­nas po­dem es­tar con­cluí­das den­tro de seis ou oi­to me­ses”, re­al­çou. En­quan­to os es­ta­be­le­ci­men­tos não en­tram em fun­ci­o­na­men­to, os alu­nos vão con­ti­nu­ar a ocu­par as ins­ta­la­ções an­te­ri­o­res. O mi­nis­tro ma­ni­fes­tou-se sa­tis­fei­to com o cres­ci­men­to da re­de es­co­lar do en­si­no pri­má­rio a ní­vel da pro­vín­cia, o que per­mi­te, dis­se, uma ele­va­da in­ser­ção de crianças no sis­te­ma nor­mal de en­si­no, cu­jo apro­vei­ta­men­to es­tá aci­ma dos 60 por cen­to.

Nes­te âm­bi­to, o mi­nis­tro da Edu­ca­ção re­co­men­dou à Di­rec­ção Pro­vin­ci­al da Edu­ca­ção que pres­te aten­ção es­pe­ci­al ao en­si­no se­cun­dá­rio em to­dos os mu­ni­cí­pi­os.

JAIMAGEM.COM

An­ti­gos ma­nu­ais fo­ram rou­ba­dos dos ar­ma­zéns com a cum­pli­ci­da­de de fun­ci­o­ná­ri­os do Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção e a sua ven­da é cri­me

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.