Con­tas de Ros­berg pa­ra fi­car cam­peão

Jornal de Angola - - DESPORTO -

Ni­co Ros­berg é o úni­co pi­lo­to que de­pen­de só de si pa­ra po­der ser cam­peão do mun­do no fi­nal da épo­ca. Mas o ale­mão po­de ser já cam­peão no Mé­xi­co se ven­cer e Lewis Ha­mil­ton não fi­car pe­lo me­nos no no­no lu­gar.

A pos­si­bi­li­da­de de um tí­tu­lo pa­ra Ros­berg no Au­tó­dro­mo Her­ma­nos Ro­drí­guez é uma hi­pó­te­se, mas já é ma­te­ma­ti­ca­men­te pos­sí­vel. Por is­so, va­mos a con­tas.

Ros­berg es­tá na li­de­ran­ça do Mun­di­al com 331 pon­tos, Se ga­nhar no Mé­xi­co faz 356, com o má­xi­mo de 50 pon­tos pa­ra ob­ter nas du­as úl­ti­mas cor­ri­das que res­ta­rão.

Ora, Ha­mil­ton tem ago­ra 305 pon­tos e tem de fa­zer os dois pon­tos do no­no lu­gar no Mé­xi­co- se Ros­berg ven­cer - pa­ra fi­car com 307 e a di­fe­ren­ça pa­ra o ale­mão fi­car nos 49 pon­tos - com os tais 50 ain­da por dis­pu­tar nas du­as úl­ti­mas cor­ri­das.

Se Ha­mil­ton fi­zer ape­nas o úni­co pon­to do dé­ci­mo lu­gar no Mé­xi­co fi­ca com 306 pon­tos e Ros­berg com 356 (se ga­nhar) - o que dá uma di­fe­ren­ça de 50 pon­tos.

Ora, com es­sa di­fe­ren­ça, Ros­berg já é cam­peão, pois, po­de não pon­tu­ar qu­er no Bra­sil qu­er em Abu Dha­bi, mes­mo que Ha­mil­ton ven­ça as du­as cor­ri­das: am­bos os pi­lo­tos fi­ca­vam em­pa­ta­dos com 356 pon­tos e o de­sem­pa­te era pe­las clas­si­fi­ca­ções ao lon­go da épo­ca por or­dem de­cres­cen­te (a co­me­çar pe­lo nú­me­ro de triun­fos e as­sim su­ces­si­va­men­te pe­las po­si­ções em cor­ri­da).

E, nes­te ca­so de de­sem­pa­te por triun­fos, Ros­berg já tem uma van­ta­gem inal­can­çá­vel ca­so te­nha ven­ci­do no Mé­xi­co: o ale­mão faz a sua dé­ci­ma vi­tó­ria no cir­cui­to me­xi­ca­no, en­quan­to Ha­mil­ton ape­nas con­se­guiu a sé­ti­ma nos Es­ta­dos Uni­dos - e o in­glês só po­dia che­gar a um má­xi­mo de no­ve triun­fos, ga­nhan­do no Bra­sil e em Abu Dha­bi.

Tim Dun­can ven­ceu cin­co cam­pe­o­na­tos, tan­tos quan­to Ko­be Bryant. Fez du­pla com Da­vid Ro­bin­son e ain­da con­se­guiu ul­tra­pas­sar os re­gis­tos do Al­mi­ran­te em San An­to­nio O an­ti­go ba­se dos ca­li­for­ni­a­nos e o pos­te dos te­xa­nos são as prin­ci­pais au­sên­ci­as na NBA, que per­de du­as enor­mes es­tre­las e que di­vi­dem ao meio dez tí­tu­los de cam­peão.

Com­pa­veis, cla­ro, com a de Ke­vin Gar­nett, ape­sar de Bryant e Dun­can te­rem ga­nho mais e te­rem es­ta­do a vi­da in­tei­ra ao ser­vi­ço de uma só equi­pa. En­tre os re­for­ma­dos, des­ta­que ain­da pa­ra Ama­re Stou­da­mi­re, Mo Wil­li­ams e El­ton Brand que ter­mi­na­ram as res­pec­ti­vas car­rei­ras.

Hou­ve vá­ri­as mu­dan­ças fo­ra de cam­po, na NBA. Saú­da-se, por exem­plo, o re­gres­so de Tom Thi­bo­de­au. O an­ti­go trei­na­dor dos Chi­ca­go Bulls mo­veu-se um pou­co pa­ra nor­te e é ago­ra o He­ad Co­a­ch dos Min­ne­so­ta Tim­berwol­ves.

Os LA La­kers apos­ta­ram em Lu­ke Wal­ton, que de­pois de ser ad­jun­to de Ste­ve Kerr nos Gol­den Sta­te War­ri­ors vai ori­en­tar uma equi­pa que re­pre­sen­tou du­ran­te no­ve anos, en­quan­to Mi­ke D’An­tony vai le­var o seu fa­mo­so sis­te­ma de ata­que pa­ra Hous­ton. Em re­su­mo, um ter­ço das equi­pas mu­da­ram de trei­na­dor e co­me­çam com uma no­va ca­ra no ban­co.

A co­roa de LeB­ron

LeB­ron Ja­mes e os Cle­ve­land Ca­va­li­ers são os cam­peões em tí­tu­lo e pa­ra que King Ja­mes não per­ca a co­roa, os Cavs pre­fe­ri­ram não fa­zer gran­des al­te­ra­ções na equi­pa. Cla­ra­men­te fa­vo­ri­tos na Con­fe­rên­cia Es­te, é do ou­tro la­do do país que re­si­de a prin­ci­pal ame­a­ça. Des­de lo­go, os Gol­den Sta­te War­ri­ors que cho­ca­ram o mer­ca­do ao as­si­na­rem com Ke­vin Du­rant, ex-Oklaho­ma City Thun­ders, e a jun­tar du­as gi­gan­tes­cas es­tre­la nu­ma só equi­pa: ele e Stephen Cur­ry.

Ke­vin Du­rant, um dos me­lho­res mar­ca­do­res da Li­ga, nu­ma ima­gem que já não se re­pe­te e dei­xa uma gran­de in­cóg­ni­ta so­bre o que vai acon­te­cer em Oklaho­ma.

A mu­dan­ça de Du­rant foi a mais so­nan­te e até cho­can­te do ve­rão, mas não foi a úni­ca a cau­sar es­pan­to. Chi­ca­go viu um jo­ga­dor na­tu­ral da ci­da­de par­tir (Der­rick Ro­se mu­dou-se pa­ra os NY Knicks), mas foi bus­car ou­tro lo­cal a Mi­a­mi:

Dwya­ne Wa­de dei­xou os He­at pa­ra cum­prir o so­nho de jo­gar nos Bulls. A equi­pa de Il­li­nois foi ain­da bus­car Ra­jon Ron­do, o lí­der das as­sis­tên­ci­as em 2015/16.

Com Ro­se pa­ra os NY Knicks foi Jo­a­kim No­ah, ou­tro ex-Bulls, na­que­las que fo­ram as mu­dan­ças com mais im­pac­to me­diá­ti­co, às quais se jun­ta ain­da a ine­vi­tá­vel re­fe­rên­cia a Pau Ga­sol: o es­pa­nhol vai ser o su­ces­sor de Tim Dun­can nos Spurs.

Quem são os no­vos?

O Draft 2016 trou­xe Ben Sim­mons à NBA, co­mo pri­mei­ra es­co­lha. Nas­ci­do em Mel­bour­ne, vai jo­gar nos 76ers, de Fi­la­dél­fia, mas o azar ba­teu-lhe à por­ta. Ain­da na préé­po­ca le­si­o­nou-se gra­ve­men­te. As­sim, Buddy Hi­eld, Kris Dunn, Jo­el Em­bi­id, Ja­mal Mur­ray e Bran­don In­gram são no­mes que es­tão bem po­si­ci­o­na­dos pa­ra “ro­o­kie” do ano. Trin­ta equi­pas, 29 dos Es­ta­dos Uni­dos e uma do Ca­na­dá, en­tram em com­pe­ti­ção pe­lo tí­tu­lo. São di­vi­di­das por seis di­vi­sões em nú­me­ro igual e em du­as con­fe­rên­ci­as. No Es­te, os Cle­ve­land Ca­va­li­ers são cla­ra­men­te fa­vo­ri­tos e o res­to das equi­pas vai ten­tar en­cur­tar dis­tân­ci­as pa­ra o cam­peão em tí­tu­lo.

Já no Oes­te, as coi­sas são di­fe­ren­tes. Ape­sar de o fa­vo­ri­tis­mo cair em Gol­den Sta­te, há um mai­or equi­lí­brio na con­fe­rên­cia, com os Spurs, mes­mo sem Dun­can, a se­rem ain­da uma equi­pa a ter em con­ta.

A fi­nal mais ex­pec­tá­vel se­ria uma re­pe­ti­ção da an­te­ri­or, en­tre Cle­ve­land e Gol­den Sta­te. Mas as­sim que a bo­la for ao ar no Cle­ve­land Ca­va­li­ers-NY Knicks, o pri­mei­ro jo­go, tu­do po­de mu­dar de­vi­do a im­pre­vi­si­bi­li­da­de do des­por­to.

AFP

Ko­be Bryant co­lo­ca fim a uma car­rei­ra de du­as dé­ca­das ao ser­vi­ço da equi­pa do LA La­kers com cin­co tí­tu­los co­lec­ti­vos e vá­ri­os in­di­vi­du­ais

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.