Ca­va­li­ers ini­ci­am épo­ca com triun­fo

Jornal de Angola - - DESPORTO -

Foi uma fes­ta ines­que­cí­vel”, afir­mou LeB­ron Ja­mes, após o pri­mei­ro jo­go da épo­ca 2016/17, não pro­me­ten­do a re­va­li­da­ção do tí­tu­lo, mas ga­ran­tin­do que a equi­pa vai tra­ba­lhar mui­to pa­ra is­so.

Os Cle­ve­land Ca­va­li­ers ini­ci­a­ram na ter­ça-fei­ra a de­fe­sa do tí­tu­lo da NBA com um triun­fo, ao ba­te­rem em ca­sa os New York Knicks por 117-88, no dia em que re­ce­be­ram os anéis de cam­peões.

Em mais um dia de fes­te­jos pe­la con­quis­ta do pri­mei­ro cep­tro, os “Cavs” che­ga­ram ao in­ter­va­lo a ven­cer por ape­nas três pon­tos (48-45), mas, li­de­ra­dos por Ky­rie Ir­ving, dis­pa­ra­ram no ter­cei­ro pe­río­do (8264) e não mais fo­ram in­co­mo­da­dos.

Ky­rie Ir­ving foi o me­lhor mar­ca­dor do en­con­tro, ao ter­mi­nar com 29 pon­tos, com 12 em 22 nos “ti­ros” de cam­po, en­quan­to LeB­ron Ja­mes tam­bém ar­ran­cou em gran­de, ao seu ní­vel, com um “tri­plo du­plo” (19 pon­tos, 14 as­sis­tên­ci­as e 11 res­sal­tos).

Ke­vin Lo­ve, com 23 pon­tos e 12 res­sal­tos, es­te­ve igual­men­te em bom pla­no en­tre os an­fi­triões, tal co­mo o su­plen­te Ri­chard Jef­fer­son, que mar­cou 13 pon­tos.

Nos fo­ras­tei­ros, Car­me­lo Anthony, que co­me­çou mui­to bem o jo­go, foi o me­lhor, com 19 pon­tos.

O 1.º de Agos­to e o AS Onea do Bur­ki­na Fa­so de­ci­dem ho­je, às 15h00, a pre­sen­ça nas mei­as-fi­nais da 38.ª edi­ção da Ta­ça dos Clu­bes Cam­peões em an­de­bol sé­ni­or fe­mi­ni­no, pro­va con­ti­nen­tal que se dis­pu­ta até do­min­go na ci­da­de de Ou­ga­do­gou.

Ape­sar de jo­ga­rem com a equi­pa an­fi­triã, as mi­li­ta­res são fa­vo­ri­tas ao triun­fo. A jul­gar pe­las as­si­me­tri­as en­tre as du­as for­ma­ções e o de­sem­pe­nho das agos­ti­nas na fa­se pre­li­mi­nar, Fi­li­pe Cruz e pu­pi­las, sem gran­de es­for­ço, vão ca­rim­bar o pas­se pa­ra a meia-fi­nal.

Pa­ra ga­ran­tir pre­sen­ça nos quar­tos-de-fi­nal, o 1.º de Agos­to ter­mi­nou na pri­mei­ra po­si­ção do Gru­po B, com oi­to pon­tos, re­sul­ta­do de qua­tro vi­tó­ri­as, em igual nú­me­ro de jo­gos. O As Onea do Bur­ki­na Fa­so ter­mi­nou na cau­da do Gru­po A, sem qu­al­quer pon­to. Pa­ra as bur­ki­na­bes re­co­men­da-se a apos­ta na de­fe­sa, pa­ra não se­rem der­ro­ta­das por uma mar­gem con­si­de­rá­vel de go­los. Ao con­jun­to da ca­sa fal­tam ar­gu­men­tos téc­ni­cos e tác­ti­cos, pa­ra tra­var a equi­pa ad­ver­sá­ria.

As agos­ti­nas, que per­se­guem o ter­cei­ro tro­féu con­se­cu­ti­vo, têm mais uma opor­tu­ni­da­de pa­ra pas­se­ar clas­se na pro­va de clu­bes. On­tem, a com­pe­ti­ção re­gis­tou pau­sa ge­ral. As co­man­da­das de Fi­li­pe Cruz apro­vei­ta­ram o dia, pa­ra re­tem­pe­rar ener­gi­as e tra­çar es­tra­té­gi­as pa­ra a fa­se se­guin­te.

Na eta­pa pre­li­mi­nar da pro­va, o 1.º de Agos­to der­ro­tou o Asel do Con­go-Braz­za­vil­le, por 31-19, (13-11, ao in­ter­va­lo), o TKC dos Ca­ma­rões, por 36-19 (20-7), o Ban­da­ma da Cos­ta do Mar­fim 4418 (24-10) e Nai­ro­bi Wat­ter do Qué­nia, por 48-19 (25-11).

As mi­li­ta­res mar­ca­ram 159 go­los, so­fre­ram 75 e pro­du­zi­ram um sal­do po­si­ti­vo de 84, nú­me­ros que evi­den­ci­am a su­pe­ri­o­ri­da­de da equi­pa an­go­la­na, que tem gran­des hi­pó­te­ses de al­can­çar a me­ta tra­ça­da.

Ain­da ho­je, o ASEl do Con­goB­raz­za­vil­le me­de for­ças com o As­pac do Be­nim, o TKC dos Ca­ma­rões de­fron­ta o Mi­kishi do Con­go De­mo­crá­ti­co, en­quan­to o Nai­ro­bi Wat­ter do Qué­nia jo­ga com o FAP dos Ca­ma­rões. O de­sa­fio en­tre o TKC dos Ca­ma­rões e o Mi­kishi é o mais equi­li­bra­do do dia.

O se­lec­ci­o­na­dor na­ci­o­nal de ci­clis­mo, Car­los Araú­jo “Ce­cé”, con­si­de­ra que a pre­sen­ça de cin­co atle­tas an­go­la­nos no Cen­tro de Al­to Ren­di­men­to, lo­ca­li­za­do na Áfri­ca do Sul, até 20 de No­vem­bro, pa­ra um es­tá­gio, re­pre­sen­ta um gran­de ga­nho pa­ra a mo­da­li­da­de no país.

Da­das as es­pe­ci­fi­ci­da­des da aca­de­mia, que é uma das fi­li­ais dos Cen­tros Mun­di­ais de Ci­clis­mo, na lo­ca­li­da­de sul afri­ca­na de Pot­chesf­tro­om, des­ti­na-se a do­tar os ci­clis­tas de re­fe­rên­cia, vin­dos das va­ri­as par­tes do glo­bo, de téc­ni­cas que per­mi­tam evo­luir per­ma­nen­te­men­te.

Além da ver­ten­te com­pe­ti­ti­va, os ins­tru­to­res ava­li­am o com­por­ta­men­to in­di­vi­du­al, so­ci­al e a ca­pa­ci­da­de fí­si­ca de ca­da atle­ta. O gru­po, que se en­con­tra na Áfri­ca do Sul des­de o pas­sa­do dia 16, é com­pos­to pe­los cam­peões na­ci­o­nais de es­tra­da de vá­ri­os es­ca­lões etá­ri­os, to­dos afec­tos ao Ben­fi­ca de Lu­an­da. São eles: Dá­rio An­tó­nio, cam­peão na­ci­o­nal de Eli­te, Má­rio de Car­va­lho, de sub-20, Bru­no de Car­va­lho, de juniores e o de Ca­de­tes, Mau­ro Ri­car­do

“Um atle­ta que con­si­ga reu­nir es­tes três re­qui­si­tos, sem som­bra de dú­vi­da, tem um gran­de po­ten­ci­al pa­ra en­trar no mun­do do ci­clis­mo pro­fis­si­o­nal. Se al­guns fi­ca­rem por lá, ga­nha o ci­clis­mo an­go­la­no. O fac­to de ter­mos lá cin­co atle­tas já é uma gran­de vi­tó­ria. O que to­dos de­se­ja­mos é ter uma equi­pa nos­sa na mais al­ta ro­da do ci­clis­mo mun­di­al”, su­bli­nhou o se­lec­ci­o­na­dor.

Os ci­clis­tas an­go­la­nos têm o re­gres­so a Lu­an­da pre­vis­to pa­ra 21 de No­vem­bro. Um dia an­tes com­pe­tem no “Mo­men­tum 94.7 Cy­cle Chal­len­ge”, na­que­la que é a úl­ti­ma com­pe­ti­ção do es­tá­gio, no Cen­tro Mun­di­al de Al­to Ren­di­men­to de Pot­chesf­tro­om.

Car­los Araú­jo afir­mou que nos seus 35 anos de ci­clis­mo, nun­ca hou­ve na his­tó­ria da mo­da­li­da­de uma opor­tu­ni­da­de co­mo es­ta, com um nú­me­ro de atle­tas tão ex­pres­si­vo num Cen­tro de Al­to Ren­di­men­to, ten­do ain­da des­ta­ca­do os con­tac­tos fei­tos pe­lo ór­gão rei­tor do ci­clis­mo.

“Foi gra­ças ao tra­ba­lho das pes­so­as que di­ri­gem os des­ti­nos da fe­de­ra­ção, não há dú­vi­das . Bre­ve­men­te vai ha­ver elei­ções. Es­pe­ro que quem ve­nham a as­su­mir o car­go, te­nha em con­ta o tra­ba­lho fei­to an­te­ri­or­men­te, e pri­me pe­la con­ti­nui­da­de”, sa­li­en­tou.

Se­gun­do Car­los Araú­jo, si­tu­a­ções do pas­sa­do le­vam-no a te­mer que vol­tem a ocor­rer, sem­pre que um no­vo elen­co to­me pos­se na Fe­de­ra­ção An­go­la­na de Ci­clis­mo (FA­CI).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.