Gel­son al­can­ça Ama­ral Alei­xo e Flá­vio

ATA­CAN­TE CHE­GA AOS 23 GO­LOS “Abo­no de fa­mí­lia” da equi­pa do 1.º de Agos­to ame­a­ça o re­cor­de de Al­ves

Jornal de Angola - - DESPORTO - AMÂNDIO CLE­MEN­TE |

Gel­son, ata­can­te do 1º de Agos­to, que li­de­ra a lis­ta dos me­lho­res mar­ca­do­res do Cam­pe­o­na­to Na­ci­o­nal de Futebol da pri­mei­ra di­vi­são, Gi­ra­bo­la, igua­lou as mar­cas de Ama­ral Alei­xo e Flá­vio Ama­do, com os dois go­los apon­ta­dos no do­min­go na go­le­a­da (1-6) apli­ca­da ao In­ter­clu­be, em de­sa­fio da 28.ª jor­na­da.

O ata­can­te, ca­so vol­te a mar­car nas du­as jor­na­das que res­tam pa­ra o fi­nal do cam­pe­o­na­to, po­de tor­nar­se no se­gun­do me­lhor mar­ca­dor de sem­pre da com­pe­ti­ção, atrás de Car­los Al­ves, de­ten­tor do re­cor­de de 29 go­los des­de 1980.

Pa­ra igua­lar ou su­pe­rar a mar­ca de Car­los Al­ves, Gel­son tem de mar­car seis ou mais go­los, ta­re­fa qua­se im­pos­sí­vel em dois jo­gos, pe­lo que não vai ser des­ta, cer­ta­men­te, que o re­cor­de cai.

Na pró­xi­ma jor­na­da, o 1º de Agos­to de­fron­ta o ASA, num jo­go em que o ata­can­te po­de vol­tar a fa­zer o “gos­to ao pé” e des­fa­zer a par­ce­ria com Ama­ral e Flá­vio, além de re­du­zir a des­van­ta­gem em re­la­ção a Car­los Al­ves.

Em vin­te anos de dis­pu­ta, de 1996 a 2016, ape­nas qua­tro ar­ti­lhei­ros do Gi­ra­bo­la con­se­gui­ram che­gar à fas­quia dos 20 go­los, no­me­a­da­men­te Flá­vio Ama­do (2001), San­ta­na (2008), Lo­ve Ka­bun­gu­la (2011) e Meyong (2013).

As pi­o­res fas­qui­as de to­dos os tem­pos acon­te­ce­ram em 1997 e 2003. Zé Ne­li, do Pe­tro do Hu­am­bo, sa­grou-se me­lhor mar­ca­dor em 1997, com ape­nas 12 go­los mar­ca­dos, os mes­mos de An­dré, do In­ter­clu­be, em 2001, dois a me­nos que Ya­no, do Pro­gres­so do Sam­bi­zan­ga, na épo­ca pas­sa­da.A ter­cei­ra me­lhor mar­ca per­ten­ce a Je­sus que, na épo­ca de 1984, apon­tou pa­ra os “tri­co­lo­res” da ca­pi­tal vin­te e dois go­los.

Dois anos an­tes já ha­via atin­gi­do os 21 ten­tos. Ma­lu­ca (1º de Maio de Ben­gue­la, em 1981), Tú­bia (In­ter­clu­be, em 1986), Ma­vó (Fer­ro­viá­rio da Huí­la, em 1987), Ama­ral (Pe­tro de Lu­an­da, em 1992), San­ta­na (Pe­tro de Lu­an­da, em 2008), Lo­ve Ca­bun­gu­la (Pe­tro de Lu­an­da, em 2011) e Meyong (Ka­bus­corp do Pa­lan­ca, em 2013) são ou­tros ven­ce­do­res da Bo­ta de Ou­ro que che­ga­ram aos vin­te go­los no fi­nal do Cam­pe­o­na­to Na­ci­o­nal.

Na lis­ta de ven­ce­do­res da Bo­la de Ou­ro ins­cre­ve­ram ain­da os seus no­mes João Ma­cha­do (18 go­los, em 1979), Ma­nu­el (16, em 1988), An­dré (18, em 1989), Mo­na (17, em 1990), Ser­gi­nho (14, em 1993), Ka­bon­go (16, em 1994), Ser­gi­nho (19, em 1995), Cé­sar Ca­ná (15, em 1996), Be­ti­nho (14, em 1998), Isa­ac (16, em 1999), Blan­chard (19, em 2000), Flá­vio (16, em 2002), Lo­ve Ka­bun­gu­la (17 e 13, res­pec­ti­va­men­te em 2004 e 2005), Ma­nu­cho Gon­çal­ves (16 e 14, em 2006 e 2007), Da­vid (19, em 2008), Mpe­lem­pe­le (14, em 2010), Ya­no (14, em 2012), Meyong (17, em 2014) e Ya­no (13, em 2015).

VI­GAS DA PU­RI­FI­CA­ÇÃO

Avan­ça­do po­de ser o me­lhor se­gun­do go­le­a­dor da his­tó­ria da com­pe­ti­ção ca­so mar­que nos pró­xi­mos jo­gos com o ASA e Pe­tro de Lu­an­da

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.