Go­ver­na­dor qu­er au­men­to da pro­du­ção

Jornal de Angola - - DESPORTO - NILZA MASSANGO |

Os cam­po­ne­ses do mu­ni­cí­pio do Ico­lo e Ben­go, em es­pe­ci­al da po­vo­a­ção do Guim­be, re­ce­be­ram se­men­tes, fer­ti­li­zan­tes e ou­tros equi­pa­men­tos que vão per­mi­tir o au­men­to da pro­du­ção no ano agrí­co­la 2016/2017, cu­ja aber­tu­ra na pro­vín­cia de Lu­an­da acon­te­ceu on­tem.

A po­vo­a­ção do Guim­be, a oi­to qui­ló­me­tros de Ca­te­te, mu­ni­cí­pio do Ico­lo e Ben­go, aco­lheu a ce­ri­mó­nia de aber­tu­ra da cam­pa­nha agrí­co­la na pro­vín­cia, com a ex­po­si­ção de pro­du­tos agro-pe­cuá­ri­os, pis­ca­tó­ri­os e equi­pa­men­tos agrí­co­las. O ac­to foi pre­si­di­do pe­lo go­ver­na­dor Hi­gi­no Car­nei­ro.

Em fa­ce das di­fi­cul­da­des que os agri­cul­to­res en­fren­tam, o Go­ver­no Pro­vin­ci­al de Lu­an­da fez a en­tre­ga de pro­du­tos e equi­pa­men­tos, des­de bom­bas de água, se­men­tes, fer­ti­li­zan­tes, en­xa­das, bi­ci­cle­tas, ca­ta­nas e ou­tros uten­sí­li­os de tra­ba­lho pa­ra dar um im­pul­so à ac­ti­vi­da­de agrí­co­la no mu­ni­cí­pio, es­pe­ci­al­men­te na po­vo­a­ção do Guim­be, uma lo­ca­li­da­de com gran­de po­ten­ci­al agrí­co­la. Hi­gi­no Car­nei­ro de­sa­fi­ou os mu­ni­cí­pi­os da pro­vín­cia de Lu­an­da a tra­ba­lha­rem de ma­nei­ra a ver qu­em pro­duz mais nes­te ano agrí­co­la e tor­nar-se uma re­fe­rên­cia pa­ra a pro­vín­cia e pa­ra o país em ge­ral. Re­fe­riu ha­ver na pro­vín­cia de Lu­an­da mais de um mi­lhão de hec­ta­res de ter­ra dis­po­ní­veis pa­ra a agri­cul­tu­ra e que o Go­ver­no es­tá a apre­sen­tar o seu pro­gra­ma e pla­no de de­sen­vol­vi­men­to de ma­nei­ra a atrair in­ves­ti­do­res na­ci­o­nais e es­tran­gei­ros.

Com o apoio dos ser­vi­ços da Agri­cul­tu­ra e com a di­nâ­mi­ca das ad­mi­nis­tra­ções mu­ni­ci­pais, Hi­gi­no Car­nei­ro ape­lou aos cam­po­ne­ses, co­o­pe­ra­ti­vas e as­so­ci­a­ções a tra­ba­lha­rem em prol do al­to ren­di­men­to, do au­men­to da pro­du­ção e da qua­li­da­de dos pro­du­tos pa­ra mi­ti­gar os pro­ble­mas ali­men­ta­res.

So­bre a ti­tu­la­ri­da­de e apro­vei­ta­men­to de ter­re­nos, o go­ver­na­dor de Lu­an­da ape­lou ao bom sen­so da po­pu­la­ção pa­ra que dei­xem cul­ti­var os cam­pos, pois é des­te mo­do que se con­se­gue o de­sen­vol­vi­men­to das co­mu­ni­da­des, re­cei­tas pa­ra cons­truir es­co­las, pos­tos de saú­de, es­tra­das e me­lho­rar as con­di­ções de ha­bi­ta­bi­li­da­de. O mu­ni­cí­pio do Ico­lo e Ben­go tem 27 co­o­pe­ra­ti­vas agrí­co­las que nes­te ano têm co­mo me­ta pro­du­zir mais de 120 mil to­ne­la­das de pro­du­tos di­ver­sos. A as­so­ci­a­ção agrí­co­la Kis­san­gue­la do Guim­be, com 254 as­so­ci­a­dos, pre­vê cul­ti­var cer­ca de 43 hec­ta­res, dos 100 que pos­sui. Ape­sar das di­fi­cul­da­des, re­sul­tan­tes da fal­ta de trac­to­res e ou­tros equi­pa­men­tos pa­ra a pre­pa­ra­ção do ter­re­no, a as­so­ci­a­ção es­tá op­ti­mis­ta qu­an­to ao au­men­to da sua pro­du­ção es­te ano. Cons­ta da sua pro­du­ção, en­tre ou­tros, hor­ta­li­ças di­ver­sas, re­po­lho, mi­lho, ba­ta­ta-do­ce e pra­ti­ca tam­bém a pe­cuá­ria com des­ta­que pa­ra a cri­a­ção de ga­li­nhas, ca­bri­tos e por­cos, sem es­que­cer a pes­ca ar­te­sa­nal.

O go­ver­na­dor de Lu­an­da acre­di­ta que o mu­ni­cí­pio do Ico­lo e Ben­go po­de ser uma re­fe­rên­cia na pro­vín­cia no do­mí­nio da agro­pe­cuá­ria, pois tem to­das as con­di­ções, des­de ter­ras e mui­ta água. “Fi­ca­mos a sa­ber que é o mu­ni­cí­pio da Qui­ça­ma que for­ne­ce a mai­or par­te dos pro­du­tos hor­tí­co­las que ali­men­tam o mer­ca­do do qui­ló­me­tro 30 e não o Ico­lo e Ben­go. Por is­so, que­ro ver uma com­pe­ti­ção en­tre to­dos os mu­ni­cí­pi­os da pro­vín­cia pa­ra ver qu­em pro­duz mais nes­te ano agrí­co­la”, de­sa­fi­ou.

O di­rec­tor-ge­ral da Or­ga­ni­za­ção Mun­di­al do Co­mér­cio es­tá no Ma­li e se­gue de­pois pa­ra o Be­nin, pa­ra de­ba­tes so­bre o sec­tor do al­go­dão em Áfri­ca. Ro­ber­to Aze­ve­do par­ti­ci­pa nu­ma reu­nião do C-4, o gru­po de paí­ses ex­por­ta­do­res de al­go­dão, pa­ra dis­cu­tir vá­ri­os te­mas de im­por­tân­cia co­mer­ci­al. Es­tá ain­da agen­da­da uma reu­nião com os mi­nis­tros do Co­mér­cio do blo­co. In­te­gram tam­bém o gru­po C-4 o Be­nin, Bur­ki­na Fa­so e o Cha­de.

A em­pre­sa bri­tâ­ni­ca de te­le­co­mu­ni­ca­ções Vo­da­fo­ne foi mul­ta­da em 4,6 mi­lhões de li­bras, pe­lo re­gu­la­dor bri­tâ­ni­co do sec­tor, a Of­com. Em cau­sa es­tão fa­lhas no aten­di­men­to ao cli­en­te. O re­gu­la­dor bri­tâ­ni­co es­pe­ci­fi­ca que a mul­ta re­sul­ta de du­as in­ves­ti­ga­ções. Nu­ma, fo­ram iden­ti­fi­ca­dos 10.452 cli­en­tes de car­tões pré-pa­gos cu­jos car­re­ga­men­tos não fo­ram de­vi­da­men­te cre­di­ta­dos. Es­tes cli­en­tes fo­ram le­sa­dos num to­tal de 150 mil li­bras, ao lon­go de um pe­río­do de 17 me­ses.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.