Jor­na­das Ci­en­tí­fi­cas da FESA re­co­men­dam in­dus­tri­a­li­za­ção

Jornal de Angola - - PARTADA - GABRIEL BUNGA |

O mi­nis­tro dos Trans­por­tes, Au­gus­to To­más, afir­mou on­tem, em Lu­an­da, que o Exe­cu­ti­vo co­lo­cou a in­dus­tri­a­li­za­ção no le­que de pri­o­ri­da­des do pro­gra­ma de cres­ci­men­to eco­nó­mi­co do país. “A in­dus­tri­a­li­za­ção mar­ca a ter­cei­ra fa­se do processo de cres­ci­men­to eco­nó­mi­co do país e vi­sa al­can­çar as me­tas do pro­gra­ma “An­go­la 20125”, dis­se o mi­nis­tro, no en­cer­ra­men­to das XX jor­na­das téc­ni­co-ci­en­tí­fi­cas da Fun­da­ção Edu­ar­do dos San­tos (Fesa), aber­tas ter­ça-fei­ra, em Lu­an­da.

Au­gus­to To­más dis­se que, pa­ra se al­can­çar a in­dus­tri­a­li­za­ção do país, de­vem ser con­cre­ti­za­dos os pro­jec­tos de ex­pan­são das re­des de trans­por­te e de lo­gís­ti­ca e mo­der­ni­zar os sec­to­res pro­du­ti­vo e pri­má­rio da economia. O mi­nis­tro de­fen­deu ain­da a exe­cu­ção de pro­jec­tos, que per­mi­tam o for­ne­ci­men­to de ma­té­ri­as-pri­mas pa­ra as in­dús­tri­as agro-ali­men­ta­res, acres­cen­tan­do que o au­men­to da pro­du­ção na­ci­o­nal vai per­mi­tir a subs­ti­tui­ção de im­por­ta­ções e pro­mo­ver as ex­por­ta­ções. Sa­li­en­tou que a con­cre­ti­za­ção da es­tra­té­gia pa­ra a saí­da da cri­se vai per­mi­tir al­can­çar a sa­tis­fa­ção das ne­ces­si­da­des co­lec­ti­vas do país e me­lho­rar a qua­li­da­de de vi­da dos ci­da­dãos.

Au­gus­to To­más fez uma re­se­nha his­tó­ri­ca dos prin­ci­pais ga­nhos da paz, so­bre­tu­do, nos do­mí­ni­os ro­do­viá­rio, fer­ro­viá­rio e ae­ro­por­tuá­rio e apon­tou os avan­ços re­gis­ta­dos nos sec­to­res da Ener­gia e Águas, Te­le­co­mu­ni­ca­ções e Tec­no­lo­gi­as de In­for­ma­ção.

Os par­ti­ci­pan­tes às jor­na­das téc­ni­co-ci­en­tí­fi­cas da Fesa con­cluí­ram que o cli­ma de paz e o nor­mal fun­ci­o­na­men­to das ins­ti­tui­ções ga­ran­tem o de­sen­vol­vi­men­to eco­nó­mi­co e so­ci­al do país.

No co­mu­ni­ca­do fi­nal li­do pe­lo cu­ra­dor da Fesa, Ma­nu­el da Sil­va, os par­ti­ci­pan­tes re­co­men­dam a ne­ces­si­da­de de con­ti­nu­ar-se a tra­ba­lhar pa­ra a con­so­li­da­ção da paz e re­con­ci­li­a­ção na­ci­o­nal, sa­li­en­tan­do que os par­ti­dos po­lí­ti­cos são de­ter­mi­nan­tes pa­ra a cons­ci­en­ci­a­li­za­ção dos mi­li­tan­tes e da po­pu­la­ção em ge­ral. “A re­con­ci­li­a­ção e a uni­da­de na­ci­o­nal de­vem co­me­çar pe­las li­de­ran­ças”, re­al­ça o co­mu­ni­ca­do saí­do das jor­na­das ci­en­tí­fi­cas, que de­cor­re­ram sob o le­ma “Ex­pe­ri­ên­ci­as de An­go­la nos pro­ces­sos de re­con­ci­li­a­ção na­ci­o­nal, re­cons­tru­ção e rein­ser­ção so­ci­al”.

VIGAS DA PURIFICAÇÃO

Mi­nis­tro dos Trans­por­tes Au­gus­to To­más

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.