Exe­cu­ti­vo re­for­ça for­ne­ci­men­to de luz eléc­tri­ca e água po­tá­vel

Mais uma cen­tral tér­mi­ca é ins­ta­la­da em bre­ve na zo­na do Dan­go pa­ra be­ne­fi­ci­ar mi­lha­res de fa­mí­li­as

Jornal de Angola - - PARTADA - ESTÁCIO CAMASSETE |

Mais de 20 mil fa­mí­li­as da pro­vín­cia do Huambo vão be­ne­fi­ci­ar de ener­gia eléc­tri­ca, nos pró­xi­mos me­ses, com a ins­ta­la­ção de uma no­va cen­tral tér­mi­ca, na zo­na da Dan­go, com ca­pa­ci­da­de pa­ra 50 me­gawatts, anun­ci­ou quin­ta-fei­ra o di­rec­tor lo­cal da Em­pre­sa Na­ci­o­nal de Dis­tri­bui­ção de Ener­gia (ENDE).

Noé Mo­ta avan­çou que a cen­tral tér­mi­ca, que vai aju­dar a co­brir o ac­tu­al dé­fi­ce de ener­gia exis­ten­te, é cons­truí­do no qua­dro dos no­vos pro­jec­tos de­se­nha­dos pa­ra re­for­çar e me­lho­rar o for­ne­ci­men­to de ener­gia e água às po­pu­la­ções.

Ao fa­lar no ter­mo de uma vi­si­ta do se­cre­tá­rio de Es­ta­do da Ener­gia e Águas, Jo­a­quim Ven­tu­ra, que ava­li­ou o an­da­men­to de obras do sec­tor no Huambo, o di­rec­tor lo­cal do ENDE in­for­mou que a pro­vín­cia re­gis­ta uma res­tri­ção de ener­gia na or­dem dos 17 me­gawatts, nu­ma al­tu­ra em que a ci­da­de do Huambo pre­ci­sa de 50 me­gawatts, is­to, sem con­tar com ne­ces­si­da­des das in­dús­tri­as.

Ac­tu­al­men­te, dis­se o res­pon­sá­vel, a ca­pa­ci­da­de que re­ce­be a ci­da­de não che­ga a 30 me­gawatts, dai a ne­ces­si­da­de de se au­men­tar ur­gen­te­men­te a ca­pa­ci­da­de de for­ne­ci­men­to de ener­gia, pa­ra be­ne­fi­ci­ar tam­bém os bair­ros pe­ri­fé­ri­cos.

Sem es­pe­ci­fi­car uma da­ta pa­ra o iní­cio da exe­cu­ção das obras da mon­ta­gem da no­va cen­tral tér­mi­ca, Noé Ma­ta in­for­mou que o pro­jec­to se en­qua­dra no pro­gra­ma do Go­ver­no lo­cal que vi­sa cri­ar fon­tes al­ter­na­ti­vas à bar­ra­gem do Go­ve, que apre­sen­ta pro­ble­mas re­la­ci­o­na­dos com a po­tên­cia.

O di­rec­tor pro­vin­ci­al da ENDE ex­pli­cou que es­tão em cur­so as obras de mon­ta­gem de 20 mil li­ga­ções do­mi­ci­li­a­res e de ins­ta­la­ção de cer­ca de cem pos­tos de trans­for­ma­ção, no âm­bi­to da li­nha de fi­nan­ci­a­men­to da Chi­na, as­sim co­mo con­ti­nu­am as obras de subs­ti­tui­ção do sis­te­ma pós-pa­go.

No do­mí­nio da ilu­mi­na­ção pú­bli­ca, Noé Ma­ta ga­ran­tiu que a ins­ti­tui­ção vai con­ti­nu­ar a dar su­por­te téc­ni­co à Ad­mi­nis­tra­ção Mu­ni­ci­pal do Huambo, no sen­ti­do de man­ter as ar­té­ri­as da ci­da­de me­lhor ilu­mi­na­das.

Água po­tá­vel

Qu­an­to à água, Noé Ma­ta dis­se que a ac­tu­al es­ta­ção de abas­te­ci­men­to fun­ci­o­na ape­nas 18 ho­ras por dia, de­vi­do às cons­tan­tes in­ter­rup­ções no for­ne­ci­men­to de ener­gia eléc­tri­ca.

O di­rec­tor pro­vin­ci­al ga­ran­tiu que gra­ças a um pla­no co­or­de­na­do com a ENDE, es­ta si­tu­a­ção po­de ser nor­ma­li­za­da den­tro em bre­ve.

Quan­do vol­tar ao fun­ci­o­na­men­to ple­no, a es­ta­ção de cap­ta­ção de água do rio Cu­li­mahã­la de­ve bom­be­ar, em mé­dia, cer­ca de 32.640 me­tros cú­bi­cos por dia, con­tra os ac­tu­ais 24.480 me­tros cú­bi­cos.

O se­cre­tá­rio do Es­ta­do de Ener­gia, Jo­a­quim Ven­tu­ra, vi­si­tou o bair­ro da Ca­na­ta, on­de se lo­ca­li­za a tra­ves­sia da con­du­ta de água, que abas­te­ce a Ci­da­de Al­ta.

Li­ga­ções do­mi­ci­liá­ri­as

Jo­a­quim Ven­tu­ra vi­si­tou tam­bém a es­ta­ção Cu­li­mahã­la, bem co­mo in­tei­rou-se so­bre o abas­te­ci­men­to de ener­gia eléc­tri­ca no bair­ro so­ci­al do Los­sam­bo e o sis­te­ma de ilu­mi­na­ção pú­bli­ca, na área da San­ta Te­re­sa, no bair­ro Ben­fi­ca.

Na cap­ta­ção de água do Cu­li­mahã­la, Jo­a­quim Ven­tu­ra ou­viu as pre­o­cu­pa­ções da di­rec­ção da Em­pre­sa de Águas so­bre a fal­ta do sul­fa­to de alu­mí­nio e de clo­ro, as­sim co­mo abor­dou a si­tu­a­ção de inun­da­ções, que têm acon­te­ci­do nos me­ses de Ja­nei­ro a Mar­ço, quan­do so­be o cau­dal do rio. O pre­si­den­te do con­se­lho ad­mi­nis­tra­ti­vo da Em­pre­sa de Águas, Adol­fo Eli­as, dis­se que a ní­vel da ci­da­de do Huambo fo­ram fei­tas, nos úl­ti­mos me­ses, mais de 12 mil li­ga­ções. Nes­te mo­men­to, a em­pre­sa con­tro­la cin­co gran­des re­ser­va­tó­ri­os, que pos­si­bi­li­tam for­ne­cer água po­tá­vel pa­ra qua­se to­da a ci­da­de do Huambo.

JAIMAGEM

Vis­ta par­ci­al da ci­da­de do Huambo on­de a po­pu­la­ção tem à dis­po­si­ção mais sis­te­mas de for­ne­ci­men­to e abas­te­ci­men­to de ener­gia e água

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.