Vi­las ga­nham no­va ima­gem

Jornal de Angola - - PROVÍNCIAS - AN­TÓ­NIO CANEPA |

Ru­as e vi­las da ci­da­de do Huambo apre­sen­tam ago­ra uma ima­gem mais agra­dá­vel e sau­dá­vel, com a im­ple­men­ta­ção, pe­lo go­ver­no pro­vin­ci­al, de um no­vo mo­de­lo de re­co­lha e tra­ta­men­to dos re­sí­du­os só­li­dos, o que dei­xa a po­pu­la­ção lo­cal sa­tis­fei­ta.

Na ci­da­de do Huambo, des­de o iní­cio da cam­pa­nha de re­co­lha dos re­sí­du­os só­li­dos, a re­por­ta­gem do Jor­nal de An­go­la cons­ta­tou que, di­a­ri­a­men­te, se ob­ser­va ho­mens e máquinas a cui­da­rem da ima­gem da ur­be.

A ideia é, se­gun­do o go­ver­na­dor pro­vin­ci­al, João Bap­tis­ta Kus­su­mua, re­cu­pe­rar a ima­gem da ci­da­de e tor­ná-la mais bo­ni­ta e aco­lhe­do­ra, além de se cri­ar um am­bi­en­te sa­lu­tar pa­ra os mo­ra­do­res e vi­si­tan­tes.

A lim­pe­za e o em­be­le­za­men­to da ci­da­de tor­na­ram-se te­ma de con­ver­sa nas ru­as, lo­cais de tra­ba­lho, es­co­las e até mes­mo em hos­pi­tais e quar­téis. Pa­ra es­ta em­prei­ta­da, o go­ver­na­dor pro­vin­ci­al lan­çou um rep­to à so­ci­e­da­de no sen­ti­do de apli­ca­rem­se, pa­ra se po­der com­ba­ter o li­xo e ha­ver saú­de pa­ra to­dos.

Na ter­ça-fei­ra, 25, foi apre­sen­ta­do, na ci­da­de do Huambo, um Pla­no de Ac­ção de Ges­tão de Re­sí­du­os Ur­ba­nos (Pap­gru) pa­ra a pro­vín­cia. O ob­jec­ti­vo é mu­dar o com­por­ta­men­to dos mo­ra­do­res em re­la­ção ao li­xo, er­ra­di­car os mo­de­los an­ti­gos de re­co­lha e abrir cam­pa­nhas de edu­ca­ção e sen­si­bi­li­za­ção am­bi­en­tal, ac­ções que vão vi­go­rar com o slo­gan “Ci­da­dão Edu­ca­do, Huambo Lim­po”.

As ac­ções têm por fi­na­li­da­de me­lho­rar a vi­da nas co­mu­ni­da­des, pro­te­ger a saú­de dos ci­da­dãos e pro­pi­ci­ar um am­bi­en­te são pa­ra to­dos. A edu­ca­ção so­bre o li­xo vai ba­se­ar­se na me­to­do­lo­gia de abor­da­gem di­rec­ta ao ci­da­dão, em cam­pa­nhas de sen­si­bi­li­za­ção mas­si­va so­bre ges­tão cor­rec­ta dos re­sí­du­os, en­con­tros de con­cer­ta­ção com au­to­ri­da­des tra­di­ci­o­nais e lí­de­res re­li­gi­o­sos e na for­ma­ção de ac­ti­vis­tas am­bi­en­tais. O go­ver­na­dor da pro­vín­cia, João Bap­tis­ta Kus­su­mua, que pro­ce­deu à apre­sen­ta­ção do pla­no, mos­trou-se sa­tis­fei­to com o an­da­men­to do processo, in­for­man­do que, em me­nos de um mês, fo­ram re­co­lhi­dos mais de se­te mil me­tros cú­bi­cos de li­xo no cas­co ur­ba­no e na pe­ri­fe­ria, o que per­mi­tiu a re­du­ção sig­ni­fi­ca­ti­va dos re­sí­du­os só­li­dos na ci­da­de.

No mu­ni­cí­pio se­de, os fo­cos de mai­or con­cen­tra­ção de li­xo eram lo­ca­li­za­dos nas ci­da­des Bai­xa e Al­ta e nos bair­ros das Ca­ci­lhas, São Luís, Ka­pan­go, San­to An­tó­nio, Avi­a­ção, São Pe­dro, Ca­lo­man­da, Ca­li­lon­gue e na rua do Co­mér­cio. Fa­zem ain­da par­te os bair­ros São João, São Jo­sé, Bom­ba-Al­ta e Bai­xa, Cam­bi­o­te, San­ta Iria, Ae­ro­por­to, Sas­son­de e Aca­dé­mi­co.

Pa­ra a ope­ra­ção de re­co­lha de li­xo, fo­ram pre­ci­sos 12 ca­miões bas­cu­lan­tes e vá­ri­os ou­tros mei­os, co­mo pás car­re­ga­do­ras e re­tro­es­ca­va­do­ras. É de des­ta­car a en­vol­vên­cia e a con­tri­bui­ção dos mu­ní­ci­pes.

O no­vo mo­de­lo obri­ga que os ci­da­dãos de­po­si­tem os re­sí­du­os só­li­dos em lo­cais iden­ti­fi­ca­dos pe­la ad­mi­nis­tra­ção em ho­rá­ri­os de­fi­ni­dos (17h00 às 22h00 na zo­na ur­ba­na e das 15h00 às 18h00 nos ar­re­do­res da ci­da­de).

Es­ti­ma-se que, men­sal­men­te, se­jam re­co­lhi­das na ci­da­de do Huambo e bair­ros pe­ri­fé­ri­cos 490 to­ne­la­das de li­xo. Cons­ta tam­bém do no­vo mo­de­lo, a res­ti­tui­ção de con­ten­to­res nas ru­as e em áre­as in­di­ca­das pe­la ad­mi­nis­tra­ção mu­ni­ci­pal.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.