TP Ma­zem­be em van­ta­gem com a igual­da­de na Ar­gé­lia

Jornal de Angola - - DESPORTO - AN­TÓ­NIO CRISTÓVÃO |

O TP Ma­zem­be, da Re­pú­bli­ca De­mo­crá­ti­ca do Con­go (RDC), deu im­por­tan­te pas­so pa­ra a con­quis­ta do tí­tu­lo da 12.ª edição da Ta­ça Nelson Mandela, ao em­pa­tar a uma bo­la, no sá­ba­do à noi­te, di­an­te do Mou­lou­dia Olym­pi­que Be­jaia (Ar­gé­lia), no es­tá­dio Mus­tapha Tchac­ker, na ci­da­de de Bli­da, em de­sa­fio da pri­mei­ra mão da fi­nal da com­pe­ti­ção afri­ca­na.

O de­sa­fio da se­gun­da-mão es­tá mar­ca­do pa­ra do­min­go, às 15h30, no es­tá­dio do TP Ma­zem­be, na ci­da­de de Lu­bum­bashi, com trio de arbitragem do Se­ne­gal, li­de­ra­do por Ma­lang Di­edhi­o­ne, ten­do co­mo as­sis­ten­tes Dji­bril Ca­ma­ra e El Had­ji Ma­lick, no­me­a­do pe­la Con­fe­de­ra­ção Afri­ca­na de Fu­te­bol (CAF).

Hu­bert Ve­lud, trei­na­dor do TP Ma­zem­be, con­si­de­rou jus­ta a igual­da­de e re­co­nhe­ceu al­gu­mas di­fi­cul­da­des du­ran­te o de­sa­fio na ci­da­de de Bli­da. “O em­pa­te foi jus­to, mas te­mos de ter cui­da­do. Fi­quei im­pres­si­o­na­do com o jo­go dos nos­sos ad­ver­sá­ri­os. Eles cri­a­ram-nos si­tu­a­ções em­ba­ra­ço­sas, e po­de­ri­am ter ven­ci­do. Va­mos tra­ba­lhar na nos­sa re­cu­pe­ra­ção. As apos­tas são al­tas” , dis­se.

O téc­ni­co Nas­ser Sand­zak, do MO Be­jaia, elo­gi­ou a pos­tu­ra dos seus atle­tas, ape­sar da igual­da­de no seu re­du­to. Mas, acre­di­ta num triun­fo no pró­xi­mo fi­nal de se­ma­na, em Lu­bum­bashi. “Qu­e­ro agra­de­cer aos meus jo­ga­do­res, que fi­ze­ram um gran­de jo­go. Fi­ze­ram o seu me­lhor. Sa­bía­mos que se­ria di­fí­cil, por­que jo­gá­mos com o cam­peão da Li­ga dos Clu­bes Afri­ca­nos. Des­per­di­ça­mos mui­tas opor­tu­ni­da­des de go­lo” , fi­na­li­zou tris­te no fi­nal do jo­go. Pa­ra a Li­ga dos Clu­bes Cam­peões Afri­ca­nos de Fu­te­bol, o Ma­me­lo­di Sun­downs, da Áfri­ca do Sul, ven­ceu a com­pe­ti­ção há cer­ca uma se­ma­na, ape­sar da der­ro­ta di­an­te do Za­ma­lek (Egip­to), por 0-1, no es­tá­dio Borg Al Arab, em Ale­xan­dria, em jo­go de res­pos­ta. Na pri­mei­ra mão, dis­pu­ta­da a 15 de Ou­tu­bro, os sul-afri­ca­nos ven­ce­ram por 3-0, no es­tá­dio Lu­cas “Mas­ter­pi­e­ci­es” Mo­ri­pe. O Ma­me­lo­di Sun­downs tor­na­se as­sim na se­gun­da equi­pa sul-afri­ca­na a con­quis­tar o tro­féu, de­pois do Or­lan­do Pi­ra­tes, que ven­ceu em 1995 e 2013. Pe­lo tro­féu afri­ca­no, o no­vo cam­peão re­ce­beu um mi­lhão e 500 mil dó­la­res, en­quan­to os egíp­ci­os em­bol­sa­ram um mi­lhão.

AFP

Clu­be do Con­go De­mo­crá­ti­co pró­xi­mo de mais uma con­quis­ta de com­pe­ti­ção con­ti­nen­tal

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.