Cultura de­fen­de mu­seus in­te­rac­ti­vos

Jornal de Angola - - DESPORTO -

Um mu­seu mais in­te­rac­ti­vo, com pro­gra­mas que in­cen­ti­vem as pes­so­as a vi­si­tar es­tas ins­ti­tui­ções e mais en­tra­das li­vres pa­ra os jo­vens e pes­so­as da ter­cei­ra ida­de é o pe­di­do da mi­nis­tra da Cultura à di­rec­ção do Mu­seu de His­tó­ria Na­tu­ral.

Ca­ro­li­na Cerqueira, que fez on­tem a re­a­ber­tu­ra ofi­ci­al do Mu­seu de His­tó­ria Na­tu­ral, dis­se ain­da ser fun­da­men­tal exis­tir um in­ter­câm­bio mais ac­ti­vo en­tre a an­ti­ga e a no­va ge­ra­ção, em par­ti­cu­lar quan­to à tro­ca de co­nhe­ci­men­tos.

Pa­ra tal, re­for­çou, os mu­seus têm um pa­pel de des­ta­que, por­que, com a cri­a­ção de um ri­co pro­gra­ma, as pes­so­as vão ade­rir mais ao mu­seu e, as­sim, co­nhe­cer mais so­bre a cultura e a tra­di­ção na­ci­o­nal. “É uma for­ma de re­des­co­brir An­go­la.”

A mi­nis­tra dis­se que, do­ra­van­te, to­dos os mu­seus re­a­ber­tos vão ter con­di­ções pa­ra ser­vi­rem o pú­bli­co, com pro­gra­mas ali­ci­an­tes, em par­ti­cu­lar pa­ra os es­tu­dan­tes e in­ves­ti­ga­do­res. Ou­tra me­ta do Ministério, con­ti­nu­ou, é cri­ar con­di­ções pa­ra os mu­seus te­rem um au­men­to quan­ti­ta­ti­vo de vi­si­tan­tes. Pa­ra Ca­ro­li­na Cerqueira, o mu­seu tam­bém pre­ci­sa de dar o seu con­tri­bu­to com idei­as e su­ges­tões à di­na­mi­za­ção da cultura.

Aos ges­to­res dos mu­seus, Ca­ro­li­na Cerqueira pe­diu mai­or cri­a­ti­vi­da­de, pa­ra ren­ta­bi­li­za­rem os es­pa­ços, as­sim co­mo pen­sa­rem nou­tras for­mas de ren­ta­bi­li­za­ção pa­ra a di­ver­si­fi­ca­ção dos seus ren­di­men­tos.

As obras de res­tau­ro do Mu­seu de His­tó­ria Na­tu­ral fo­ram no sen­ti­do de me­lho­rar as con­di­ções de con­ser­va­ção e os es­pa­ços pa­ra ex­po­si­ções. Não fo­ram acres­ci­dos es­pa­ços no­vos. O vi­ce-go­ver­na­dor de Lu­an­da re­co­nhe­ceu o pa­pel que o Mu­seu de His­tó­ria Na­tu­ral de­sem­pe­nha na in­ves­ti­ga­ção, clas­si­fi­ca­ção, con­ser­va­ção e in­ven­ta­ri­a­ção da fau­na e da flo­ra na­ci­o­nal.

Rui Cel­so Sil­va acres­cen­tou que a re­a­ber­tu­ra da ins­ti­tui­ção vai dar a Lu­an­da e ao par­que mu­se­o­ló­gi­co um mai­or va­lor cul­tu­ral, de­vol­ven­do aos seus ha­bi­tan­tes uma tra­di­ci­o­nal fon­te de co­nhe­ci­men­to, que, du­ran­te dé­ca­das, aju­dou na for­ma­ção e ca­pa­ci­ta­ção de vá­ri­as ge­ra­ções.

“Es­te mu­seu é um for­te veí­cu­lo pa­ra a di­vul­ga­ção do acer­vo da bi­o­di­ver­si­da­de an­go­la­na, em par­ti­cu­lar o pa­tri­mó­nio his­tó­ri­co-cul­tu­ral. Por­tan­to, qu­e­re­mos que con­ti­nue a tri­lhar o ca­mi­nho da ex­pan­são e dis­se­mi­na­ção, as­sim co­mo ser uma fer­ra­men­ta in­dis­pen­sá­vel à dis­po­si­ção dos es­tu­dan­tes, pes­qui­sa­do­res, his­to­ri­a­do­res e to­da a co­mu­ni­da­de ci­en­tí­fi­ca”, des­ta­cou.

AN­GOP

Mi­nis­tra da Cultura Ca­ro­li­na Cerqueira

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.