CAR­TAS DO LEI­TOR

Jornal de Angola - - OPINIÃO -

Elei­ções nas fe­de­ra­ções

Ou­vi com agra­do que as fe­de­ra­ções de fu­te­bol de Bas­que­te­bol e pro­va­vel­men­te a de An­de­bol re­a­li­zam elei­ções pa­ra a re­no­va­ção dos cor­pos ge­ren­tes das mes­mas pa­ra os pró­xi­mos qua­drié­nio ou quinqué­nio. Aliás, as re­co­men­da­ções se­gun­do as quais as ins­ti­tui­ções des­por­ti­vas de­vem res­pei­tar nos ci­clos olím­pi­cos, na or­ga­ni­za­ção de pro­ces­sos in­ter­nos de re­no­va­ção das su­as di­rec­ções, é pa­ra ser cum­pri­do. Pa­ra a Fe­de­ra­ção An­go­la­na de fu­te­bol (FAB), de­se­jo boa sor­te aos con­cor­ren­tes e es­pe­ro que se­ja­mos ca­pa­zes de lá co­lo­car os me­lho­res. O nos­so fu­te­bol exi­ge es­sa no­va rou­pa­gem pa­ra sair do ma­ras­mo que se en­con­tra.

AN­TÓ­NIO PI­MEN­TA | Cas­sen­da

Água no bair­ro

Vi­vo no Ran­gel, na co­mu­na ho­mó­ni­na, que ti­nha si­do con­tem­pla­da há cer­ca de três me­ses com o for­ne­ci­men­to de água a pa­rir do seio do­mi­ci­li­ar. Água em con­di­ções jor­ra­va com re­gu­la­ri­da­de, mas des­de há uma se­ma­na a mes­ma não cor­re. Gos­ta­va que a EPAL, à se­me­lhan­ça da ope­ra­do­ra de ser­vi­ços, pro­vi­den­ci­as­se um nú­me­ro de Apoio ao Cli­en­te pa­ra o qual as pes­so­as li­guem pa­ra dar a co­nhe­cer to­da e qual­quer si­tu­a­ção me­nos boa. Por­que não li­gar pa­ra fe­li­ci­tar pe­lo ár­duo tra­ba­lho, aten­den­do a que é du­ro ca­var e ins­ta­lar tu­ba­gens, além das in­ter­ven­ções es­po­rá­di­cas sem­pre que ocor­rem re­ben­ta­men­tos de uma con­du­ta.

OCTÁVIO AU­GUS­TO | Ran­gel

Sor­te de Mos­sul

Sou de­fen­sor do res­pei­to pe­la so­be­ra­nia dos Es­ta­dos e que es­tes de­vam es­ten­der a sua ad­mi­nis­tra­ção em to­da ex­ten­são do seu ter­ri­tó­rio. A ex­pe­ri­ên­cia da cri­a­ção de Es­ta­dos den­tro do Es­ta­do de­ve ser re­le­ga­da in­tei­ra­men­te ao pas­sa­do. O mun­do in­tei­ro não con­sen­tir que Es­ta­dos se­jam in­va­di­dos, aten­tan­do con­tra pre­cei­tos da Car­ta da ONU. Os pro­ble­mas são de­ma­si­a­do com­ple­xos e, em mui­tos ca­sos, trans­ver­sais. O Es­ta­do Is­lâ­mi­co, na ci­da­de de Mos­sul, es­tá a bra­ços com a in­ves­ti­da das tro­pas ira­qui­a­nas lar­ga­men­te apoi­a­da pe­los seus par­cei­ros. Con­tra­ri­a­men­te ao que se va­ti­ci­na­va, as tro­pas ira­qui­a­nas já lu­tam den­tro da ci­da­de de Mos­sul.

PAU­LO KASSANGA | Pren­da

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.