Ro­ber­ti­nho que­bra je­jum

Jornal de Angola - - PARTADA - ROQUE SIL­VA |

O mú­si­co Ro­ber­ti­nho que­brou on­tem o je­jum de 14 anos ao apre­sen­tar o se­gun­do dis­co “Yosso Ixala”. O dis­co foi apre­sen­ta­do ao pú­bli­co du­ran­te uma ses­são de ven­da e as­si­na­tu­ra de au­tó­gra­fos mar­ca­da por uma ade­são con­si­de­rá­vel de fãs e apre­ci­a­do­res da mú­si­ca an­go­la­na. “Yosso Ixala” (Tu­do fi­ca, em por­tu­guês) tem 11 te­mas, dos qu­ais, qua­tro dos mai­o­res su­ces­sos da car­rei­ra do ar­tis­ta: “Ka­ki­nhen­to”, “Ka­la­ma­xin­de”, “Jo­a­na” e “De­ses­pe­ro”. Re­gra­va­das pe­la “Xi­ko­te Pro­du­ções”.

O mú­si­co Ro­ber­ti­nho que­brou on­tem, na Pra­ça da In­de­pen­dên­cia e no Mar­co His­tó­ri­co do Ca­zen­ga, em Lu­an­da, o je­jum de 14 anos ao apre­sen­tar o se­gun­do dis­co “Yosso Ixala”. O dis­co foi apre­sen­ta­do ao pú­bli­co du­ran­te uma ses­são de ven­da e as­si­na­tu­ra de au­tó­gra­fos mar­ca­da por uma ade­são con­si­de­rá­vel de fãs e apre­ci­a­do­res da mú­si­ca an­go­la­na. “Yosso Ixala” (Tu­do fi­ca, em por­tu­guês) tem 11 te­mas, en­tre eles, qua­tro dos mai­o­res su­ces­sos da car­rei­ra do ar­tis­ta: “Ka­ki­nhen­to”, “Ka­la­ma­xin­de”, “Jo­a­na” e “De­ses­pe­ro”.

Re­gra­va­das pe­la “Xi­ko­te Pro­du­ções”, as mú­si­cas de Ro­ber­ti­nho con­ti­nu­am com mes­ma cadência das ver­sões ori­gi­nais que fi­ze­ram mui­to su­ces­so na dé­ca­da de 80. Ago­ra com ou­tra qua­li­da­de so­no­ra de­vi­do a in­clu­são no­vos ins­tru­men­tos e ao uso de no­vas tec­no­lo­gi­as, as mú­si­cas têm dis­pu­ta­do as pa­ra­das nas rá­di­os e fei­to fu­ror nas pis­tas de dan­ça.

Além dos qua­tro gran­des êxi­tos mu­si­cais de Ro­ber­ti­nho, lan­ça­dos pe­la pri­mei­ra vez no dis­co “Jo­a­na”, em 1992, “Yosso Ixala” traz ain­da te­mas iné­di­tos co­mo “Ngon­go”, “Ma­kon­go”, “Ces­sá”, “Mus­sa­sa” e “Ka­xi­xi­ma”. Te­mas re­tra­tam, de uma for­ma ge­ral, o amor ao pró­xi­mo e trans­mi­tem con­se­lhos à ju­ven­tu­de.

O dis­co de Ro­ber­ti­nho tem a par­ti­ci­pa­ção de ou­tros mú­si­cos an­go­la­nos de re­fe­rên­cia e tam­bém es­tran­gei­ros com des­ta­que pa­ra Li­vongh, Mi­quei­as Ra­mi­ro (pi­a­nos), Quin­ti­no (vi­o­la rit­mo), Alex Sam­ba e Jacy (vi­o­la so­lo), Ben­ja­mim e Yi­net Pi­no (vi­o­la bai­xo) Jo­ta (ba­te­ria), Chi­kil­son e Mer­ce­des Her­nan­dez (Con­gas) e Bix (Sa­xo­fo­ne). A pro­du­ção mu­si­cal, te­clas, per­cus­são li­gei­ra e ar­ran­jos es­ti­ve­ram a car­go de DJ Manya, que tam­bém as­si­na a cap­ta­ção fei­ta na Xi­co­te Pro­du­ções, en­quan­to as mis­tu­ras e a mas­te­ri­za­ção do dis­co foi fei­ta em Por­tu­gal com a su­per­vi­são de Be­ti­nho Fei­jó.

Na­tu­ral de Malanje, Ro­ber­ti­nho co­me­çou a can­tar aos 18 anos, no bair­ro Mar­çal, em Lu­an­da, ten­do in­te­gra­do o gru­po Éba­nos, co­mo can­tor de apoio.

Em 1992, lan­çou o ál­bum de es­treia, “Jo­a­na”. Foi co­ris­ta do agru­pa­men­to FAPLA Po­vo, e ins­tru­men­tis­ta, to­can­do di­kan­za (re­co-re­co). Pos­te­ri­or­men­te jun­tou-se ao agru­pa­men­to Di­a­man­tes Ne­gros, em 1983, com San­to­cas (voz), Be­ti­nho Fei­jó (gui­tar­ra rit­mo) e Mas­si­ko­ka (te­cla­do). Ro­ber­ti­nho re­gres­sou aos dis­cos

VIGAS DA PURIFICAÇÃO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.