De­fen­di­da mo­bi­li­za­ção de no­vos mi­li­tan­tes

Jornal de Angola - - POLITICA - JUSTINO VITORINO |

O re­for­ço da mo­bi­li­za­ção pa­ra o in­gres­so de no­vos mi­li­tan­tes, com vis­ta ao cres­ci­men­to do par­ti­do, ten­do em con­ta as elei­ções ge­rais de 2017 foi pe­di­do on­tem pe­lo pri­mei­ro-se­cre­tá­rio do MPLA no Huambo João Bap­tis­ta Kus­su­mua.

O po­li­ti­co pres­tou as de­cla­ra­ções na as­sem­bleia de mi­li­tan­tes do Co­mi­té Pro­vin­ci­al do MPLA, no pa­vi­lhão mul­ti-uso “Os­val­do Ser­ra Van-Dú­nen , na pre­sen­ça de mais de 3 mil mi­li­tan­tes. João Bap­tis­ta Kus­su­mua dis­se que de­ve ha­ver mai­or in­te­rac­ção en­tre a di­rec­ção e as ba­ses, ten­do em aten­ção as me­tas tra­ça­das pe­lo MPLA.

O di­ri­gen­te par­ti­dá­rio con­si­de­rou “es­sen­ci­al”, o re­for­ço dos pla­nos de for­ma­ção po­lí­ti­ca e ide­o­ló­gi­ca dos mi­li­tan­tes, so­bre­tu­do pa­ra os re­cém-in­gres­sa­dos, além da vin­cu­la­ção dos mi­li­tan­tes, qua­dros e di­ri­gen­tes su­pe­ri­o­res do par­ti­do nos co­mi­tés de ac­ção.

“A con­cre­ti­za­ção das prin­ci­pais as­pi­ra­ções, con­tex­tu­a­li­za­das num mun­do que se apre­sen­ta ca­da vez mais glo­ba­li­za­do, de­mo­crá­ti­co e de com­pe­ti­ção po­lí­ti­ca, exi­ge dos mem­bros do MPLA uma vi­são es­tra­té­gi­ca e di­nâ­mi­ca, as­sen­te nas ta­re­fas de re­for­ço da sua ca­pa­ci­da­de de in­ter­ven­ção po­lí­ti­ca e so­ci­al”, dis­se João Bap­tis­ta Kus­su­mua.

Bem-es­tar dos ci­da­dãos

O pri­mei­ro-se­cre­tá­rio do MPLA na pro­vín­cia do Huambo ga­ran­tiu ain­da, que o MPLA vai con­ti­nu­ar a pres­tar aten­ção à cri­a­ção de con­di­ções pa­ra a me­lho­ria do bem-es­tar dos ci­da­dãos na pro­vín­cia do pla­nal­to cen­tral. O se­gun­do-se­cre­tá­rio do MPLA, Ar­man­do Ca­pun­da, in­for­mou que o par­ti­do no Huambo con­ti­nua a cres­cer, com o in­gres­so mas­si­vo nas su­as fi­lei­ras de mi­li­tan­tes de al­guns par­ti­dos po­lí­ti­cos da opo­si­ção, so­bre­tu­do oriun­dos da UNITA e da CA­SA-CE.

“O in­gres­so mas­si­vo des­tes ci­da­dãos nas fi­lei­ras do MPLA sig­ni­fi­ca a to­ma­da de cons­ci­ên­cia, e re­co­nhe­ci­men­to dos prin­cí­pi­os que fun­da­men­tam a li­nha po­li­ti­ca e a ide­o­lo­gia do par­ti­do”, afir­mou Ar­man­do Ca­pun­da, pa­ra quem o par­ti­do par­te mais for­te e di­nâ­mi­co pa­ra as elei­ções de 2017. Pa­ra a me­lho­ria da ofer­ta dos ser­vi­ços so­ci­ais bá­si­cos às po­pu­la­ções da re­gião do Pla­nal­to Cen­tral, Ar­man­do Ca­pun­da dis­se que o MPLA vai con­ti­nu­ar a re­a­li­zar ta­re­fas, no qua­dro do pla­no de de­sen­vol­vi­men­to eco­nó­mi­co e so­ci­al.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.