Mban­za Con­go tem apoio da UNES­CO

Jornal de Angola - - ESPECIAL|INDEPENDÊNCIA - JOSINA DE CAR­VA­LHO |

A Or­ga­ni­za­ção das Na­ções Uni­das pa­ra Edu­ca­ção, Ci­ên­cia e Cul­tu­ra (UNES­CO) e a Uni­da­de África no Cen­tro do Pa­tri­mó­nio Mun­di­al vão apoi­ar a candidatura do Cen­tro His­tó­ri­co de Mban­za Con­go à lis­ta de pa­tri­mó­nio mun­di­al.

A in­ten­ção foi ma­ni­fes­ta­da on­tem, em Lu­an­da, pe­lo re­pre­sen­tan­te da UNES­CO e che­fe da Uni­da­de África no Cen­tro do Pa­tri­mó­nio Mun­di­al, Ed­mond Mou­ka­la, du­ran­te uma au­di­ên­cia com o Vi­ce­Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, Ma­nu­el Vi­cen­te. Em de­cla­ra­ções à im­pren­sa no fi­nal do en­con­tro, Ed­mond Mou­ka­la dis­se que a UNES­CO quer apoi­ar An­go­la nes­te pro­ces­so, por­que o Cen­tro His­tó­ri­co de Mban­za Con­go tem um gran­de va­lor his­tó­ri­co e cul­tu­ral e a sua ins­cri­ção na lis­ta de Pa­tri­mó­nio Mun­di­al não só va­lo­ri­za o país, co­mo tam­bém a África Cen­tral.

“Há uma gran­de mo­bi­li­za­ção e sen­si­bi­li­za­ção dos paí­ses que fa­zem par­te do Rei­no do Con­go pa­ra ins­cri­ção des­te bem na lis­ta de pa­tri­mó­nio mun­di­al. Is­to vai re­for­çar a his­tó­ria e a cul­tu­ra des­te gran­de rei­no, bem co­mo fa­ci­li­tar a in­te­gra­ção cul­tu­ral, eco­nó­mi­ca e po­lí­ti­ca da re­gião sul de África”, dis­se. A mi­nis­tra da Cul­tu­ra, Ca­ro­li­na Cer­quei­ra, que tam­bém es­te­ve no en­con­tro, dis­se que tu­do es­tá a ser fei­to pa­ra que o país cum­pra os pra­zos e pro­ce­di­men­tos ne­ces­sá­ri­os pa­ra apre­sen­ta­ção do pro­ces­so de candidatura em Ju­lho de 2017, na reu­nião do Co­mi­té Exe­cu­ti­vo da UNES­CO pa­ra o Pa­tri­mó­nio da Hu­ma­ni­da­de, em Var­só­via, na Po­ló­nia.

De­pois da apre­sen­ta­ção da candidatura, a mi­nis­tra da Cul­tu­ra in­for­mou que An­go­la, em co­la­bo­ra­ção com os paí­ses que fa­zem par­te do Rei­no do Con­go, co­mo Con­go Braz­za­vil­le, Re­pú­bli­ca De­mo­crá­ti­ca do Con­go e Ga­bão, vão dar iní­cio a um pro­ces­so de di­plo­ma­cia cul­tu­ral, pa­ra fa­zer uma gran­de in­ves­ti­da di­plo­má­ti­ca jun­to dos paí­ses que in­te­gram o Co­mi­té Exe­cu­ti­vo da UNES­CO pa­ra o Pa­tri­mó­nio da Hu­ma­ni­da­de, pa­ra sen­si­bi­li­zar, in­for­mar e dar a co­nhe­cer a im­por­tân­cia his­tó­ri­ca, so­ci­o­e­co­nó­mi­ca, re­li­gi­o­sa, as­sim co­mo a pre­ser­va­ção e va­lo­ri­za­ção do Cen­tro His­tó­ri­co de Mban­za Con­go, que já é um pa­tri­mó­nio a ní­vel de África.

Ca­ro­li­na Cer­quei­ra afir­mou que o Cen­tro His­tó­ri­co de Mban­za Con­go tem to­das as con­di­ções pa­ra ser um pa­tri­mó­nio mun­di­al, re­pre­sen­tar An­go­la e pres­ti­gi­ar o con­ti­nen­te afri­ca­no. “É nes­te sen­ti­do que va­mos con­ti­nu­ar a tra­ba­lhar, co­la­bo­rar e tro­car ex­pe­ri­ên­ci­as com paí­ses que já de­ram es­tes passos, pa­ra que, em 2017, con­si­ga­mos fa­zer cons­tar es­te pa­tri­mó­nio na pres­ti­gi­a­da lis­ta fei­ta por pe­ri­tos em pa­tri­mó­nio mun­di­al”, ex­pli­cou. No mun­do, acres­cen­tou, África ain­da é po­bre em sí­ti­os, lo­cais e em ele­men­tos que são con­si­de­ra­dos pa­tri­mó­nio mun­di­al, do pon­to de vis­ta ma­te­ri­al e ima­te­ri­al, ra­zão pe­la qual é im­por­tan­te pa­ra An­go­la e o con­ti­nen­te afri­ca­no a candidatura do Cen­tro His­tó­ri­co de Mban­za Con­go.

JOÃO GO­MES

Ed­mond Mou­ka­la da UNES­CO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.