Pri­mei­ro Ibis de An­go­la inau­gu­ra­do em Lu­an­da

Jornal de Angola - - ECONOMIA - KÁTIA RA­MOS |

O Ibis Sty­les IU Ho­tel aber­to quar­ta-fei­ra em Lu­an­da cor­res­pon­de às as­pi­ra­ções das au­to­ri­da­des de in­se­ri­rem An­go­la na ro­ta mun­di­al do tu­ris­mo, con­si­de­rou na inau­gu­ra­ção do em­pre­en­di­men­to o mi­nis­tro da Ho­te­la­ria e Tu­ris­mo, Pau­li­no Bap­tis­ta.

O ho­tel é o pri­mei­ro dos 26 que um con­sór­cio en­tre a AAAAc­ti­vos e a Ac­corHo­tels, que se ocu­pa da ges­tão, pre­ten­de abrir em An­go­la ao lon­go dos pró­xi­mos dois anos, no qua­dro de um pro­jec­to ini­ci­a­do em 2007. O mi­nis­tro con­si­de­rou que a inau­gu­ra­ção da uni­da­de do pri­mei­ro Ibis Sty­les IU Ho­tel cons­ti­tui um mar­co pa­ra a in­dús­tria an­go­la­na do tu­ris­mo, pois sim­bo­li­za a en­tra­da de uma das mai­o­res ca­dei­as ho­te­lei­ras do mun­do em An­go­la.

O ho­tel, de três es­tre­las, tem 12 an­da­res e 120 quar­tos equi­pa­dos com ca­mas de casal, sa­las de reu­niões e res­tau­ran­tes, ofe­re­cen­do tra­ba­lho a mais de 130 tra­ba­lha­do­res, apu­rou o Jor­nal de An­go­la na inau­gu­ra­ção.

Nos pró­xi­mos di­as, vão ser inau­gu­ra­das du­as uni­da­des da mes­ma mar­ca em Vi­a­na e Ca­cu­a­co, am­bos com 180 quar­tos e os mes­mos pa­drões. No prin­cí­pio do pró­xi­mo ano, o gru­po inau­gu­ra ho­téis em Ben­gue­la, Lu­ban­go, Mo­çâ­me­des e Sum­be, e, de­pois, no Hu­am­bo, Ui­ge, Ca­xi­to, Cui­to, Ca­bin­da, Me­non­gue, San­ta Cla­ra, Ond­ji­va, Nda­la­tan­do, Dun­do, Sau­ri­mo, Ma­lan­je, Lu­e­na e Mban­za Con­go.

Alem des­tes, ou­tros 50 es­tão em cons­tru­ção, com o ob­jec­ti­vo de do­tar to­das as ca­pi­tais pro­vin­ci­ais do país de uni­da­des Ibis Sty­les IU, o que os in­ves­ti­do­res afir­mam que as­si­na­la uma nova era no sec­tor ho­te­lei­ro, “pa­ra fa­ci­li­tar os vi­a­jan­tes fre­quen­tes que pro­cu­ram ser­vi­ços de qua­li­da­de a um pre­ço aces­sí­vel e re­quin­te fran­cês”.

O mi­nis­tro da Ho­te­la­ria e Tu­ris­mo dis­se que o tu­ris­mo po­de con­tri­buir pa­ra o equi­li­bro da ba­lan­ça de pa­ga­men­tos, a cri­a­ção de em­pre­go e o com­ba­te à fo­me e a po­bre­za e que o pe­lou­ro que di­ri­ge es­tá a tra­ba­lhar num pro­gra­ma ope­ra­ti­vo apro­va­do pe­las du­as co­mis­sões do Con­se­lho de Mi­nis­tros, que con­tém as li­nhas­mes­tras da ac­ti­vi­da­de do sec­tor, co­mo a cap­ta­ção de re­cei­tas, de­sen­vol­vi­men­to do tu­ris­mo in­ter­no e for­ma­ção pro­fis­si­o­nal na ho­te­la­ria.

“Es­te pro­jec­to vai con­tri­buir pa­ra o au­men­to da ofer­ta e da ca­pa­ci­da­de de aten­di­men­to do país, bem co­mo pa­ra va­lo­ri­za­ção dos an­go­la­nos com a cri­a­ção de mais em­pre­go pa­ra com­ba­ter a fo­me e a po­bre­za”, dis­se o mi­nis­tro.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.