Gâm­bia no­ti­fi­ca ONU so­bre a re­ti­ra­da do TPI

Jornal de Angola - - MUNDO -

O Go­ver­no da Gâm­bia no­ti­fi­cou es­ta se­ma­na a ONU so­bre a de­ci­são do país de re­ti­rar-se do Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal (TPI), jun­tan­do­se à Áfri­ca do Sul e ao Bu­run­di, que tam­bém anun­ci­a­ram a de­ci­são de aban­do­nar o or­ga­nis­mo.

“Re­ce­be­mos a no­ti­fi­ca­ção ofi­ci­al da Gâm­bia so­bre a sua re­ti­ra­da do TPI”, dis­se o por­ta-voz das Na­ções Uni­das, Farhan Haq.

Ao jus­ti­fi­car a de­ci­são, o mi­nis­tro gam­bi­a­no da In­for­ma­ção, She­riff Bo­jang, afir­mou que o Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal tem si­do usa­do pa­ra pro­ces­sar ape­nas afri­ca­nos, es­pe­ci­al­men­te os seus lí­de­res, ig­no­ran­do cri­mes co­me­ti­dos nos paí­ses do Oci­den­te. A re­ti­ra­da da Gâm­bia do Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal, acres­cen­tou Farhan Haq, tem efei­tos um ano de­pois da no­ti­fi­ca­ção.

A me­di­da do Go­ver­no gam­bi­a­no cons­ti­tui mais um re­vés pa­ra o Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal e pa­ra a sua pro­cu­ra­do­ra-che­fe, Fa­tou Ben­sou­da, de­pois de as au­to­ri­da­des de Pre­tó­ria e Bu­jum­bu­ra te­rem ig­no­ra­do ape­los do se­cre­tá­rio-ge­ral da ONU, Ban Ki-mo­on, no sen­ti­do de re­con­si­de­ra­rem as su­as po­si­ções em re­la­ção ao TPI.

A Na­mí­bia, Qué­nia e Ugan­da es­tão tam­bém a pon­de­rar o aban­do­no do Es­ta­tu­to de Ro­ma, tra­ta­do fun­da­dor do Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal.

Ao apro­var em Ou­tu­bro, por mai­o­ria qua­li­fi­ca­da, uma pro­pos­ta pa­ra re­ti­rar o Bu­run­di da al­ça­da do Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal (TPI), o Par­la­men­to bu­run­dês to­mou uma de­ci­são iné­di­ta, que tor­nou o país no pri­mei­ro a re­cu­sar a ju­ris­di­ção do tri­bu­nal cri­a­do pe­lo Es­ta­tu­to de Ro­ma, em 1998, e abriu um pre­ce­den­te pa­ra ou­tros paí­ses afri­ca­nos fa­ze­rem o mes­mo.

No ano pas­sa­do, o en­tão pre­si­den­te da União Afri­ca­na, Ro­bert Mu­ga­be, anun­ci­ou em Ad­dis Abe­ba, nu­ma Ci­mei­ra de Che­fes de Es­ta­do e de Go­ver­no da or­ga­ni­za­ção, que o con­ti­nen­te po­dia des­vin­cu­lar­se do TPI, e propôs a cri­a­ção de um Tri­bu­nal de Jus­ti­ça e Di­rei­tos Hu­ma­nos pa­ra Áfri­ca.

Em 2013, o pre­si­den­te em exer­cí­cio da União Afri­ca­na, o pri­mei­ro­mi­nis­tro etío­pe Hai­le­ma­ri­am De­sa­legn, acu­sou o TPI de pro­mo­ver “uma es­pé­cie de per­se­gui­ção ra­ci­al” ao “acu­sar ape­nas di­ri­gen­tes afri­ca­nos”. Quan­do o TPI foi cri­a­do, o ob­jec­ti­vo era evi­tar to­do o ti­po de im­pu­ni­da­de, “mas ago­ra o pro­ces­so de­ge­ne­rou nu­ma es­pé­cie de per­se­gui­ção ra­ci­al”, dis­se Hai­le­ma­ri­am De­sa­legn.

Na se­gun­da-fei­ra, a pro­cu­ra­do­ra Che­fe do TPI dis­se ter “ra­zões con­cre­tas” pa­ra acre­di­tar que mi­li­ta­res nor­te-ame­ri­ca­nos e a CIA co­me­te­ram cri­mes de guer­ra no Afe­ga­nis­tão e anun­ci­ou uma in­ves­ti­ga­ção que “po­de cul­mi­nar em acu­sa­ções e man­da­tos de pri­são”.

EUA, Rús­sia e Chi­na, as­sim co­mo An­go­la, as­si­na­ram o tra­ta­do fun­da­dor do Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal, mas não o ra­ti­fi­ca­ram.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.