Rús­sia sai do Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal

Jornal de Angola - - DESPORTO -

A Rús­sia vai aban­do­nar o Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal (TPI) sob uma di­rec­ti­va as­si­na­da pe­lo Pre­si­den­te Vla­di­mir Pu­tin, in­di­cou on­tem em co­mu­ni­ca­do o Go­ver­no rus­so. O Mi­nis­té­rio das Re­la­ções Ex­te­ri­o­res rus­so ale­ga que o ór­gão “não con­se­guiu atin­gir as ex­pec­ta­ti­vas de se tor­nar um tri­bu­nal in­ter­na­ci­o­nal ofi­ci­al ver­da­dei­ra­men­te in­de­pen­den­te”.

A Rús­sia re­cu­sa, as­sim, man­ter a as­si­na­tu­ra no Es­ta­tu­to de Ro­ma. Es­te es­ta­tu­to é a ba­se de fun­ci­o­na­men­to da en­ti­da­de in­ter­na­ci­o­nal se­di­a­da em Haia, que re­gu­la ca­sos de âm­bi­to glo­bal co­mo ge­no­cí­di­os e cri­mes con­tra a hu­ma­ni­da­de.

A Rús­sia as­si­nou o tra­ta­do em 2000, mas não o ra­ti­fi­cou, à se­me­lhan­ça dos EUA e Chi­na, en­tre ou­tros paí­ses. Des­ta for­ma, a Rús­sia es­ta­va já fo­ra da ju­ris­di­ção do tri­bu­nal com se­de em Haia.

A de­ci­são do Go­ver­no rus­so sur­ge pou­cas se­ma­nas de­pois da saí­da con­jun­ta de três paí­ses afri­ca­nos, no­me­a­da­men­te Áfri­ca do Sul, Bu­run­di e Gâm­bia, que ti­nham ra­ti­fi­ca­do o tra­ta­do. Os três paí­ses cri­ti­ca­ram a ac­tu­a­ção do TPI por se con­cen­trar qua­se em ex­clu­si­vo em Áfri­ca, na­qui­lo que di­zem ser uma “per­se­gui­ção” aos seus lí­de­res.

Des­de a sua en­tra­da em fun­ções em 2002, o Tri­bu­nal de Haia lan­çou in­ves­ti­ga­ções em no­ve paí­ses afri­ca­nos e ape­nas uma fo­ra do con­ti­nen­te, na Geór­gia, na sequên­cia da guer­ra com a Rús­sia, no Ve­rão de 2008. Mos­co­vo cri­ti­cou a con­cen­tra­ção do TPI nos ac­tos co­me­ti­dos pe­las mi­lí­ci­as da Os­sé­tia do Sul e pe­los mi­li­ta­res rus­sos, ig­no­ran­do abu­sos co­me­ti­dos pe­las tro­pas ge­or­gi­a­nas.

AFP

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.