Mais em­pre­sas na­ci­o­nais acor­rem à Bol­sa de Va­lo­res

Jornal de Angola - - ECONOMIA -

A ad­mi­nis­tra­do­ra exe­cu­ti­va da Co­mis­são do Mer­ca­do de Ca­pi­tais (CMC) de An­go­la, Ve­ra Da­ves, dis­se que al­gu­mas em­pre­sas na­ci­o­nais es­tão a pre­pa­rar-se pa­ra se­rem ad­mi­ti­das à co­ta­ção em bol­sa. Tra­ta-se de fir­mas do sec­tor dos se­gu­ros, das te­le­co­mu­ni­ca­ções ou de dis­tri­bui­ção e re­ta­lho.

A ad­mi­nis­tra­do­ra, que fa­la­va à mar­gem da inau­gu­ra­ção do Mer­ca­do de Bol­sa de Tí­tu­los do Te­sou­ro, ocor­ri­da na ter­ça-fei­ra em Luanda, sa­li­en­tou que a ad­mis­são à co­ta­ção de­pen­de das pró­pri­as em­pre­sas.A Co­mis­são de Mer­ca­do de Ca­pi­tais já re­gis­tou as pri­mei­ras ade­sões ao pro­gra­ma ope­ra­ci­o­nal de pre­pa­ra­ção pa­ra o mer­ca­do ac­ci­o­nis­ta, ten­do em con­ta as re­gras de ad­mis­são.

“As em­pre­sas can­di­da­tam-se pa­ra se­rem di­ag­nos­ti­ca­das, pa­ra per­ce­be­rem quais são as su­as fra­gi­li­da­des em ter­mos de ges­tão e de re­por­te fi­nan­cei­ro pa­ra, a par­tir des­se di­ag­nós­ti­co, adop­ta­rem as me­di­das ne­ces­sá­ri­as pa­ra es­ta­rem em con­for­mi­da­de com as re­gras de ad­mis­são”, dis­se a ad­mi­nis­tra­do­ra da CMC.O Mer­ca­do de Bol­sa de Tí­tu­los do Te­sou­ro, inau­gu­ra­do na ter­ça-fei­ra, pas­sou a per­mi­tir a com­pra e ven­da, em tem­po re­al, de Tí­tu­los do Te­sou­ro, emi­ti­dos pe­lo Es­ta­do an­go­la­no mas pre­ven­do o pos­te­ri­or alar­ga­men­to à emis­são de dí­vi­da pe­las em­pre­sas.

O mer­ca­do é ge­ri­do pe­la Bol­sa de Dí­vi­da e Va­lo­res de An­go­la (Bo­di­va), uma so­ci­e­da­de de ca­pi­tais ex­clu­si­va­men­te pú­bli­cos, cri­a­da em 2014 pa­ra dar cor­po e ge­rir os mer­ca­dos re­gu­la­men­ta­dos de va­lo­res mo­bi­liá­ri­os, no âm­bi­to da CMC.A tran­sac­ção de Tí­tu­los do Te­sou­ro pas­sou a ser em tem­po re­al, a par­tir da ter­ça-fei­ra com a inau­gu­ra­ção, pe­lo mi­nis­tro das Fi­nan­ças de An­go­la do Mer­ca­do de Bol­sa de Tí­tu­los do Te­sou­ro.

A no­va pla­ta­for­ma pre­ten­de con­tri­buir pa­ra o au­men­to dos ní­veis de pou­pan­ça no país e pre­vê-se, pa­ra bre­ve, o seu alar­ga­men­to à emis­são de dí­vi­da pe­las em­pre­sas.

O mi­nis­tro Ar­cher Man­guei­ra dis­se ter per­fei­ta cons­ci­ên­cia de que não exis­te pou­pan­ça su­fi­ci­en­te em An­go­la, “al­go que é pre­ci­so fo­men­tar pa­ra que pos­sa ser ca­na­li­za­da pa­ra as em­pre­sas pri­va­das, que a in­ves­ti­rão e pa­ra a exe­cu­ção das po­lí­ti­cas pú­bli­cas.

”Des­de Maio de 2015, aquan­do do lan­ça­men­to do Mer­ca­do de Re­gis­to de Tí­tu­los do Te­sou­ro, fo­ram já tran­sac­ci­o­na­dos tí­tu­los no va­lor de 3.000 mi­lhões de dó­la­res, ne­go­ci­a­ção que ago­ra tran­si­tam pa­ra o Mer­ca­do de Bol­sa de Tí­tu­los do Te­sou­ro, com o acom­pa­nha­men­to das co­ta­ções a po­der ser fei­to atra­vés da In­ter­net.

An­go­la con­ta igual­men­te, a par­tir de ter­ça-fei­ra, com uma cen­tral de va­lo­res mo­bi­liá­ri­os, a uni­da­de or­gâ­ni­ca da Bol­sa de Dí­vi­da e Va­lo­res de An­go­la (Bo­di­va) que pas­sa a ser res­pon­sá­vel pe­la cus­tó­dia, com­pen­sa­ção e li­qui­da­ção dos tí­tu­los tran­sac­ci­o­na­dos nos mer­ca­dos re­gu­la­men­ta­dos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.