Fu­ma­do­res ad­mi­tem ma­les do ta­ba­co

Jornal de Angola - - SOCIEDADE -

Mui­tas pes­so­as, so­bre­tu­do jo­vens, con­ti­nu­am a dei­xar-se do­mi­nar pe­lo há­bi­to de fu­mar, ape­sar de, ci­en­ti­fi­ca­men­te, com­pro­va­dos os ma­les que cau­sa no or­ga­nis­mo hu­ma­no.

Al­guns fu­ma­do­res da pro­vín­cia de Luanda, ou­vi­dos pe­la An­gop, a pro­pó­si­to do Dia Na­ci­o­nal do Não Fu­ma­dor, as­si­na­la­do on­tem, ad­mi­tem ter no­ção dos ma­les pro­vo­ca­dos pe­lo ci­gar­ro, mas con­fes­sam que o vício “fala mais al­to.”

Se­bas­tião dos San­tos, mo­to­ris­ta de pro­fis­são, que co­me­çou a fu­mar aos 15 anos por in­fluên­cia do pa­dras­to, afir­mou ter fei­to vá­ri­as ten­ta­ti­vas pa­ra dei­xar o vício, mas que não sur­ti­ram o efei­to de­se­ja­do. “Fiz al­gu­mas ten­ta­ti­vas pa­ra aban­do­nar o con­su­mo do ta­ba­co, mas não deu cer­to. Es­tou con­for­ma­do com o vício e vou con­ti­nu­ar as­sim, ape­sar de sa­ber que po­de­rá pre­ju­di­car a mi­nha saú­de”, dis­se.

O ven­de­dor am­bu­lan­te Fer­nan­do Maya­la, que co­me­çou a fu­mar aos 9 anos, fri­sou que o gos­to pe­lo ci­gar­ro já lhe cau­sou da­nos à saú­de, quan­do, há cer­ca de 14 anos, lhe foi di­ag­nos­ti­ca­da uma in­fec­ção pul­mo­nar. Mes­mo as­sim, não con­se­guiu dar um bas­ta ao con­su­mo de ta­ba­co.

O em­pre­sá­rio bra­si­lei­ro Mar­ce­lo Ro­dri­go re­al­çou que, a par dos da­nos cau­sa­dos à saú­de, o con­su­mo do ta­ba­co pro­vo­ca sé­ri­os pre­juí­zos fi­nan­cei­ros aos fu­ma­do­res e su­as fa­mí­li­as. “O con­su­mo do ci­gar­ro é ca­ro em qual­quer par­te do mun­do e um vi­ci­a­do es­tá su­jei­to a gas­tar o di­nhei­ro des­ti­na­do às des­pe­sas da ca­sa, pa­ra com­prar ci­gar­ro, cau­san­do, em al­guns ca­sos, con­fli­tos no lar”, aler­tou.

Gi­no Gil­ber­to Si­mão, di­rec­tor de mar­ke­ting e pu­bli­ci­da­de, con­tou que co­me­çou a fu­mar por vol­ta dos 12 anos, por in­fluên­cia do pai. Quan­do o pai o man­das­se com­prar ci­gar­ros, ele ti­ra­va al­guns e fu­ma­va, en­tran­do as­sim, aos pou­cos, no mun­do dos fu­ma­do­res. Ex­pli­cou que o ci­gar­ro pas­sou a fa­zer par­te da sua vi­da ao lon­go de mais de 30 anos e que au­men­ta­va o con­su­mo quan­do es­ti­ves­se em con­ví­vio com ami­gos. Che­ga­va a con­su­mir, em mé­dia, três ma­ços de ci­gar­ro por dia.

Gil­ber­to Si­mão che­gou a pe­sar 54 qui­los. De­pois de aban­do­nar o vício, pas­sou a sen­tir-se mui­to me­lhor e o seu pe­so su­biu pa­ra 87. Ho­je, diz com ale­gria, não su­por­ta fi­car ao la­do de al­guém que fu­ma, sen­te-se mal.

O mo­to­ris­ta Gas­par Hen­ri­ques tam­bém co­me­çou a fu­mar mui­to jo­vem, por in­fluên­cia de ami­gos. Ago­ra, ape­sar de não se con­si­de­rar um vi­ci­a­do, fu­ma em mé­dia quin­ze ci­gar­ros por dia. Quan­do es­tá num con­ví­vio ou ir­ri­ta­do, po­de con­su­mir dois ma­ços. Quan­do fu­ma, dis­se, tem uma sen­sa­ção de bem-es­tar.

Ka­pa­pe­lo Nu­nes, ta­xis­ta, ga­ran­te que na sua vi­a­tu­ra nin­guém fu­ma. “São os fu­ma­do­res pas­si­vos que mais so­frem com o uso de ta­ba­co e são es­tas pes­so­as que o Go­ver­no de­ve pro­cu­rar pro­te­ger, pois os fu­ma­do­res, a prin­cí­pio, sa­bem das con­sequên­ci­as”, afir­mou, con­gra­tu­lan­do-se com o fac­to de o país dis­por de uma lei que proí­be o uso do ci­gar­ro nos es­pa­ços pú­bli­cos. A lei em cau­sa foi aprovada pe­lo Con­se­lho de Mi­nis­tros no dia 01 de Ju­lho de 2009.

O Dia Na­ci­o­nal do Não Fu­ma­dor vi­sa sen­si­bi­li­zar a po­pu­la­ção pa­ra os fac­to­res de ris­co as­so­ci­a­dos ao con­su­mo de ta­ba­co e di­vul­gar as for­mas mais efi­ca­zes pa­ra dei­xar de fu­mar. É, as­sim, um dia de re­fle­xão e, tam­bém, de ac­ção.

O con­su­mo de ta­ba­co é uma das prin­ci­pais cau­sas de do­en­ça e de mor­ta­li­da­de pre­ma­tu­ra em to­do o mun­do. Se­gun­do da­dos da OMS, mor­rem to­dos os anos cer­ca de 6 mi­lhões de pes­so­as por do­en­ças re­la­ci­o­na­das com o ta­ba­co, no­me­a­da­men­te can­cro do pul­mão, do­en­ça pul­mo­nar obs­tru­ti­va cró­ni­ca e do­en­ça cé­re­bro-vas­cu­lar.

KAIVINTE.EDVALDO

Fu­mar é um dos ví­ci­os mais pre­ju­di­ci­ais

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.