Al­to co­mis­sá­rio de­fen­de Tri­bu­nal Pe­nal de Haia

Jornal de Angola - - MUNDO -

O al­to co­mis­sá­rio da ONU pa­ra os Di­rei­tos Hu­ma­nos pe­diu aos paí­ses que con­ti­nu­em a apoi­ar o Tri­bu­nal Pe­nal In­ter­na­ci­o­nal (TPI), num dis­cur­so fei­to quar­ta-fei­ra em Haia, na Ho­lan­da, se­de do ór­gão.

Zeid al Hus­sein fa­la­va na As­sem­bleia dos Es­ta­dos sig­na­tá­ri­os do Es­ta­tu­to de Ro­ma do TPI na sequên­cia da de­ci­são de três paí­ses afri­ca­nos de re­ti­ra­rem-se da ins­ti­tui­ção. Tra­ta-se da Gâm­bia, da Áfri­ca do Sul e do Bu­run­di que já con­fir­ma­ram a sua saí­da à ONU.

Pa­ra o co­mis­sá­rio dos Di­rei­tos Hu­ma­nos, as ví­ti­mas dos cri­mes te­rão di­fi­cul­da­de de en­ten­der por que são aban­do­na­das por es­ses Es­ta­dos e por que são no­va­men­te pre­ju­di­ca­das. O di­ri­gen­te dis­se que as re­ti­ra­das ne­gam o di­rei­to à jus­ti­ça e à cor­rec­ção. O al­to co­mis­sá­rio afir­mou que “em­bo­ra os po­de­ro­sos pos­sam te­mer o tri­bu­nal, as ví­ti­mas, em to­da par­te, im­plo­ram pe­lo seu en­vol­vi­men­to.” O ob­jec­ti­vo da re­ti­ra­da dos Es­ta­dos do TPI é, pa­ra Zeid, apa­ren­te­men­te pa­ra “pro­te­ger os seus lí­de­res de acu­sa­ções.”

O re­pre­sen­tan­te dis­se es­tar tris­te com a ac­tu­al si­tu­a­ção e re­ve­lou que os paí­ses afri­ca­nos “têm si­do a es­pi­nha dor­sal do tri­bu­nal” e que a sua li­de­ran­ça, es­pe­ci­al­men­te no iní­cio, foi exem­plar.

Zeid al Hus­sein dis­se que, por ou­tro la­do, es­tar sa­tis­fei­to por­que vá­ri­os paí­ses afri­ca­nos, no­me­da­men­te o Botswa­na, Cos­ta do Mar­fim, Ni­gé­ria, Ma­lawi, Se­ne­gal, Tan­zâ­nia, Zâm­bia e Ser­ra Le­oa de­cla­ra­ram que não dei­xa­rão o TPI.

Zeid dis­se tam­bém que os de­sa­fi­os ac­tu­ais não são o pri­mei­ro tes­te se­ve­ro en­fren­ta­do pe­lo tri­bu­nal e que não se­rão os úl­ti­mos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.