GRU­PO MALO CLINIC Mai­or clí­ni­ca den­tá­ria abre em Lu­an­da

Jornal de Angola - - DESPORTO - JOÃO PE­DRO |

O gru­po Malo Clinic, lí­der mun­di­al em me­di­ci­na den­tá­ria, inau­gu­rou on­tem em Lu­an­da a sua pri­mei­ra clí­ni­ca em An­go­la pa­ra aten­der tam­bém pa­ci­en­tes pro­ve­ni­en­tes de ou­tros paí­ses afri­ca­nos. Pre­sen­te em 21 paí­ses a ní­vel mun­di­al, com cer­ca de 10 mil co­la­bo­ra­do­res, é re­co­nhe­ci­da no mun­do in­tei­ro do pon­to de vis­ta ci­en­tí­fi­co por de­sen­vol­ver mui­tos pro­du­tos e téc­ni­cas ci­rúr­gi­cas ino­va­do­ras no tra­ta­men­to den­tá­rio.

O pre­si­den­te do gru­po Malo Clinic, Pau­lo Ma­ló, dis­se que uma das ra­zões de se abrir uma uni­da­de em Lu­an­da é o fac­to de a Clí­ni­ca de Lis­boa, a mai­or de to­das, re­ce­ber um nú­me­ro ele­va­do de ci­da­dãos afri­ca­nos. Na mai­o­ria são an­go­la­nos, mas tam­bém re­ce­bem cli­en­tes da Gui­né Equa­to­ri­al, mo­çam­bi­ca­nos, na­mi­bi­a­nos, sul-afri­ca­nos e de ou­tros paí­ses, num to­tal de no­ve na­ci­o­na­li­da­des.

O ci­rur­gião afir­mou que faz to­do o sen­ti­do abrir uma clí­ni­ca em Lu­an­da, pa­ra que es­ses mi­lha­res de afri­ca­nos usu­fru­am de um lo­cal mais pró­xi­mo pa­ra se­rem tra­ta­dos e pou­par nas vi­a­gens.

“É im­por­tan­te que ha­ja uma clí­ni­ca de re­fe­rên­cia in­ter­na­ci­o­nal em An­go­la, por­que eu sou an­go­la­no, e co­mo é ób­vio não faz sen­ti­do ne­nhum a Malo Clinic es­tar nos prin­ci­pais paí­ses do mun­do e não es­tar no meu país. An­go­la é ho­je um país em fran­co crescimento e que ain­da não tem me­di­ci­na den­tá­ria nem me­di­ci­na ge­ral ao ní­vel que de­ve­ria ter”, fri­sou. O pre­si­den­te do gru­po Malo Clinic in­for­mou que do pon­to de vis­ta co­mer­ci­al, tem ló­gi­ca que a uni­da­de de Lu­an­da se­ja a clí­ni­ca de ban­dei­ra pa­ra Áfri­ca e que os pa­ci­en­tes dos ou­tros paí­ses afri­ca­nos se­jam tra­ta­dos em An­go­la.

“Qu­e­re­mos que es­tes pa­ci­en­tes se­jam tra­ta­dos na Malo Clinic de Lu­an­da e não na Eu­ro­pa. Em­bo­ra es­te­ja­mos a fa­zer ago­ra a inau­gu­ra­ção, já es­ta­mos a fun­ci­o­nar há três me­ses”. Pau­lo Ma­ló ga­ran­tiu que “lo­go que a Malo Clinic de Lu­an­da es­te­ja num ní­vel de de­sen­vol­vi­men­to com ins­ta­la­ções con­si­de­ra­das de pe­so, com re­cur­sos hu­ma­nos que es­ta­mos a de­sen­vol­ver em An­go­la com mé­di­cos europeus, se­rá a clí­ni­ca de An­go­la a dar su­por­te às clí­ni­cas de Mo­çam­bi­que, Áfri­ca do Sul, Na­mí­bia e Gui­né Equa­to­ri­al”. A Malo Clinic de Lu­an­da tem se­te mé­di­cos den­tis­tas qua­li­fi­ca­dos e ou­tros es­pe­ci­a­lis­tas re­si­den­tes, ofe­re­ce os ser­vi­ços de im­plan­to­lo­gia, re­a­bi­li­ta­ção oral atra­vés de im­plan­tes, e re­a­bi­li­ta­ção de des­den­ta­dos to­tais com a téc­ni­ca ci­rúr­gi­ca.

Ou­tros ser­vi­ços di­zem res­pei­to a ci­rur­gia oral, di­ag­nós­ti­co e tra­ta­men­to de al­te­ra­ções, le­sões e pa­to­lo­gi­as da ca­vi­da­de oral, ex­trac­ções sim­ples ou de den­tes in­clu­sos, tra­ta­men­to de in­fec­ções e re­mo­ção de quis­tos.

A for­ça de ma­nu­ten­ção de paz da ONU na Re­pú­bli­ca Cen­tro Afri­ca­na (MINUSCA) dis­se on­tem que uma das su­as ba­ses fi­cou sob fo­go cru­za­do du­ran­te con­fron­tos en­tre gru­pos re­bel­des ri­vais, le­van­do as su­as tro­pas a res­pon­der. A vi­o­lên­cia es­ta­lou na se­gun­da-fei­ra en­tre fac­ções ri­vais Se­le­ka, de mai­o­ria mu­çul­ma­na, na ci­da­de de Bria, 400 qui­ló­me­tros a nor­des­te de Ban­gui, in­di­cou, em co­mu­ni­ca­do, a MINUSCA, com­pos­ta por cer­ca de 12 mil ho­mens.

JO­SÉ SO­A­RES

Pre­si­den­te do gru­po Malo Clinic Pau­lo Ma­ló abre uma mo­der­na clí­ni­ca den­tá­ria em Lu­an­da pa­ra tra­tar pa­ci­en­tes do con­ti­nen­te

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.