Exe­cu­ti­vo me­lho­ra acom­pa­nha­men­to à pri­mei­ra in­fân­cia

Jornal de Angola - - POLÍTICA - JOÃO DI­AS |

O Exe­cu­ti­vo quer ver me­lho­ra­do o acom­pa­nha­men­to à pri­mei­ra in­fân­cia no país nos pró­xi­mos tem­pos, com re­al­ce pa­ra o sub­sis­te­ma de en­si­no pré-es­co­lar. Pa­ra o efei­to, a Co­mis­são pa­ra a Po­lí­ti­ca So­ci­al do Con­se­lho de Mi­nis­tros apre­ci­ou on­tem, em Lu­an­da, um Pro­jec­to de De­cre­to Pre­si­den­ci­al que apro­va o Es­ta­tu­to do sub­sis­te­ma de Edu­ca­ção Pré-es­co­lar, a ser apli­ca­do a to­dos os cen­tros in­fan­tis pú­bli­cos e pri­va­dos, nos quais fre­quen­tam cri­an­ças de três me­ses a cin­co anos de ida­de.

O do­cu­men­to, apre­sen­ta­do pe­lo Mi­nis­té­rio da As­sis­tên­cia e Rein­ser­ção So­ci­al na 8.ª ses­são or­di­ná­ria da Co­mis­são pa­ra a Po­lí­ti­ca So­ci­al do Con­se­lho de Mi­nis­tros, pre­ten­de alar­gar e me­lho­rar o acom­pa­nha­men­to da pri­mei­ra in­fân­cia, pro­por­ci­o­nan­do o apoio e os ser­vi­ços ne­ces­sá­ri­os pa­ra que a cri­an­ça pos­sa de­sen­vol­ver ple­na­men­te as su­as po­ten­ci­a­li­da­des e, as­sim, de­sen­vol­ver­se de for­ma in­te­gral. O di­plo­ma re­gu­la­men­ta e de­fi­ne os prin­cí­pi­os rei­to­res, os ob­jec­ti­vos, as áre­as cur­ri­cu­la­res, es­tru­tu­ra, or­ga­ni­za­ção e fun­ci­o­na­men­to dos cen­tros in­fan­tis.

Ain­da on­tem, a Co­mis­são pa­ra a Po­lí­ti­ca So­ci­al apre­ci­ou tam­bém um Pro­jec­to de De­cre­to Pre­si­den­ci­al que apro­va o ca­len­dá­rio aca­dé­mi­co pa­ra o En­si­no Su­pe­ri­or, um ins­tru­men­to que vin­cu­la to­das as ins­ti­tui­ções de en­si­no su­pe­ri­or (quer pú­bli­cas quer pri­va­das) e as­se­gu­ra a es­ta­bi­li­da­de na sua or­ga­ni­za­ção e fun­ci­o­na­men­to. A pro­pos­ta in­di­ca que o ano aca­dé­mi­co é or­ga­ni­za­do em dois se­mes­tres, ca­da um com 16 se­ma­nas lec­ti­vas de cin­co di­as, de se­gun­da a sex­ta-fei­ra.

O ob­jec­ti­vo do ca­len­dá­rio, se­gun­do o mi­nis­tro do En­si­no Su­pe­ri­or, é fa­zer uma me­lhor pla­ni­fi­ca­ção e or­ga­ni­za­ção das ac­ti­vi­da­des mais re­le­van­tes das ins­ti­tui­ções de en­si­no su­pe­ri­or e as­se­gu­rar a sua es­ta­bi­li­da­de. “Não tí­nha­mos is­so an­tes, mas é pre­ci­so vol­tar a dis­cu­tir e a ana­li­sar”, de­fen­deu Adão do Nas­ci­men­to, in­for­man­do que hou­ve re­co­men­da­ções e vai-se tra­ba­lhar ne­las pa­ra a res­pec­ti­va apre­ci­a­ção, em bre­ve, no Con­se­lho de Mi­nis­tros.

Africano de Andebol

Na área do desporto, a Co­mis­são foi in­for­ma­da so­bre o es­ta­do de pre­pa­ra­ção da XXII edi­ção do Cam­pe­o­na­to Africano de Andebol em Sé­ni­or Feminino, a de­cor­rer de 28 des­te mês a 7 de De­zem­bro, em Lu­an­da, bem co­mo so­bre os VII Jo­gos do Con­se­lho dos Des­por­tos da Re­gião 5 da União Afri­ca­na, a re­a­li­za­rem-se igual­men­te na ca­pi­tal an­go­la­na de 9 a 18 de De­zem­bro.

So­bre os dois even­tos, o mi­nis­tro da Ju­ven­tu­de e Des­por­tos dis­se que as con­di­ções es­tão pre­pa­ra­das e es­pe­ra pres­ta­ções sa­tis­fa­tó­ri­as das equi­pas na­ci­o­nais. “Há uma e ou­tra di­fi­cul­da­de a ní­vel or­ga­ni­za­ti­vo. Por exem­plo, até on­tem, os paí­ses par­ti­ci­pan­tes não ti­nham man­da­do as lis­tas e ho­rá­ri­os de che­ga­da. Mas, no es­sen­ci­al, es­tá tu­do pre­pa­ra­do e o país es­tá pron­to pa­ra re­ce­ber os par­ti­ci­pan­tes do cam­pe­o­na­to”, dis­se Al­bi­no da Con­cei­ção.

So­bre a pre­pa­ra­ção, em Por­tu­gal, da Se­lec­ção Sé­ni­or Fe­mi­ni­na de Andebol, o mi­nis­tro dis­se ter si­do a pos­sí­vel e que ain­da as­sim es­pe­ra que o “se­te na­ci­o­nal” es­te­ja pron­to pa­ra res­ga­tar o tí­tu­lo dei­xa­do na Ar­gé­lia.

Fes­ti­val de Cul­tu­ra

No do­mí­nio da cul­tu­ra, a 8ª ses­são or­di­ná­ria da Co­mis­são pa­ra a Po­lí­ti­ca So­ci­al do Con­se­lho de Mi­nis­tros apre­ci­ou um Pro­jec­to de De­cre­to Pre­si­den­ci­al que al­te­ra o ar­ti­go 3º do Re­gu­la­men­to do Fes­ti­val Na­ci­o­nal de Cul­tu­ra (FENACULT), que es­ta­be­le­ce uma no­va pe­ri­o­di­ci­da­de de re­a­li­za­ção do even­to. An­tes, o Fes­ti­val era re­a­li­za­do de qua­tro em qua­tro anos. Com o no­vo di­plo­ma, a pe­ri­o­di­ci­da­de pas­sa a ser de um quinqué­nio.

A mi­nis­tra da Cul­tu­ra dis­se que o gran­de ob­jec­ti­vo da al­te­ra­ção ao re­gu­la­men­to que ins­ti­tui o FENACULT é fa­zer coin­ci­dir a sua re­a­li­za­ção com os gran­des even­tos na­ci­o­nais, co­mo o Dia da In­de­pen­dên­cia Na­ci­o­nal, por exem­plo. Des­te mo­do, dis­se Ca­ro­li­na Cer­quei­ra, pre­ten­de-se con­tri­buir pa­ra a ra­ci­o­na­li­za­ção dos re­cur­sos hu­ma­nos, fi­nan­cei­ros e téc­ni­cos.

“Ha­ve­rá um ali­nha­men­to fu­tu­ro pa­ra que a re­a­li­za­ção do FENACULT coin­ci­da com es­tas da­tas. Mas vai con­ti­nu­ar a ser res­pon­sa­bi­li­da­de do Mi­nis­té­rio da Cul­tu­ra a pre­pa­ra­ção e re­a­li­za­ção do fes­ti­val”, re­fe­riu a mi­nis­tra, acres­cen­tan­do ain­da que a al­te­ra­ção vi­sa trans­for­mar o fes­ti­val nu­ma mar­ca de ma­ni­fes­ta­ção ar­tís­ti­co cul­tu­ral es­sen­ci­al pa­ra o for­ta­le­ci­men­to da uni­da­de na­ci­o­nal na di­ver­si­da­de cul­tu­ral.

Pro­tec­ção so­ci­al

Du­ran­te a reu­nião, a Co­mis­são foi in­for­ma­da so­bre o encontro re­la­ci­o­na­do com o Pro­jec­to de Apoio à Pro­tec­ção So­ci­al (APROSOC), que tem co­mo fi­na­li­da­de a ca­pa­ci­ta­ção e for­ta­le­ci­men­to ins­ti­tu­ci­o­nal, bem co­mo a con­cep­ção e im­ple­men­ta­ção de pro­gra­mas pa­ra apoi­ar as pes­so­as mais vul­ne­rá­veis das co­mu­ni­da­des, so­bre­tu­do cri­an­ças dos ze­ro aos cin­co anos, com o ob­jec­ti­vo de me­lho­rar os seus ní­veis nu­tri­ci­o­nais, o seu aces­so aos ser­vi­ços de edu­ca­ção e re­gis­to de nas­ci­men­to, no qua­dro da mu­ni­ci­pa­li­za­ção da pro­tec­ção so­ci­al.

Na ses­são de on­tem, a Co­mis­são ava­li­ou o es­ta­do de cum­pri­men­to das prin­ci­pais de­li­be­ra­ções e re­co­men­da­ções do Con­se­lho de Mi­nis­tros e das su­as co­mis­sões es­pe­ci­a­li­za­das com im­pac­to no sec­tor so­ci­al, com re­al­ce pa­ra as áre­as da Saú­de, Edu­ca­ção, En­si­no Su­pe­ri­or, An­ti­gos Com­ba­ten­tes e Ve­te­ra­nos da Pá­tria, Cul­tu­ra, Ju­ven­tu­de e Des­por­tos e da Fa­mí­lia e Pro­mo­ção da Mu­lher.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.